NASCEU CAMPEÃO

Tu és a glória dos teus fundadores

28 de ago de 2010

SÓ PENSANDO NAQUILO - A OBSSESSÃO É UMA COISA TERRÍVEL

Como canta o Gaúcho da Fronteira, eu repito: "já não agüento mais, já não durmo tranqüilo, Sonhando com ela e pensando naquilo".
Naquilo, o acesso à "Série C".
Esses quinze dias (ainda faltam oito)sem jogo do Tricolor só fazem aumentar a ansiedade da espera pelo primeiro embate do mata-mata contra o Iraty.
Quando penso que apenas 6 (seis) jogos nos separam de um futuro melhor, só vou ficando mais nervoso, pois a perda dessa oportunidade pode custar caro demais.
Torço, sinceramente, para que essa ansiedade seja só da torcida (melhor ainda que fosse só minha, porque a nossa torcida já tem surtos psicóticos coletivos com grande freqüência), e que o time esteja tranqüilo e focado. E que jogue bola, também!

Cavalo encilhado não passa duas vezes.
Nos jogos decisivos que fizemos desde a inaguração da Arena, com estádio cheio, muitas vezes (com poucas exceções) nosso time parecia travado, se borrou todo e perdeu. Esse ano isso não pode acontecer. Na hora da decisão temos que crescer e não, ao invés, apequenar.
Temos que a cada jogo, se possível beliscar pontos fora para facilitar as coisas, e em casa, com o apoio da torcida - nossa galera ainda não percebeu a real importância da série D, pois dava mais gente no Estádio durante a Copinha do que tá dando agora - vencer e avançar à próxima fase.
Acredito realmente que somos favoritos contra Iraty e depois contra Metrô ou Operário. Aí, é contar um com um pouquinho de sorte e com mais uns pontinhos na classificação geral, para evitar os adversários mais perigosos na "FINAL", aquele mata-mata que define o acesso (4ª fase).
Mundão do Arruda lotado
Como já disse em outro post, ter que cruzar com um Santa Cruz ou CSA, times importantes, de influência política, e com torcida,  é muito pior do que jogar, por exemplo, com um Brasília (média de 100 pagantes por jogo), ou com um Madureira/RJ ou América/AM, que não põem mais de 400 almas na suas canchas. Não vamos dar sopa pro azar!
Só para dar uma noção da diferença entre adversários, cito que o  Santinha tá com média de público, na primeira fase, de 24 mil por jogo; imagina numa decisão, com estádio cheio - capacidade de 64.000 torcedores corais - e apitador caseiro, o inferno que seria.
Faço todas essas conjecturas porque cavalo encilhado só passa uma vez. Temos que subir agora e disputar a série C no ano que vem, para assim dar os passos indispensáveis ao resgate da grandeza do Tricolor.
Explico o porquê da urgência: reparem na tabela da Terceirona deste ano para dar ainda mais importância ao acesso: Chapecoense e Criciúma, que em 2010 não foram páreo para nós no Campeonato Catarinense e nem na Copinha (só tomaram pau), estão liderando o Grupo 5 da Série C, com 9 e 7 pontos, respectivamente. Acho que um dos dois não classifica (até mesmo os dois podem se lascar). Contudo, consideremos o quadro atual: os dois estariam classificados entre os oito melhores do campeonato e entrariam no mata-mata decisivo - isso mesmo, a segunda fase já decide quem sobe. A Indiada enfrentaria o Luverdense-MT, e os Mineradores jogariam contra o Macaé/RJ, DECIDINDO O ACESSO à Série B. Não é uma moleza do cacete? Podemos deixar passar essa chance de ano que vem disputar tal mumunha?
A hora é agora. Como diria o filho do Jor-El: PARA O ALTO, E AVANTE!

Nenhum comentário:

Postar um comentário