NASCEU CAMPEÃO

Tu és a glória dos teus fundadores

25 de abr de 2011

CRÔNICA DE UMA MORTE ANUNCIADA (ÊTA TÍTULO CHINFRIM)

Não há título mais surrado para um texto pós-derrota (ou uma não-vitória) já esperada do que esse que dei acima. Não vou fugir do lugar-comum, até porque era lugar-comum que não chegaríamos ao título.
Contudo, só pra sair um pouco da mesmice, cito que o título vem de um romance curto do Gabriel Garcia Marquez, e que assim começa:
"No dia em que o matariam, Santiago Nasar levantou-se às 5h30 da manhã para esperar o navio em que chegava o bispo.Tinha sonhado que atravessava um bosque de grandes figueiras onde caía uma chuva branda, e por um instante foi feliz no sonho...".

Deixando de lado a obra literária, já antecipara ao final do primeiro turno (ler aqui), que dificilmente chegaríamos ao título, principalmente depois da derrota ridícula contra o Metrô que nos tirou um fácil primeiro lugar do Turno, para disputar semi e final com vantagem do empate, e sempre em casa.
Como no livro, por um instante fomos felizes, no sonho de conquistar o campeonato, embora improbabilíssima a realização dessa quimera.

No fim e ao cabo, ficamos em 5º lugar, a meu ver. Perdemos as duas vezes nas semifinais, enquanto Avaí, Figueirense e Chapecoense chegaram cada um uma vez, à final dos turnos, além do Criciúma que já venceu o Primeiro Turno.
Chegamos onde deveríamos ter chegado. É claro que todos desejávamos mais, mas nosso time é pra isso aí mesmo, e não muito mais, não é aquilo que às vezes acreditamos que ele seja. Avaí, Tigre e Figueirense tem orçamentos muito maiores que o nosso. A Chapecoense deve estar no mesmo nível ou um pouco abaixo.
Na verdade, só ficamos à frente dos times pequenos (MAR, IMB, CON, MET, BRU). Preocupante!

SÉRIE C:
É de se ver que a bugrada será nossa adversária na Série C. Precisamos melhorar. Nosso objetivo deve ser vencer as quatro partidas em casa, na primeira fase, e buscar empates (no mínimo) fora, quem sabe, uma ou outra vitória além do Catavento, para poder compensar eventual tropeço dentro da Arena. Treze ou quatorze pontos devem bastar para classificar.
Essa semana é de expectativas - e mais nada - pelas dispensas e contratações. Parece que já há 6 contratações alinhavadas.
Agora só nos resta torcer, nas próximas três semanas, para que o Tigre ou a Bugrada ganhem o campeonato. Melhor qualquer um deles do que o Avaí.
AGORA É SÉRIE C, JEC!

18 comentários:

  1. Este é o momento de olhar o elenco e ver o que temos e o que precisamos ter:

    A diretoria precisa contratar bons laterais, como já comentei no post anterior. As nossas laterais são, na verdade, longas avenidas. O JEC já tem o tal de Aderlan, que chegou ao JEC cheio de fama, o Léo Moura do Nordeste. Esperamos que ele seja aproveitado na copinha para sabermos qual é o seu potencial. Precisamos de um goleiro. O Max, apesar de ter muita qualidade, alterna momentos de São Marcos com momentos de Paulo Sérgio. Temos que ter um goleiro que mantenha a regularidade e não frangueie a todo momento. No ataque temos o Lima, o Cris, o Aldair, provavelmente o Edinho vai voltar, o Jaílton (que deu uma caída) acho que vai ficar. No meio o Ramon, o Jocinei, o Real (acho que vai ficar) - precisamos de mais alguém. Volantes temos o Diego, o Júlio e o Mateus (não sabemos se fica) - precisamos de mais nomes. Na zaga temos o Renato Santos, que está cumprindo bem o seu papel, o Linno e o Souza (este, totalmente recuperado, deverá ser titular). Aí chega o grande drama, que são as laterais - o Eduardo, que é o menos pior, deverá ser descartado esta semana. O resto, convenhamos, também é descartável. A diretoria precisa agir com carinho nesse setor. Parece que a contratação de um lateral do Palmeiras (deve ser o Palmeiras B) já está engatilhada. Vamos esperar pra ver os nomes, esta semana devem chegar uns 6. Que a nossa diretoria acerte em cheio e contrate jogadores que tenham consciência da pedreira que é a série C.

    ResponderExcluir
  2. Diretoria de merda. Só contrata em quantidade e não com qualidade, é muito tempo errando.
    Errar é humano mas persistir no erro é burrice.
    E já se vão dez anos sem titulo na mão desses
    incompetentes.
    Fora Martinelli

    ResponderExcluir
  3. Sandrão - JOINVILLE25 de abril de 2011 13:25

    Emerson tá correto!

    Nossa fratura exposta são (ou continuam sendo?!) as laterais.

    Trazendo 2 ótimos (eu disse ÓTIMOS!!!) laterais para assumir a titularidade e deixando os atuais para a reserva; mais um bom zagueiro; 1 volante, 1 meia, 1 atacante e 1 ótimo goleiro resolveria nossos problemas.

    Como se vê... 1 novo time novo!!! rsrs

    Que busquem um goleiro para ganhar 30paus por mês, mas que dê segurança à zaga. Como diria o velho Arthur Hoppe: um bom goleiro é meio time!

    E o Jonatas??? Só que faltava não mandarem aquele ferida pra PQP !!!! Se era pra colocar alguém no lugar do Jocinei... que colocasse então o Aldair. Porque menos que o Jonatas ele não joga.. nem a pau juvenal !

    O sonho acabou (de novo!!!), mas xinéqui ainda tem bastante.

    Abraços a todos!

    ResponderExcluir
  4. Bom pessoal, como de manhã dei uma passada no blog, deixei no post anterior minha opinião, mas faço a mesma pergunta, por que o Julio Bastos se o Diego Zanuto vinha bem, protegendo legal a zaga e saindo com qualidade, machucou-se o carequinha, sei lá, a unica sensação que tenho é que dia apos dia, campeaonato após campeonato, na hora decisiva, os técnicos inventam (lembram do Charles contra o América-AM) e os jogadores amarelam, não jogam, preguiçosos, se ganhar, ganhou, dane-se o caração dos torcedores.
    Agora é esperar longos 2 a 3 meses pra vermos nosso Tricolor entrar em campo pela Serie C e torcer para que essas invenções e amareladas não aconteçam mais.
    No mais, espero uma final, é claro, entre clubes do Interior de SC, Sds Tricolores

    ResponderExcluir
  5. Dácio, mea culpa. Li os comentários mas como o presente post estava pronto, preferi deixar a discussão para aqui. Acho que o Giba pensa que o JB seria mais rápido do que o Zanutto, e ajudaria na saída de bola e contraataque. Acho que ele errou, mas penso ser essa sua idéia.

    Sandro, sem dúvida dos jogadores que chegarem, dois precisam ser laterais para serem TITULARES. Desde a saída do Tesser perdemos a principal saída de bola de nosso time. O Goleiro tá foda! Estive conversnado com o Juari (noso volante lá do início do século) e ele disse que o Max é o típico "goleiro chama gol". Pega pra caralho, e depois faz uma cagada monstro.

    Caro anônimo, não sei se é a primeira vez que comentas aqui, se for, seja bem-vindo. Não compactuo, nesse momento, com o "fora Nereu", e a principal razão é de que não há alguém à vista para substituí-lo. Lembre-se que TODOS, REPITO, TODOS OS CONSELHEIROS apoiaram o Márcio e o Nereu na última eleição. Queres quem pra presdente/diretor? Sugiro alguns nomes para veres se concordas: Wilson Florência, Adelir Alves, Mauro Bartholi (t´esconjuro), Irineu Machado. Topas?

    Emerson: 6 jogadores (no mínimo), mais 500 mil de receita, mais 200 novos patrocinadores, mais um time bom para a Série C, etc, etc... Tamo querendo coisa pra cacete. Que nesses quinze dias (sim, o elenco entrou em folga até 10.mai) temos de resolver dispensas, contratações, montar o time. Se essas contratações que se diz alinhavadas se concretizarem, e somarmos a isso jogadores já disponíveis para negociar (os times pequenos e médios de SP, RJ, RS, PR) já estão todos eliminados, e conseguirmos garimpar mais alguns, dá pra montar um (mais uma vez) novo time.
    Ab, ST

    ResponderExcluir
  6. Mario L. Nascimento25 de abril de 2011 17:45

    Antes do comentário propriamente dito, vale repetir: escrevo sobre o que muito se comenta, a fama do diretor de futebol do JEC. Não vou analisar se ela é ou não verdadeira.

    Para fazer negociação de jogadores, existe gente muito mais competente do que o atual diretor. Uma dessas pessoas é o já propalado Luis Alberto (+ sobrenome...). Esse com certeza tem melhores contatos, uma extensa carteira de atletas cuja carreira ele administra e uma ficha corrida que o credencia como um dos melhores do país na sua área. Basta dizer que nas mãos dele o time da (c)elite do outro lado da(s) ponte(s) que nós pagamos e continuamos pagando foi 6º no brasileirão. O Paraná clube chegou à Libertadores com ele. Atualmente ele tem parceria com o Coritiba, que acabou de ganhar o bi paranaense com uma vitória de 3 a 0 sobre o Atlético na Arena da Baixada para coroar uma campanha invicta no estadual.

    Até onde se sabe, seus acordos com os clubes são abertos (contratos à disposição de conselhos fiscais independentes) e cada parte sabe o que investe e o quanto vai ganhar ou perder, a depender do desempenho do time.

    Só para lembrar: o JEC, certamente pelo potencial que representa, já atraiu o LA e as conversas (até agora informais) não foram à toa. Só que a resistência interna já se manifestou. Talvez ele não seja mesmo bom para quem está querendo chegar na série B. É preciso chegar entre os 4 melhores num campeonato que vai ter times de todo o Brasil. Talvez quem conseguiu levar o time ao 5º lugar no campeonato catarinense seja mais competente. E talvez o conselho fiscal não esteja querendo ter tanto trabalho para analisar contratos com gente "de fora".

    ResponderExcluir
  7. É Mário, bons exemplos nao adiantam nessa Diretoria. mas eu sei o porquê disso, Orgulho, nosso gerente de futebol quer ter todo o crédito se o time chegar a série B, ou seja, dane-se o JEC, ele quer se promover, a parceria pode dar fim a esse intuito, talvez esse senhor nao tenha percebido, mas nosso TRICOLOR é maior que tudo isso, o que importa é o JEC, o time, a torcida, a cidade que representa, enquanto interesses próprios estiverem a frente deste time, vamos ficar penando pelas séries inferiores do campeonato brasileiro, espero que as mentes se abram e cada um faça sua parte pelo bem maior o JOINVILLE ESPORTE CLUBE.
    No mais Sds Tricolores

    ResponderExcluir
  8. Sandrão - JOINVILLE26 de abril de 2011 09:25

    Hoje cedo ouvi parte do programa breakfast do Osny Martins... em que entrevistava autoridades presentes ontem no lançamento da pedra fundamental da fábrica da GM em Joinville.

    Um dos ouvidos foi o prefeito da cidade.. que questionado pelo Osny Martins, afirmou que as conversas para um patrocínio da GM ao JEC estão bastante adiantadas, e que ele (o prefeito) está bastante confiante e otimista em relação a esse patrocínio.

    A GM atualmente ainda patrocina um clube na cidade de Gravataí, o Cerâmica Atlético Clube:

    http://www.ceramicaatleticoclube.com.br/site/index.php

    Não se mencionou nada a respeito de valores e vigência do patrocínio.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  9. Carlito não é bobinho. Um ano antes da eleição começa a se aproximar do JEC e pedindo patrocínio para o clube hahaha... Mas não dá nada, se essa aproximação aumentar a nossa receita e nos fazer subir, tá valendo.

    ResponderExcluir
  10. Olha, li numa coluna do ND, não sei de que colunista, que esse patrocínio pode ser tipo Consul, algo colossal. Vamos torcer.

    ResponderExcluir
  11. Aloísio Chulapa deu uma entrevista dizendo que tem proposta de dois clubes de SC (não mencionou o nome dos clubes). Medo!!!

    ResponderExcluir
  12. Sandrão - JOINVILLE26 de abril de 2011 10:33

    Não são nem loucos de trazer o chulapa pra cá!! O Aloísio que queremos é outro... aquele da Chapecoense.. esse sim daria uma bela dupla de atacantes com o Lima... hehe

    Mas esse, me parece que já está acertado com o Figueirense ao final do catarinense.

    E sim... o patrocínio da GM parece que será algo em torno dos 150mil mês. Se bem que eles têm cacife pra pelo menos uns 250mil mês né.. hehe

    ResponderExcluir
  13. Acho que o Aloísio Chulapa é uma boa pro Caxias hahaha

    ResponderExcluir
  14. O patrocínio da GM só sai se houver pressão do Luiz Henrique. Foi ele quem trouxe a GM para Joinville, ele que buscou Consul e Universal Leaf, apostando no sucesso da Arena, que ele ajudou a construir.
    O Carlito não tá com essa bola toda, já tá em final de governo.
    Não sou partidário de nenhum dos dois, mas o patrocínio só sai se o bigode bater o pé, e o Colombo ameaçar de não assegurar os benefícios fiscais se não houver patrocínio.

    Quanto ao Martinelli (Mário e Dácio), acharia perfeitamente natural a sua saída, DESDE QUE pelas vias normais, sem golpe. Eles foram eleitos com o respaldo de TODO o Conselho (ainda que este seja presidido pelo JOão Martinelli. Ademais, a eleição foi no fim do ano passado. Agora aguenta. É assim, fazer o quê.
    Ademais, com o Clube unido (como está) já é difícil, imagina com uma crise, com a diretoria rachada, com briga fratricida pelo Poder no Clube. Se já não temos apoio de ninguém, imagine neste quadro de guerra.
    Por fim, repito o argumento mais forte: ou se constrói uma nova chapa, um novo projeto para, no voto, ganhar da turma que aí está, ou estaremos entregando o clube a aventureiros, ou repito o meu comentário anterior, a gente do "quilate" de Florêncio, Mauro (quem não se lembra do "ei, mauro, VTNC!!!!), Adelir (este bem intencionado mas lugar-tenente do Teobaldo), e quejandos.
    Tirar por tirar não adiantará de nada. Discordo de vcs, portanto, nesse aspecto.
    Ab, ST

    ResponderExcluir
  15. Sandrão - JOINVILLE26 de abril de 2011 13:24

    Vi comentários que dão conta de que o Ricardinho provavelmente voltará mesmo para o JEC.
    Parece que o próprio atleta ligou para a Diretoria do JEC e pediu pra voltar,... e foi aceito!
    Não acho uma boa...

    ResponderExcluir
  16. Fala Jequeano, respeito teu ponto de vista, mas o Nereu é muito incompetente no que diz respeito a contratação de atletas, o homem só traz bagaço, Ricardinho que o diga, ta pintando por ae segundo as boas linguas, rsrsrsrs, se ele quer ficar na Diretoria que fique, mas coloca outro exclusivamente para fazer esse papel, porque até hoje, salvos raras exceções, Jailton e Mateus, foram só jogadores ruins, e se voce olhar ja sabes que existe uma pessoa dentro do JEC apta a fazer isso, no mais, Sds Tricolores

    ResponderExcluir
  17. Dácio, concordo plenamente que agora temos a pessoa para contratar - e tem de ser ele: o Cândido, amigo de Cunegundes.
    Se o Nereu não der poderes para o Moyses, aí estará tudo errado, mais uma vez. Chega de baranga, mas o problema é que mulher bonita custa caro (dizem meus amigos que frequentam casas pouco - ou muito - recomendáveis).

    Sandro: Ricardinho, NÃO. É um jogador lento, que atrasa o futebol do time, seus passes são laterais, e ele ainda é capaz de querer ser o homem dos escanteios e faltas.

    Ab, ST

    ResponderExcluir
  18. Ricardinho a gente não quer, mas que vem, vem. Haaaaaja coração!!!

    ResponderExcluir