NASCEU CAMPEÃO

Tu és a glória dos teus fundadores

21 de set de 2010

DILEMA TOSTINES: ATAQUES BONS OU DEFESAS FALHAS

Lembram-se daquela bolacha Tostines - achei que nem era mais vendida, mas parece que só mudou a embalagem - e de seu dilema, que era enunciado na publicidade: Tostines é fresquinho porque vende mais, ou vende mais porque é fresquinho?
Esse é mote para analisar os times do Centro-Oeste e Norte-Nordeste, que protagonizaram jogos de muitos gols neste campeonato.
Por exemplo, há algumas semanas, o Sampaio Corrêa meteu 5 no CSA, o Santa Cruz bateu o Guarany de Sobral por 4 a 3, isso já no mata-mata. Antes, houve outras goleadas.

Trago o dilema para o mundo do futebol e, mais especificamente, da Série D: a defesas só são vazadas porque os ataques são muito bons, ou os ataques são muito bons porque as defesas são frágeis, lá para cima?

O Uberaba, por exemplo, fez 14 de seus 22 gols em apenas três jogos em casa na primeira fase. Os outro oito gols saíram em 5 jogos. 
O Guarany de Sobral fez 12 de seus 18 gols em três jogos, um 4x0 contra o JV Lideral e um 5x1 contra o Flamengo/PI, o que mostra que este time é perigoso em seus domínios. Mas em outros jogos dificilmente marca.

O Sampaio Corrêa, igualmente, fez 10 de seus 16 gols em dois jogos, contra o mesmo Flamengo/PI e contra o CSA. Os outros seis gols levaram 6 jogos para acontecerem.

Então, em parte, os saldos dilatados, as goleadas, o grande número de gols pró, podem ser creditados à fragilidade de alguns adversários que enfrentaram lá para cima no mapa do Brasil e não a um ataque que faça inveja a Romário e Ronaldo - no auge.

Nosso time é um mais equilibrado. Temos só 11 gols, mas apenas duas partidas não marcamos. Vamos jogar mais duas vezes contra um time de boa defesa- o Sopp(erário).
Aqui pelo Sul, as goleadas são bem mais difíceis de conquistar, o futebol é mais defensivo do que ofensivo, o acerto da defesa é sempre buscado primordialmente.

Defesas sólidas ou ataques de asma no nosso grupo?
 Nós só sofremos 4 gols em 7 jogos (e dois deles, contra o Zequinha, nos descontos, em bobeiras de nosso time, que parecem ter acabado).  
Ademais, vê-se que em nossa chave estavam Joinville e Operário - dois dos três melhores times e defesas do campeonato. O Operário, mais São JoséIraty jogavam no 3-5-2, apostando praticamente só na defesa, com times fortes e altos.
Para se ter um noção do equilíbrio da nossa chave na primeira fase, este foi o grupo, disparado, em que menos gols foram marcados - só 19. Ao passo que no grupo do Uberaba, por exemplo, saíram 49 gols.
O segundo grupo com menos gols teve 24 tentos, e depois, o terceiro, com 28 gols. Ou seja, nosso grupo era o das defesas mais equilibradas, sem sombra de dúvida. O 4º colocado do nosso grupo - o Oeste - foi o melhor lanterna, com 5 pontos.

Nosso saldo de gols só é menor exatamente que o do Uberaba (13) e do Sampaio Corrêa (9) e igual ao do Guarany (7). Todos, contudo, têm defesas mais vazadas do que a nossa. A diferença no saldo é decorrente das goleadas eventuais que aqueles times aplicaram.
A meu ver, então, os ataques mais positivos lá pras bandas do Nordeste se devem mais à fragilidade defensiva de ALGUNS times já eliminados, do que à qualidade das linhas ofensivas.
Obviamente essa é uma impressão que só vai se confirmar nas quartas-de-final, se os cruzamentos colocarem frente a frente os times aqui do Sul contra os do Centro-Oeste e Norte-Nordeste.
Seriam confrontos de opostos - a defesa sulista (mas sem retrancas, por favor) e o ataque nordestino. Acho que as linhas defensivas e o jogo no contra-ataque prevalecerão. Pelo menos essa é a minha torcida. AVANTE, JEC!

Nenhum comentário:

Postar um comentário