NASCEU CAMPEÃO

Tu és a glória dos teus fundadores

19 de abr de 2011

PLANOS PARA A SÉRIE C: A DISTÂNCIA ENTRE A INTENÇÃO E O GESTO

A história recente do JEC bem que poderia dar um fado, desses meio tristes, meio melancólicos, mas com alguma esperança de melhora. É como no Fado Tropical, do Chico Buarque, anunciam-se melhorias, parcerias, patrocínios, etc, etc., mas "se trago as mãos distantes do meu peito, é que há distância entre intenção e gesto".

The Godfather
Pois bem, houve a esclarecedora - no que toca à situação financeira do Clube e essa transparência faz bem - entrevista do Márcio Vogelsanger no AN de domingo, e vejam, só, no caderno de Economia. O que disse, em resumo, o presidente?
- Que o JEC já iniciou tratativas com a GM para o patrocínio master deste ano - na base de 150 mil por mês;
- Que o JEC espera firmar sociedade com 200 empresas em Joinville (em 60 dias), cada uma pagando um barão, e 20 já teriam assinado.
- Que a folha do JEC (jogadores e funcionários) + encargos custa 440 mil/mês. A receita está em 427 mil por mês, e metade disto vem dos sócios (logo se vê que o sócio é hoje o maior patrocinador do Clube).
- Na Série C, gastaremos 700 mil por mês, se arrecadarmos 1 milhão por mês, temos 90% de chance de subir [devo presumir que com 440 mil temos uns 40% de chances?].

Tudo muito bem, tudo muito bom, mas, repito, há diferença entre intenção e gesto.
Digo isso porque estamos há anos patinando nos 5 ou 6 mil sócios, não conseguimos um patrocinador master há um bom tempo, a "parceria" com a AJORPEME fez água, não tem um desgraçado de um empresário que ajude o JEC (tem alguns, mas me permitam a generalização), a antiga agência de marqueting não fez porra nenhuma, ainda não se viu uma evolução clara com a VO2, entre outras mazelas de nosso Clube.
Como é que, em 60 dias ou 90 dias (é quanto falta para iniciar a Série C), tudo isso vai se ajeitar? Não há um pouco de otimismo exagerado do Exmo. Presidente?
Mas quero estar - e muito - errado, e quero ser o primeiro a parabenizar, aqui nesse mesmo espaço, se o Presidente - que acho que vem fazendo uma gestão de razoável para boa - conseguir colocar em prática essas suas intenções.

Passo à segunda estrofe: as mãos distantes do peito.
Tá lá no FUTEBOLSC que o JEC está se aproximando do Luiz Alberto (acho estranho essas pessoas sem sobrenome), da LA Sports. Que o tal empresário esteve na Arena e conversou com o Nereu. Estive olhando o site deles, é só ex-jogador do Avaí (aquele que ficou em 6º no Brasileirão) que agora estão muito bem no Coritiba. Teremos a sobra disso, o que já pode ser bom. Tomaremos emprestados alguns jogadores que não terão vez no elenco de Série A do Coxa, e que segundo a reportagem, estão jogando no futebol paulista. Mais uma boa intenção. Quero ver o gesto.

Há ainda as pendências de negociação com jogadores do Cruzeiro, do Internacional, Coritiba e Atlético-PR (renovação de Mateus e Jailton, principalmente), entabuladas também pelo Moysés Cândido. Como diria Shakespeare, "tudo vai bem quando termina bem". Que todas os capítulos (jogadores, patrocínios, receita, contratações, etc.) dessa novela terminem bem, para que ao final da história possamos encerrar o ano de 2011 com o acesso à Série B. AVANTE, JEC!

22 comentários:

  1. Jequeano, concordo contigo quanto ao tempo, será que em 60-90 dias, 200(DUZENTAS) empresas vao querer patrocinar o JEC com mil reais todo mes?

    Como Tijucano que sou pergunto ao nosso presidente, se quexxxx, quexxxx, senão quexxxx dixxxxx?????, porque só agora essa intenção de captar patrocinadores melhores.

    A meu ver e como batemos nessa tecla a tempos aqui no blog, todos nós que aqui comentamos, falta PLANEJAMENTO, expor esse conteudo para os possiveis PARCEIROS do JEC, uma idéia sequencial e ordenada.

    Pois olhem só, vamos dizer que nosso JEC va mal no começo da serie C (sai fora jacaré), o que vcs acham que nossa amada diretoria vai fazer, pois segue abaixo:

    1. Mandar tecnico embora
    2. Jogadores com contartos rescindidos, prejuizo pro time
    3. Contratação de novo técnico que ja estava nos planos a muito tempo (ai eu choro)
    4. Contratação em balaio de jogadores que nao estao sendo aproveitados em outros times.
    5. Desconforto na equipe por causa de declarações pós fase ruim.

    Ou seja, esse é o unico planejamento dessa diretoria, se der deu, senao der filho começamos tudo de novo, uma hora vai dar certo, só nos resta saber quando.

    No mais Jequeanos, otimimista como sempre, Sds Tricolores

    ResponderExcluir
  2. Pra voces verem to bem otimimista, hehehe, leiam OTIMISTA, Sds Tricolores

    ResponderExcluir
  3. Parceria com a LA à vista?

    ResponderExcluir
  4. Sandrão - JOINVILLE19 de abril de 2011 16:11

    Eu encaro isso tudo de forma um pouco mais positiva.

    Não tínhamos sequer planejamento até então (ou tínhamos e não sabíamos como colocar em prática). Coincidências ou não, algumas coisas começaram a caminhar com passos mais largos depois da parceria com a VO2. Quero realmente acreditar que as pequenas mudanças de comportamento gerencial que estamos vendo sejam reflexo já de um planejamento em sua fase inicial de execução.

    Óbvio que vitórias e títulos facilitariam muito as coisas pra todo mundo. Mas se não vierem, creio que o planejamento e execução continuarão com as pautas sendo trabalhadas para o cumprimento das metas.

    Não sei quanto aos demais colegas leitores do blog, mas eu particularmente, tenho sentido uma ação mais efetiva acontecendo. A própria entrevista no AN atesta isso, ao meu ver.

    Só não vão me dizer que tô chapado de novo... porque daí acho que vou largar o rollmops (só por hoje!! hahahaha)

    Após o feriadão, vamos saber se o coelho levou o chocolate de páscoa para os índios do velho oeste. Aliás eles merecem... hoje 19/04.. é dia deles: DIA DO ÍNDIO!!!

    Se passarmos por eles... quem vier da capital vai ter trabalho pra nos segurar!

    VAMO JEC !!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  5. Sandrão - JOINVILLE19 de abril de 2011 16:16

    Legal esse destaque da artilharia dos principais estaduais na globo.com... LIMA em destaque:

    http://globoesporte.globo.com/futebol/noticia/2011/04/veja-os-artilheiros-dos-principais-campeonatos-estaduais.html

    ResponderExcluir
  6. Pode não parecer, mas estou animado com a novas investidas dessa Diretoria, as ultimas contratações foram boas, novas promoções a caminho, e se for pra melhorar, que venha essa parceria com a LA Sports, porque só essa parceria ja vai chamar muita a atenção de novos patrocinadores, talvez ai esteja a cartada do nosso presidente, sabendo que com a possibilidade de trazer jogadores mais qualificados as empresas em Joinville e região olhem com outros olhos para a gestão do JEC e vejam algo de concreto, espero que sim, e como o Jequeano se comprometeu primeiro, eu serei o segundo a parabenizar a diretoria pelo planejamento que deu certo.

    E Domingo pessoal, é só acertar a marcação no inicio da partida que os caras pintadas vão amolecer e no final do jogo com o placar de 2x0 para nós, eles vao olhar e dizer, a cavalaria passou por aqui e o simbolo deles era o Coelho, que Pascoa amarga cara palida.

    no mais, Sds Tricolores

    ResponderExcluir
  7. Eu também estou (relativamente) otimista com essas movimentações. O que eu quero é que não fiquemos só nos planos dessa vez (lembram a campanha dos 10 mil sócios, cujo banner está aí no blog desde que ele nasceu?). Quero ver a coisa acontecer.

    ResponderExcluir
  8. É um fardo administrar o JEC. Acho que a diretoria atual é o que tem de melhor no momento.

    Acho que evoluímos na questão de sócios. Antes dessa diretoria, o quadro não chega a 3 mil em dia. Hoje tem 6.150. Isso sem contar que em 2009 ficamos fora do Brsileiro e 4 mil manteram o pagamento em dia.

    Acho difícil o Marcio e o João Martinelli aceitarem essa parceria com a LA Sports. Eles foram contra a fatídica parceria com WL (Luxemburgo, Ocimar Bolicenho, Marcão, Paulo Mirando, Alexandro...). Na verdade o que houve foi uma conversa formal com o Luiz Alberto sem sobrenome em uma reunião com a diretoria do Coxa no Alto da Gloria. Na ocasião, o Neureu e o Moisés foram 'renovar' o empréstimo do Tiago Real e o Coritiba ofereceu mais dois que estão jogando no futebol paulista. Como o Moises conhece o Luiz Alberto dos tempos do Avaí, ficou mais fácil ele vir até Joinville para conversar. Mas, como escrevi, acho difícil fechar um acordo. O mais provável será a vinda desses atletas do Coxa, do Atlético - possível renovação do Jaílton e Mateus -, Cruzeiro, Internacional e Palmeiras

    Ontem foi dia do índio e domingo é o do COELHO DA PASCOA. Vamos dar um chocolate e agradecê-los pelo quarto lugar no returno). Aliás, tem índio que tá chamando o JEC de freguês! Haha Andei lendo por aí, mas os números não mentem:

    CONFRONTOS
    J: 138
    V: 56 JEC
    E: 49
    D: 33 Chapecoense
    GP: 192
    GC: 142

    CURIOSIDADES
    Maior goleada: JEC 6x0 Chapecoense - Ernestão (08/04/1990)
    Resultado mais comum: JEC 1x1 Chapecoense - 22 vezes
    Maior invencibilidade: JEC - 12 Jogos - 06/06/79-12/04/81 - 6V 6E e 13/07/89-12/05/91 - 7V 5E
    Maior invencibilidade em casa: JEC - 16 Jogos - 18/04/76-13/04/83 - 8V 8E
    Maior invencibilidade fora de casa: JEC - 6 Jogos - 13/07/89-12/05/91 - 3V 3E
    Maior série de vitórias: JEC - 5 vitórias - 02/08/89-08/04/90 e Chapecoense - 5 vitórias - 17/10/96-20/02/97
    Maior série de vitórias em casa: JEC - 5 Vitórias - 06/09/84-16/04/86 e 16/04/97-04/02/01
    Maior série de vitórias fora de casa: JEC - 3 Vitórias - 18/04/84-03/10/84

    Quem é freguês?

    ResponderExcluir
  9. Li em algum lugar que o Ricardinho está insatisfeito no Norusca e quer voltar para o JEC, inclusive a diretoria já iniciou conversas para trazê-lo de volta. Alguém sente saudades?

    ResponderExcluir
  10. Meu Deus, não tragam aquele vadio novamente, jogador assim nao precisamos de jeito nenhum, vamo la JEC, Sds Tricolores

    ResponderExcluir
  11. Sandrão - JOINVILLE20 de abril de 2011 11:36

    Little Richard???

    Só se for pra ensinar o Ramon a bater faltas!

    ResponderExcluir
  12. Esse vadio não! Fez dois gols de falta pelo JEC contra o Avaí. Um pela Copinha na Ressacada e outro na final do Estadual na Arena.

    Sandrão, você tem razão. Alguém tem de lembrar o Ramon que ele sabe bater faltas e escanteio. Mas não precisa ser o Ricardinho. Haha O Cara não acerta uma. O Jocinei teve de bater domingo e acertou a trave. Acorda, Ramon!

    ResponderExcluir
  13. É, Ramon não está indo bem naquela que é a sua maior especialidade: bola parada. Ou cobra baixo demais sem chance para alguém cabecear ou vai alta demais. Tenho certeza de que logo ele começa a acertar essa jogada. Outra opção é deixar a bola parada para o Jocinei. Tudo no futebol é fase, e o Jocinei mostrou domingo que no momento ele é a melhor opção para cobranças de faltas.

    ResponderExcluir
  14. PQP. Eu não quero o Ricardinho de jeito nenhum. Vai ser banco, vai querer ganhar bem. Seu jogo é lento, e pra quem acompanha o blogo há mais tempo, vai lembrar de o quanto eu dizia que a bola parada não poderia ser de responsabilidade dele - nunca dava em nada. Agora temos o Ramon (embora ainda não tenha acertado as faltas diretas ao gol, está razoável nos cruzamentos) e o Jocinei anda bem nas faltas. Ricardinho não! Ab, ST.

    ResponderExcluir
  15. Marcílio não vai jogar a copitcha SC. Sobraram 4. Antes eu defendia a participação do JEC, agora eu já acho melhor o JEC desistir também. Quantos jogos o TRICOLOR vai fazer agora? 5? 6? É melhor pular fora e colocar os jogadores em amistosos, jogos treinos. Essa copinha, se já não era uma competição de grande relevância, agora passou a ser totalmente irrelevante. Desiste também, JEC!

    ResponderExcluir
  16. Sandrão - JOINVILLE20 de abril de 2011 17:12

    É.. pelo jeito ano que vem a copinha volta a dar vaga na copa do brasil.

    Só assim pra dar quorum... hehe

    ResponderExcluir
  17. Sandrão - JOINVILLE20 de abril de 2011 17:15

    E outra...

    Acho bom estarem treinando cobranças de faltas (e muuuito!) e também jogadas ensaiadas partindo de bolas paradas... porque podem ser decisivas nos próximos jogos pelo catarinense.

    Num jogo truncado.... um gol assim faz toda a diferença. É o chamado "detalhe".

    ResponderExcluir
  18. Hoje ao meio dia na radio comentaram muito na parceria com LA, Coritiba etc. Parceria é ums solução de curto prazo, sempre estamos nesse esquema de curto prazo: contrato o cara para 3 meses, cada semestre um técnico novo, patrocínios relâmpago etc.
    Ainda falta o dito planejamento de longo prazo (que se falou muito por aqui depois do jogo contra o pessoal da Amazônia ano passado). Tentamos apostar na base para iniciarmos o ano, mas não foi o suficente e agora parece que acabaram com infantil...
    Investe nessa base poh!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  19. No futebolSC dizem que a parceria não sai. Ab, ST.

    ResponderExcluir
  20. Mario L. Nascimento20 de abril de 2011 23:23

    O problema do JEC não está na agência de publicidade. A VO2 parece que tem competência, demonstrada no basquete.

    Um dos problemas é a falta de planejamento pelo menos de médio prazo. Como escreveu o Dacio abrindo os comentários deste post, os passos são repetitivos e sempre para apagar o incêndio da vez.

    Outro problema, o principal no meu modo de ver, é a falta de credibilidade do clube. Por mais que os resultados possam aparecer, as empresas não confiam que o clube um dia vá se profissionalizar e se tornar uma boa vitrine.

    Boa vitrine quer dizer um clube que vá além dos limites da cidade. Ninguém tem dúvida da visibilidade do clube na maior cidade do estado. Raciocinemos, no entanto, que os mercados das maiores empresas de Joinville vão muito além. E ficar só em SC não quer dizer muita coisa, uma vez que só tem "inimigos" no estado. Para que seja atraente, tem que estar em competições nacionais, pelo menos na série B.

    A diretoria está lutando para isso, não há dúvida. Mas os planos que podem ser apresentados ainda não obtiveram credibilidade. Não é de hoje. Poucos anos depois da fundação do JEC algumas empresas pararam de patrocinar porque queriam ver onde estava indo o dinheiro e ninguém nunca mostrava. Isso na época do Waldomiro Schutzlter. E convenhamos que depois dele a coisa piorou muito. Verdadeira ou não, a fama do Nereu não ajuda para dar credibilidade.

    O binômio então é: planejamento e confiabilidade.

    ResponderExcluir
  21. Mário, estás coberto de razão. Planejamento e o que chamas de confiabialidade eu já chamei várias vezes de transparência. Se procurares no arquivo do blog verás que eu também acho que o JEC é uma caixa preta, e ninguém põe dinheiro desse jeito. Ab, ST

    ResponderExcluir
  22. Mario L. Nascimento21 de abril de 2011 18:25

    Acabei de ler no futebolsc que o João Martinelli, o primeiro irmão, negou a possibilidade de parceria com a LA Sports. Em comentário anterior, citei a fama do Nereu. A notícia no futebolsc é coerente com essa fama (repito: verdadeira ou não).

    Só para lembrar: o time da azul (c)elite tinha uma parceria com o Luiz Alberto (Martins de Oliveira Filho, para quem pensa que ele não tem sobrenome... hehehe). Em determinado momento, se deixou levar pela arrogância de achar que estar na série A é suficiente para atropelar uma seleção de jogadores do Real Madrid, Barcelona, Milan, Chelsea e outros. Achou que ficar com um ou outro jogador do antigo parceiro seria suficiente. O mesmo que o JEC diz querer fazer agora. Todos conhecemos os resultados. Ano passado se livrou do rebaixamento com as calças na mão, vem tropeçando no estadual e já entra no brasileirão como candidato à série B de 2012. Enquanto isso os jogadores da LA foram para o Coritiba, que vem fazendo grande sucesso neste ano.

    Negar a parceria com quem já provou competência pode não ser o melhor para o JEC. Mas parece ser coerente...

    ResponderExcluir