NASCEU CAMPEÃO

Tu és a glória dos teus fundadores

5 de nov de 2010

O JULGAMENTO DO JEC COMENTADO PASSO A PASSO - PARTE I - SESSÃO INTERROMPIDA

Eu entendo um pouquinho de Direito, então comento em longo post os passos do julgamento, com base nas notas  taquigráficas  publicadas no site Justiça Desportiva e - se possível - na transmissão via internet do Giro da Bola/Juca Miguel/Gazeta de Joinville.

Sessão do STJD
 Esse processo é como um jogo final, e então uso o bordão de Sílvio Luiz para dar dramaticidade - como se a torcida Tricolor precisasse de algum drama adicional: "Estááá valendo!".

Nosso processo foi o segundo na pauta do dia, com a Corte bastante cheia, com dirigentes do JEC e do América, e iniciou-se às 14h30  - um considerável atraso, porque o relator do nosso processo - o auditor Roberto Teixeira - não veio, e teve de ser substituído de última hora - o que em princípio não é boa coisa, pois o relator é quem tem maior conhecimento do caso.
O processo passou a Paulo Bracks - de Minas Gerais, que em sala reservada foi estudar (na hora) o caso antes de ir ao julgamento.

A partir daqui deu pau no Juca Miguel, no site Justiça Desportiva, enfim, só acompanho pelo twitter do Fronzi e do Miguel.
O novo relator (aquele que relata - ou seja, explica - o caso aos demais conselheiros e dá o primeiro voto) resumiu a demanda. 
Foi inquirido o Ivan Guimarães - aquele cara da FAF que disse que o América tinha errado, na TV e tudo mais. Será que deu pra trás, o FDP? - Deu sim - e disse que não lembra de ter dito que o Amaral estava irregular.

Aí, numa cagada, achei o twitter do tempo real do julgamento http://twitter.com/jd_temporeal.

A essa hora, o "jurisconsulto" Gabriel Fronzi concluiu - de forma apressada (até porque o porque o Pugliese já apresentara o vídeo do tal malaco falando e que todos pudemos ver no Globo Esporte) - que o América vinha bem. A prova testemunhal é apenas uma das provas, porra! Depois de apertarem o tal de Ivan, sobre a data real da entrada do contrato na federação, nosso "especialista" já mudou de opinião. Seus comentários pareciam o filme "Operação Kickboxer": É CHUTE PRA TODO LADO.

Os auditores continuaram a sabatina do Ivan, para que este tentasse explicar por que o nome do Amaral não constava do BID. Nervosismo do cacete, meu irmão!

O relator diz: ou a CBF está certa ou a testemunha está certa.
Ops, aqui acho que se decidiu o voto do relator, às 15h29, a nosso favor. Vai dar prevalência ao que consta na CBF.
Mas, também é possível a interpretação de, em havendo dúvida, se absolver o réu. Agora pegou no breu.

Pugliese começou a falar, às 15h32. Afirmou que a cidade está parada - não é bem verdade, mas os torcedores estamos vidrados no julgamento, e que a prova do caso é evidente. Ademais, que todos nossos gastos não seriam efetuados se estivéssemos numa aventura jurídica. Reforçou a incompetência americana, mencionando a escalação irregular de outro jogador no confronto América x Madureira, o que demonstra a desorganização do time manauara. Concluiu pedindo a exclusão do América do Campeonato e o retorno do JEC! Foi bem - primeiro argumentos emotivos - depois a prova.

O advogado do América começa a defesa, às 15h43. Antes de discutir o mérito, preliminarmente pede o reconhecimento da decadência - perda de prazo, pelo Joinville, para a denúncia. Na questão de fundo, que os clubes sempre encontram dificuldades, em razão de dificuldades no sistema de registro no BID. Que um documento da CBF dá margem à interpretação de que a própria instituição admite que poderia haver falha no sistema. E que dada essa possibilidade de falha, o resultado dentro do campo deve prevalecer. Se excluído o América, o Campeonato deveria voltar à terceira fase, com reinclusão do Sampaio Corrêa. Que tudo considerado, o princípio pró-competição deve prevalecer, pois não é possível apontar o culpado pelo erro no BID. Argumentos igualmente bons foram expostos pelo dotô dos homi

Os auditores discutem sobre possibilidade de novo adiamento - mau sinal - e querem esclarecimento da CBF. Sessão adiada para mais tarde, mas ainda hoje, para que a CBF responda as dúvidas dos auditores - que tentam entrar em contato com a CBF.

Dou uma pausa e publico essa parte do que houve até aqui no julgamento. Volto depois com a conclusão - se é que vai haver alguma. Puta que o pariu! EM COMPASSO DE ESPERA, JEC!

5 comentários:

  1. Desse jeito querem matar o torcedor do coração ate no tribunal de justiça a gente sofreeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee quando esse tormento ira acabar tomara que seja Hoje vamos rezar e torcer.

    ResponderExcluir
  2. Sou vascaino desde criancinha mas se o jec perde essa vaga para advogado do vasco deixo de torcer difenitivamente para o vasco era so o que me faltava......

    ResponderExcluir
  3. No tapetão vcs não vão ganhar mesmo!!!!!!!!!! americano

    ResponderExcluir
  4. Anderson-América-AM5 de novembro de 2010 19:08

    iai, gostaram do resultado? Perderam em campo e no tribunal. Falem pra diretoria do Joinville montar um time mais competente. Boa série D 2011 pra vcs, se consiguirem a vaga.

    ResponderExcluir
  5. Anderson, quando você consEguir escrever em português com um mínimo de correção, volte aqui. Ab.

    ResponderExcluir