NASCEU CAMPEÃO

Tu és a glória dos teus fundadores

21 de out de 2010

MERDA NO VENTILADOR E A INFALIBILIDADE PAPAL

O tsunami de domingo, que deixou em campo 11 mortos e na arquibancada quase 15 mil feridos já passou, e aos poucos vamos nos recuperando. Mas o que sobra é sempre um rastro de destruição, e a reconstrução - ou limpeza - é lenta.
Uma das providências pós-catástrofe é achar culpas e culpados, e uma das formas para tal objetivo é jogar merda no ventilador, para que respingue mais em uns, menos em outros.
Nessa senda, a imprensa vem, em doses homeopáticas, contando histórias de bastidores para explicar a desgraça.

Gabriel Fronzi apontou problemas com Marcelo Silva - era isolado (não participa das festas dos boleiros), e que quebrou o grupo com sua chegada, além de ser pipoqueiro. Que não foi a Iraty (Fronzi, ele jogou em Iraty!, eu tava lá; o negócio foi em PG).
Que em razão da postura do "guri" - como disse terça-feira, e acho que tudo vai se demonstrando, chamá-lo de "o cara" soa agora de péssimo gosto, jogadores ameaçaram não entrar em campo contra o América no último domingo. Nereu interveio na situação e ele foi pro jogo.
Quanto a Eder, que este esteve em uma "festinha" na última semana, se meteu em uma briga por causa de um rabo-de-saia com outro "desportista" da cidade.  Só falta dar nome ao boi, mas deixa pra lá. Nereu, mais uma vez, foi chamado a intervir, na madruga, como diria Aymoré do Rosário. Por isso não iniciou jogando, dando lugar ao meu "ídolo", o Charles.

Juca Miguel indicou que Marcelo Silva deu o famoso "migué" pra não jogar em Ponta Grossa nem viajar a Manaus, sob pretexto de dor de dente. O que havia, segundo o colunista da Gazeta, é que ninguém do grupo falava com ele, e e o "guri" não quis viajar. Confirmou que o resto do elenco não o queria no time na hora da decisão aqui em Joinville.
Também acrescentou que o Lima, protegido por Nereu, foi pra Coréia queosparta pra fugir de problemas pessoais em sua terra natal, e isso fez com que perdêssemos nosso melhor atacante - a meu ver joga pra cacete, mas é cheio de problemas.
Com sua saída, com a contusão de Chris e contratação de novos atacantes (pequenos e leves) mudamos completamente nosso esquema de jogo, como apontei diversas vezes como erro da diretoria, o que sempre me deixou desconfiado, descofiança que na hora H, se mostrou fundamentada.
Acrescentou que o Fabiano parecia o Mutley, aquele do desenho da Esquadrilha Abutre, mas que em vez de medalha, medalha, medalha, pedia dinheiro.

Se tais informações estão certas - e não tenho por que duvidar disso, afinal os emitentes trabalham todo dia perto do clube, ao passo que sou apenas um chutador, que recolhe informações esparsas, ou seja, leio e ouço o que os profissionais da imprensa apuram e divulgam, e com base nisso cometo algumas opiniões - houve muitos erros na condução dos destinos do JEC na série D.

Mas esses erros só foram revelados agora, só chegaram ao conhecimento da imprensa agora?
Óbvio que não. Com isso passo à segunda parte desse post.

A INFALIBILIDADE PAPAL.
Pra quem é católico tal atributo significa que o papa, o sumo pontífice, quando delibera algo em matéria de fé ou moral, tem uma opinião infalível, invariavelmente correta, pois o espírito santo lhe dá assistência sobrenatural quando profere seus juízos.

Esse aí, o da direita, explica tintim por tintim!
Como não sou adepto de crendices, só posso dizer que essa infalibilidade é um MITO, mas que se reproduziu como verdade dentro do ambiente pouco santo do JEC. Durante o ano todo, as opiniões de Nereu Martinelli foram tomadas nessa conta sagrada por quase toda a imprensa. Só faltava, por vezes, genuflectir e pedir "a bença, padinho", e aí ouviam a verdade martineliana revelada, para retransmiti-la ao mundo todo.

Então tá! Eis a verdade! o Lima só foi embora porque a proposta da Coréia era muito boa para ele e para o JEC, o Marcelo Silva tava dodói mesmo, da perna e dos dentes, o grupo nunca rachou, etc, etc, etc.

Até acredito que muitos jornalistas não falaram antes o que sabiam para não contaminar/rachar ainda mais o grupo (se bem que, se tais informações viessem à tona, talvez algumas laranjas tivessem sido tiradas do cesto, até mesmo com o apoio dos demais jogadores), ou que não o fizessem para não perder acesso às informações (revelações) do Nereu ou do próprio elenco.
Mas, se tinham a informação, cuido que ela deveria ter sido dada antes - isso é jornalismo, o furo, a reportagem que ninguém faz, a notícia que ninguém quer dar. Como disse (acho) Dom Inácio Lula da Silva, primeiro e único, em citação livre: notícia é o que a gente não quer mostrar; o resto é publicidade.
O Fossile, por exemplo, já vem defendendo a imprensa na rádio desde o domingo à noite, mesmo sem que ninguém a atacasse. Como sou meio tanso (pra usar uma palavra de uso bem joinvilense), demorei a entender o porquê da defesa antecipada, mas agora parece que me caiu a ficha.
O Nereu errou, o Clube errou? Se a resposta é sim, e se sabia onde errou, penso que tudo isso deveria ter sido dito com mais clareza antes por quem acompanha o dia-a-dia do clube e conhece seus bastidores. Espalhar as notícias só agora é postura que soa um pouco como conduta de "profeta do acontecido".

Mas esqueçamos tudo isto, pois eu também tenho revelações: vendo a foto (publicada por Juca Miguel) de meio time do JEC no Stammtisch - uma festa que segundo minha esposa nada mais passa de uma desculpa pra encher os cornos de cerveja - eu discordo profundamente, malgrado pouco me lembre do que houve no último em que estive, depois de ajudar meus amigos a secar apenas 60 litrinhos de chope - de sábado (um dia antes da final), na Visconde de Taunay, e lembrando-me do vazamento da gás que houve na Wetzel, é provável que ninguém tenha culpa de nada com o que houve com o Tricolor, exceto tal empresa, pois o gás deve ter causado tonturas, confusão mental nos jogadores, e numa transubstanciação, transformado metano em merda sólida nos calções de nossos boleiros, que devem, dessa forma, ser absolvidos completamente, pois que a culpa é exclusiva de terceiros.
Concluo, assim, inspirado no papa (mas será o Benedictus XVI?): Ego absolvo te. In nomine Patris, et Filii, et Spiritus Sancti. AMÉM, JEC.

6 comentários:

  1. Cara, veja se eu entendi bem...meio time do JEC estava no tal estametiche UM DIA ANTES DA FINAL? Foi isso mesmo? E todo mundo achou normal? Tiraram até foto? Ninguém confrontou os caras, perguntando se não valia a pena um pouco de cacentração?

    Se foi isso mesmo que aconteceu, fico imaginando os jogadores do América vendo tal empáfia e pensando..."amanhã vocês terão o troco..."

    Puta merda...se foi isso mesmo, era o ovo da serpente...

    E talvez o gás da Wetzel tenha sido a água do Branco do Jec...ehehe

    ResponderExcluir
  2. Comentei certa vez quando perdemos para o brusque, que se deveriamos partir para o niilismo. Agora é o no que eu acredito. Quero um planejamento de longo prazo, investimento na divisão de base, todo mundo fora, no mínimo.
    Não adianta colocar chope com gosto de painço no pré-jogo, chega!

    Muito disso, ou nada acontecerá, mas pra começar, poderiamos partir com o juvenil para o catarinense.

    Abraço a todos!

    ResponderExcluir
  3. Volte a escrever posts, colega, e eu volto a comentar. O América jogou com atleta irregular, vão ser punidos e perder a vaga. Escreve, escreve, escreve, nosso ano felizmente não acabou.

    ResponderExcluir
  4. Emerson, vamos aguardar pra ver. Preciso ver confirmado na CBF tal informação. Ab, ST.

    ResponderExcluir
  5. É claro, não tem nada decidido ainda. Mas, nesses casos, dificilmente a equipe que usa jogador inscrito irregularmente escapa. É quase certo que vamos ficar com a vaga. E a diretoria que não pense que está tudo bem, é bom eles se agilizarem e corrigirem os erros para 2011. Não é por que o time se aproveitou dessa brecha que a diretoria se safou. O clube precisa de um projeto decente para o ano que vem, nada de comodismo.

    ResponderExcluir
  6. Desinformado Carrasco, André, não estava meio time do Jec na Stammtisch, e sim o time inteiro e mais a diretoria, se você sabe mais ou menos como ocorreu o evento, saberá que a rua estava totalmente lotada e fechada para trafego de veic. foi por isso que eles deixaram o ônibus em uma rua próxima e foram pelo meio do evento até o Zum, seu patrocinador! Eles tiraram fotos por respeito ao torcedor, não ficaram no evento, apenas passaram por ele.

    ResponderExcluir