NASCEU CAMPEÃO

Tu és a glória dos teus fundadores

22 de set de 2010

JEC x OPERÁRIO - PRÉVIA I - PANTICO VOLTA: O TIME DEVE MUDAR?

Outro dia ouvi o "mais vezes campeão sem nunca ter chutado uma bola" finalmente falar alguma coisa aproveitável, embora tenha alguma dúvida sobre o acerto de sua tese.
Isso, contudo, não inválida a boa ideia - essa reforma ortográfica é de lascar - que deu em seu comentário no Jornal da RIC, ao meio-dia, embora tenha falado mais do seu time carioca do que sobre o Tricolor. Só de vê-lo falar alguma plausível já fico estupefato.

Ele aventou que com o retorno do Pantico, esse assumisse uma vaga no ataque junto a Eder, e que Marcelo Silva fosse recuado para a meia-cancha, fazendo companhia a Marcelinho. Ricardinho perderia a posição, nesse time. É uma formação interessante, que não pode ser descartada de pronto.

Contudo, tais mudanças demandariam uma série de acertos na formação de nosso time, em uma equipe que finalmente parece ter achado um jeito de jogar. Tenho de reconhecer que o time melhorou bastante  desde que Leandro Machado assumiu o comando técnico do JEC.

O que mudaria com essa nova formação?
1. O time ficaria mais ofensivo e mais desprotegido, pois Marcelo Silva joga muito mais pra frente do que o Ricardinho, mas marca muito menos. Ricardinho compõe defensivamente, auxiliando os laterais e os volantes. Marcelo teria dificuldade para executar tal função. E é de se notar que "o cara" não esteve bem nos jogos contra o Iraty - parece que cansado fisicamente. Oxalá esses quinze dias de descanso o tenham recuperado, pois será muito importante para conquistarmos o acesso.
2. Nossa bola parada mudaria completamente. Ricardinho bate bem faltas diretas ao gol, é um bom cobrador. É, ao que tudo indica, também o cobrador de pênaltis - bateu lá em Iraty. Igualmente, é ele que alça todas as bolas para a área, tanto em escanteio quanto em faltas laterais, embora, para mim, nessa função, sua eficiência não impressione. Mas há mais de ano jogamos assim, e parece que não vai mudar até o final da série D.
3. No ataque, diminuíriamos nossa já diminuta estatura. Pantico é baixo, e Eder também não é um gigante. A reposição de bola do Fabiano busca sempre o Marcelo Silva, que dá a primeira "espanada" de cabeça, quase sempre pelas laterais do campo. Quem fará este papel? A saída de bola ficará mais difícil, facilitando marcação pressão do adversário.
4. Marcelo Silva prefere jogar no ataque e rende mais por lá. Acho que a pior atuação dele desde seu retorno se deu no único jogo - quando Edinho ainda era treinador - em que atuou na meia-cancha.

A substituição mais simples seria a substituição de Éder pelo Pantico, ainda nosso artilheiro na série D, e eu até sou favorável a este câmbio. Mas, com os dois gols marcados pelo Éder na última partida (e além disso a sua melhora na parte física), tal mudança, nesse momento, soaria estranha e queimaria o substituído. Ademais, Leandro Machado vem elogiando Eder pelo seu papel de atacante de contato, de força, que dá o corpo pros zagueiros, faz o pivô de forma eficaz. Mudar o ataque pra dois jogadores leves não parece ser a intenção de nosso "professor".
Isso posto, penso que a tendência, na cabeça do LM, é a manutenção do time para os jogos contra o Operário, ficando o Pantico como primeiríssima opção para o lugar de qualquer um dos avantes, e Neném como o substituto eventual dos meias.
Esse quarteto mais ofensivo - além de nunca ter jogado junto - fragilizaria um time que vem se notabilizando pela compactação defensiva. De toda forma, essa formação deve ser testada (em treinos ou quando os jogos já estiverem decididos), para a eventualidade de estarmos perdendo algum jogo. Assim, o time que ganhou as duas últimas sem sofrer gol é que deve começar jogando no domingo, contra os Proletários, aqui no Estádio Municipal. AVANTE, JEC!

2 comentários:

  1. Defendo a manutenção da equipe do último jogo. O atual esquema até agora não deixou o JEC na mão. Esse esquema ofensivo (interessante, veríamos um futebol bonito) deve ser deixado para um caso de extrema urgência, o que esperamos não seja necessário. E o Éder, pelo menos no jogo de domingo, deve ser o titular. Veio com um certo status por ser o artilheiro do campeonato goiano, agora ele está fazendo valer a condição de artilheiro.

    ResponderExcluir
  2. É isso aí. Mas parece que o Marcelo Silva vai ser poupado. Tá com a musculatura baleada, depois de um ano jogando no futebol semi profissional - logo, amador - do
    Catar. Pantico deve jogar. Ab, ST

    ResponderExcluir