NASCEU CAMPEÃO

Tu és a glória dos teus fundadores

25 de ago de 2010

É BOM TOMAR PRUMO. OU O FUTURO É LOGO ALI (NO ERNESTÃO)

Gualicho: cavalo ganhador na década de 50
O Caxias, devagarinho, vai retomando seu futebol. Não costumo tratar de times que não o Joinville, só falo deles quando nos enfrentam.
Hoje abro uma exceção ao clube alvinegro, não sem registrar que em quatro jogos contra eles vencemos dois e empatamos dois.
Esse texto sobre o Caxias, entretanto, deve servir  mais como alerta para o JEC do que como incentivo ao novo-velho time do Ernestão.
Neste ano de 2010, o Caxias disputa a terceirona catarinense (dez clubes) contra times do porte de um NEC - Navegantes, MAGA - será o time do Maga Tatto? - Inter de Lages, Operário de Mafra, entre outros menos cotados. Na estréia, meteu 6x0 no time da tatuagem, e pasmem, colocou 1200 torcedores no Ernestão (lembram aquele post em que falei que jogaria no Ernestão? Pois é, já joguei. Outro dia conto.). Um público respeitável para a competição que disputam, embora imagine que os pagantes devam ter sido pouco mais de cinqüenta, porque o resto era tudo aposentado.
Evidentemente que o Caxias tem chances subir. Deve ser o Clube com maior orçamento da terceirona. Dos 10 times do campeonato, quatro ou cinco penarão para chegar ao final do certame, por falta de bufunfa, arame, capim, feijão. As desistências não são improváveis.  
Sejamos condescentes - mas é muito difícil para um jequeano ser benevolente com outro time - e concedamos que subam neste ano para a segundona, e ano que vem, conquistem o acesso para a Primeira Divisão.
Nesse caso, ou o JEC se arruma logo e ascende de uma vez, ou em 2012 corremos o risco de ver o tal gualicho - aquela cavalgadura lá em cima - entrar na disputa com o JEC por uma vaguinha na série D, pois o tricolor vem patinando há anos sem sair do lugar. Não podemos deixar isso acontecer.
O quadro ideal é que subamos este ano e também no próximo, para em 2012 estarmos na série B, o que é perfeitamente factível. Lembro que faltam 6 jogos, somente, para o primeiro acesso.
Ademais, como outrora escrevi neste post ao analisar a série C deste ano e afirmar que mesmo lá seríamos fortes, para subir da terceirona para a SÉRIE B, são apenas DEZ JOGOS. Estamos, portanto, a 16 jogos - e pouco mais de um ano - do paraíso (considero a série B nosso lugar), desde que haja planejamento.
O acesso à Série A pode esperar um pouco, pois vai demandar uma grande reestruturação do Tricolor (receitas, estádio, elenco, direção não-amadora, marketing, patrocínios, fornecedor de material esportivo, etc...).
Contrariando a lógica turfística, o JEC não pode deixar o Gualicho atropelar na reta final. Temos que nos consolidar como o grande time de nossa cidade, não deixando qualquer chance para o Caxias querer crescer.  AVANTE, JEC.

2 comentários:

  1. É isso aí mesmo. A hora do Joinville entrar no rumo é agora. Veja o Caxias, 1200 torcedores no estádio (750 pagantes) e, o mais curioso, com a Umbro fornecendo o material esportivo. Dá para sentir que o Caxias voltou com os pés no chão, com um planejamento certo. Ou o Joinville cresce ou o Caxias passa.

    emerson

    ResponderExcluir
  2. Emerson: Parece que as camisas da Umbro são compradas pelo Caxias, é só o uniforme para os jogos, não há um contrato de fornecimento de material esportivo em geral.
    No mais, como escrevi antes, nossa hora é agora. ST.

    ResponderExcluir