NASCEU CAMPEÃO

Tu és a glória dos teus fundadores

29 de jul de 2010

124 - 8 - 10 - 4 - 30 - 1. LOST EM JOINVILLE

Tal como no seriado LOST, em que os números 4-8-15-16-23-42 correspondiam a fatores ambientais e de ordem humana que, de alguma forma, determinariam o apocalipse, tenho alguns números que podem nos levar a tal destino (o fim do mundo), ou, quiçá, à segunda fase da série D.
124 - Foi o número de torcedores no Passo da Areia, no jogo São José x Operário. E pelo que vi nas fotos, ao menos metade da torcida era paranaense. Não vai haver pressão nenhuma da torcida adversária. Não quero ouvir tal desculpa depois. Ou aquela mais esfarrapada ainda - o campo era pequeno (cada vez que íamos a Brusque vinha essa conversa).
8 - Número de horas de viagem de zarcão até Porto Alegre. Nosso time realmente não vem merecendo nenhum respaldo dos empresários joinvillenses. Vi que se fôssemos comprar hoje a passagem aérea para viajar amanhã (possibilitando mais um treino aqui e muito mais descanso para os boleiros) pela TRIP - e aqui não faço nenhuma propaganda, é que há vôo direto - custaria aproximadamente R$600,00 por jogador, ida e volta. 19 jogadores, mais comissão técnica(digamos 5 pessoas - Edinho, Vilela, roupeiro, massagista, Schumacher), 24 pessoas. Teriamos um gasto aproximado de R$ 14.400. Se as passagens fossem compradas há um mês (fiz uma simulação para daqui a trinta dias), o preço cairia para 439/pessoa, num total de R$10.536,00. Não tem um filho da puta de um rico nessa cidade pra tirar dez mil do bolso e ajudar o JEC? Apenas para constar, relembro que o jogo na Arena contra o Oeste deu um prejuízo de mais de 15 mil para o clube. 
Esse é o planejamento estratégico do JEC? Agir dessa forma é dar as melhores condições para nossos boleiros?

10 - É o tanto de pontos que precisamos para classificar nessa primeira etapa. Com um empatezinho contra o Zequinha, as chances de chegar a tal pontuação aumentam sensivelmente. Com uma vitória encaminhamos muito bem a classificação. 

4 - Na quarta zaga, uma modificação importante. Sai o lento Renato Santos, entra Souza. Se Edinho não entende de zaga, então não entende porra nenhuma. A troca parece boa, e espero que nossa cozinha entre nos eixos. É tão difícil assim passar um joguinho sem tomar gol?

30 - É o percentual de aproveitamento fora de casa. Em 18 jogos, são 10 derrotas, 4 empates e 4 vitórias. Terrível! Em breve análise, vê-se que a cada 4 jogos obtivemos duas derrotas, uma vitória e um empate. Na série D, uma das derrotas já veio. Quem sabe seja, por loteria, a hora da vitória pra lá da Ottokar Doerffel.

1 - Uma esperança. É a última que morre. AVANTE, JEC!

Nenhum comentário:

Postar um comentário