NASCEU CAMPEÃO

Tu és a glória dos teus fundadores

5 de ago de 2010

QUAL O TAMANHO DA TORCIDA DO JEC?

Qual é o real número de torcedores jequeanos? Quão grande é nossa torcida?
Vejam os números da pesquisa realizada em Santa Catarina, pela RIC RECORD:

Avaí - 15%; Figueira - 11%; Joinville - 7% ;Criciúma - 6%; Indiada - 4%, Metrô -2%; Marcílio 1%; Brusque 1%;
É claro que os anos de dificuldades por que vimos passando fizeram nossa torcida ficar um pouco pra trás. Com o Avaí na série A, e Figueira na B, depois de 7 anos seguidos na primeira divisão, esses números são compreensíveis.
Andei lendo a reportagem sobre a pesquisa, e é de uma pobreza impressionante - quase ao nível das intervenções de seu principal "comentarista" (entenda-se corneteiro) aqui em Joinville, o sr. Marco Antônio Peixer, aquele que se diz "o mais vezes campeão" sem nunca ter entrado em campo.
Só pra se ter idéia, perguntaram sobre o tamanho das torcidas, mas também sobre o consumo semanal de carne, a bebida preferida, e até sobre a Bolsa de Valores, entre outras besteiras.
Voltemos à reportagem. A população de Santa Catarina anda por volta de 6 milhões e 200 mil habitantes.
Com esses dados, num cálculo simplista, seria de 434 mil o número de torcedores do JEC. Joinville tem cerca de 500 mil habitantes, a pesquisa parece razoável. Aqui nos arredores - São Bento, Barra Velha, Araquari etc. - deve haver uns gatos pingados que também torcem para o Tricolor.
Contudo, cuido eu, essa lógica não se sustenta. Na pesquisa se apurou que 49% das pessoas não tem nenhum interesse em futebol, nem tem time no Estado. Arrendondando, já chegamos, dentro da cidade, a "apenas" 250.000 torcedores do JEC.
Pouquíssimas mulheres se interessam por futebol (dizer que torce pro Brasil na Copa do Mundo não é gostar de de futebol, convenhamos). Num corte baixo,  podemos  então reduzir em mais uns 30% esse número. Sub-total: 175.000 torcedores e, concedamos, algumas torcedoras.
Tiremos aí grande parte de quem tem menos de 10 anos (entre 7 e 8 mil pessoas nascem por ano em Joinville) - a maioria dessa turma só viu ou jogou futebol no Playstation. Além disso temos os homens que não gostam da fruta nem da bola, e chegamos chegar a uns 100 mil torcedores.
Então, dos 500 mil habitantes de Joinville, 100 mil torcem (eu disse torcer) para o JEC? Nem a pau! Pode até ser este o número de simpatizantes (homenagem à semana da diversidade - ui!) de nosso clube, mas dizer que esse é o tamanho de nossa torcida seria arriscado.
Afirmar que torce para o JEC acompanhando os resultados no jornal, e só reclamar após mais uma derrota não é torcer para o JEC! Ir ao jogo na final do Campeonato Catarinense (logo uma vez a cada três ou quatro anos) não é torcer para o JEC!
Nossa média de público (é bem verdade que há anos o time não ajuda) beira os 5.000 desesperados - sobre o comportamento esquizofrênico de nossa torcida trato amanhã - mais ou menos a quantidade de sócios que temos. Há cinco ou seis anos, quando ainda jogávamos no Ernestão, cansei de ir a jogos na série B com menos de 2000 pagantes. Fui a uma peleja, na série C de 1995, contra o Lousano Paulista (Casagrande tava nesse time), que o público foi de pouco mais de 200 testemunhas. Vê-se que o quadro não é bonito e não é de agora.
Pra mim, torcida é a do estádio (claro que há quem seja fanático mas não tenha condições financeiras de gastar com o JEC), é essa que garante visibilidade ao  JOINVILLE, que compra seus produtos, que dá renda ao clube. Diria que a nossa torcida é, de no máximo, 50.000 torcedores, dos quais hoje em dia, uns 10 mil, se tanto, vão a campo com maior ou menor freqüência.
Abro parênteses: Há os delirantes - amigos meus sofrem desse desvio - achando que o JEC tem que ter um estádio para 45.000 pessoas. Pra quê, no quadro atual? Terminar a Arena já estaria de bom tamanho (mais para conservação da estrutura de concreto do que efetivamente para lotá-la de torcedores). Fecho-os.
Esse patrimônio imaterial - A TORCIDA DO JECdeveria ser melhor analisada e explorada (no bom sentido) pelo Clube. Nesse meu cálculo (na verdade um grande chute, reconheço), entre esses 10 mil que vão a campo com alguma regularidade, e os 50 mil que são torcedores, há um grande espaço para crescimento (de receitas, de visibilidade, de presença no estádio) e fortalecimento do nosso Tricolor. O clube deveria fazer uma pesquisa séria - não essa porcaria da RIC - para conhecer (não digo conhecer melhor, porque não conhecem nada) os torcedores e conseguir trazê-los para perto do time e para dentro da Arena.
O diagnóstico de quantos somos e quem somos os jequeanos é necessário até para que boas campanhas como a do "sócio-amigo" ou "Joinville - 10.000 sócios", possam ter algum resultado. Não adianta dar tiro no escuro. Não se mata bugio dando tiro em rolinha. AVANTE, JEC!

4 comentários:

  1. É por aí a nossa torcida. Tem gente que fala que tem que trocar a diretoria, que o time não presta, mas não sabe nem a escalação do time e não vai no estádio há anos. Aí não dá, né. A torcida do JEC são os sócios e mais uns mil. Não foge disso.

    emerson

    ResponderExcluir
  2. Não esqueçamos que muitos que moram em Joinville não são da cidade e não estão nem aí para o JEC. Tem pessoas que falam que o inimigo do JEC é a dupla da capital, mas eu acho que os maiores inimigos são aqueles azedos que estão aqui mesmo na cidade torcendo contra só para depois dizer: "Eu não disse, esse time não presta".

    emerson

    ResponderExcluir
  3. Boa...e o pior, que eu sempre falo, a galera têm dois times, geralmente de são paulo e rio, compram a camisa, assinam o PFC, e nunca viu o time jogar, mas pra ir em nosso estádio???? só em final de campeonato. Que fôssemos 5000, mas torcedores mesmo!

    ResponderExcluir
  4. Sou corinthiano , e Jequeano , mais em todos os jogos do ano perco no maximo 3 ! sou socio e ajudo o meu jec - e n ligo pro que falam do meu cluube.

    ResponderExcluir