NASCEU CAMPEÃO

Tu és a glória dos teus fundadores

24 de jul de 2010

ANDO MEIO DESLIGADO... E COMO ESTAMOS DE GRANA

Aqui mesmo no JECMANIA venho manifestando dúvidas com os recentes movimentos da diretoria tricolor. Fizemos uma aposta - e como toda aposta, arriscada!
Conseguimos por um bom tempo manter o time, reforçá-lo durante a Copinha do ano passado, durante o Catarinense deste ano, e mesmo na Copinha deste ano, e em todos esses certames sempre terminanos com o título ou vices (posições que nos garantiriam o acesso à série C). Agora que a competição mais importante chega, o time vai mudando de forma bastante sensível, com o risco de que se desmanche ou desentrose definitivamente - num campeonato de tiro curtíssimo.
Parece que a direitoria adotou como lema o primeiro verso da música dos Mutantes e "anda meio desligada". Volto a dizer - perdemos quase todo nosso ataque, e agora, com a ida do Lima pra Coréia, perdemos todos os atacantes a que estávamos acostumados há mais de ano.
Nossa meia cancha também foi desmontada ou para ser benevolente, mudada. Com Emerson a diretoria cometeu um erro tal qual já tinha cometido ao dispensar, no primeiro semestre, nosso melhor meia a meu ver, o William. Já vazaram também Miro Bahia, Lira. Vieram Marcelinho e Neném. São estes os meias, que junto a Ricardinho, de titularidade absoluta (!) e provavelmente com Marcelo Silva também no meio, farão nosso modo de jogar mudar para um jogo de transição, rápido, de contra-ataques?
Já tratei da mudança de nossos avantes, saindo de uma formação com dois jogadores de referência por outros boleiros baixos e rápidos. Lima e Chris por Pantico (1,68m - será), Marcelo Silva, Paulo Roberto (também 1,68) e outros (a eterna incógnita Charles inclusive). Essa mudança veio da cabeça do Edinho? Ou do Martinelli? Se o responsável foi o último sem o aval do treinador, é grande a chance de não dar certo.
A propósito, só por muita sorte teremos um ataque decente em Ponta Grossa. Se não fosse a janela de transferências, estaríamos sem atacantes para escalar. Torço para que dê certo.
Há chances de que o time se acerte, e pode ser muito boa a mudança, mas que é uma grande incógnita, isso é. E em 6 jogos tudo precisa estar acertado, sob pena de desclassificação prematura e mais um fim de ano melancólico.

GRANA: No site da CBF visualizei o borderô do JOGO JEC x Oeste. O público total foi de 1861 torcedores, desses 1364 eram sócios e mais de 200 eram menores. A torcida foi pequeníssima, a pagante ridícula, embora eu reconheça que choveu pra cacete a semana inteira, inclusive durante o jogo. Ao fechar as contas, o JEC teve PREJUÍZO DE MAIS DE 15 MIL REAIS COM ESSE JOGO. A torcida precisa voltar ao estádio. Não adianta ficar em casa reclamando que o JEC não dá certo. O número de sócios precisa aumentar.
Lima e o juvenil Edinho (provavelmente sairá) foram embora pra fazer caixa, embora a diretoria não diga qual a grana que fez com Lima, numa falta de transparência impressionante. Os últimos dias foram, repito, preocupantes. Tomara que tudo entre nos trilhos, começando amanhã em Ponta Grossa. AVANTE, JEC!

Nenhum comentário:

Postar um comentário