NASCEU CAMPEÃO

Tu és a glória dos teus fundadores

11 de ago de 2010

A ERA EDINHO. A ERA LEANDRO MACHADO. QUANDO (ERA)MOS REIS

Vamos ao dicionário Aurélio, o famoso pai dos burros.
ERA:
1.Ponto determinado no tempo, que se toma por base para a contagem dos anos.

2.Cada uma das divisões básicas do tempo geológico, subdivididas em períodos, épocas e idades.
Edinho demitido, e vem a chamada pronta, fácil e preguiçosa no jornal (típica muleta de jornalista). "Fim da Era Edinho".
Que era, meu irmão?
Dois meses não são base para a contagem dos anos, não constituem uma divisão básica do tempo. É, no máximo, um tempo válido para a escola - um bimestre escolar, não dá nem pra receber um boletim, não passou era alguma. Passaram-se dois meses e apressadamente, mais uma vez, trocamos de treinador.
Agora temos a "Era Leandro Machado" - que pode (bato três vezes na madeira) terminar em dois jogos, ou seja em 12 dias (de 10 de agosto a 22 de agosto). E caso a catástrofe se consume, mais um ano acabado para o Joinville.
Se Eric Hobsbawn conhecesse o JEC e a imprensa esportiva joinvilense (sic), teria que rever toda sua obra, pois em vez de duzentos ou trezentos anos estudados para cada obra, teria que a cada dois meses escrever um novo "A Era das Revoluções.
Saudades - aproveitando o título do maravilhoso documentário sobre a luta Ali x Foreman - de quando (ERA)mos reis, ou seja, quando ganhávamos os Catarinenses, estávamos na série A ou série B. Hoje transformamos fracassos em ERAS. E cada vez mais curtas. AVANTE, JEC!

Nenhum comentário:

Postar um comentário