NASCEU CAMPEÃO

Tu és a glória dos teus fundadores

18 de jan de 2011

SEMPRE É TEMPO DE APRENDER - AULA DE PORTUGUÊS DE PASQUALE CHIFRO NETO PARA MACEIÓ

Já que a grande notícia de hoje é o Chevette do Aldair, falo de outro assunto, de que nunca tratei por aqui: o Maceió.
Olha, aprendi com minha bisavó, que só soube o que era "fazer um 69" aos 96 anos - e aproveitou (ela me disse) a lição: "sempre é tempo de aprender".
Pois eu, Pasquale Chifrudo Neto dou de graça uma aula de língua portuguesa ao meu mais dileto quinta-colunista - o indefectível: LATENTE e PATENTE são palavras parecidas, mas com significados muito diferentes, meu querido.

Tá caro e não o quero mais perto!
 Cito a frase alagoana de sábado em que, mesmo antes do campeonato, agourava o JEC e prognosticava o sucesso dos manezinhos, para então mostrar o seu erro crasso, patente (evidente):
"Confesso que nunca tive vocação para pitonisa [e nem pra jornalista, digo eu], mas este Estadual parece ter sido escrito há 1,5 mil anos A.C. [que frase mal construída, hein?] e com um quadro bem emblemático: a superioridade da dupla da Capital é latente, por tudo que o futebol de hoje exige...". E por aí segue.
Não fosse apenas a eterna secadeira contra o JEC, o vernáculo, em três ou quatro linhas, é terrivelmente assassinado.
Não posso entender outra coisa senão a de que o alagoano quis dizer com "latente": que a superioridade de Avaí e Figueira é inegável, evidente, clara, cristalina.
Aí está o erro, cometido repetidas vezes em várias de suas colunas.
Para não dizer que eu invento e implico com o menestrel - não sejam injustos comigo - vou ao Dicionário Houaiss:
latente: "não aparente, não manifesto, oculto, encoberto".
patente: "que não deixa dúvida; claro, evidente, manifesto".

Não é óbvio que o colunista não sabe usar tal palavra? Mas também, relevemos, porque afinal, ele está há apenas 40 anos escrevendo no jornal, e um equívoco destes é "plenamente perdoável".

Já fiz essa pergunta outro dia, e a repito: o que garante um jornalista por 40 anos na mesma cadeira? Não há um editor, um dono de jornal, que veja que seu empregado e "jornalista" está ultrapassado?
Defendi e defendo: Deco (Edenilson Leandro) - a quem não conheço nem tenho procuração para sua defesa - deveria herdar a coluna Informal. A seriedade com que trata o esporte amador, a Primeirona, mereceriam reconhecimento. Se essa conduta cuidadosa, profissional tomasse assento na principal página esportiva de ANotícia, todos sairíamos ganhando.
O jornalista trabalha, a meu ver, com duas ferramentas: a informação e a língua portuguesa. No caso do citado maceioense, a sua oficina é carente de ambas. Informação é ruim, o domínio da "última flor do lácio", pior.
Maceió, em tupi-guarani, significa "aquele que tem asas". Mas há aves como os avestruzes. Por mais asas que tenham, nunca aprendem (e não aprenderão) a voar. No máximo enterram as cabeças para não ver o que está ao seu redor.
Ass: Pascácio Chifrôncio Neto.
AVANTE, DECO, DIGO, JEC!

12 comentários:

  1. A solução para ele seria a reciclagem, mas eu duvido que o caro Alagoano mude, ele já tem idade, niguém vai conseguir dobrá-lo. Outro nome que é digno de nota é o Marco Antônio Peixer, dono de um abundante pessimismo e que abusa no uso de expressões futebolísticas do tempo do Guaraná de rolha.

    ResponderExcluir
  2. Hahaha. Guaraná com rolha é muito bom; também uso essa expressão de vez em quando. Ab, ST

    ResponderExcluir
  3. Ah, não precisa se esforçar muito para encontrar os tropeços do Maceió: todo dia ele escreve alguma bobagem.

    ResponderExcluir
  4. se vc falar com qualquer cara que de esporte no AN sabe que o maceió não assiste jogos do joinville e comenta oq os amigos falam para ele, a melhor coisa é não ler, isso server para o Ricardo Freitas que tem ódio do jec pq deu um chute na bunda do filho dele.

    ResponderExcluir
  5. Sandrão - JOINVILLE18 de janeiro de 2011 13:12

    Hahaha... ele é do tempo em que a coisa era mais PHoda... kkk

    Segue abaixo email na íntegra, que me dei ao trabalho de enviar a ele dias atrás (o qual obviamente não obtive resposta alguma):

    Maceió,

    Tenho 2 comentários sobre sua coluna de hoje no AN (11/01):

    ROBERTO ALVES - Não vejo necessidade de você "babar ovo" para o Sr.Roberto Alves. Um profissional que fala as bobagens que falou no episódio do jogo entre JEC e Avaí pela final do turno do Catarinense 2010 aqui na Arena Joinville, não tem moral nenhuma com joinvillense algum.
    Foi pelas bobagens que ele falou e escreveu, que o Ministério Público se meteu na história, e o JEC quase foi duramente penalizado. Não fosse a intervenção da própria FCF e declarações pessoais do Sr.Delfim Peixoto no julgamento, teríamos tido um prejuízo enorme.
    Por mim, esse Sr. Roberto Alves tornaria-se "pernona non grata" em Joinville, pois sempre fez tudo o que pôde para prejudicar o nosso Joinville E.C.

    NBB - Maceió... pelo amor de Deus... Se o time da Araldite viajou para jogos em Vitória e Vila Velha, viajou somente para o Espírito Santo. Logo, essa viagem será no máximo até o Sudeste do Brasil. Nordeste é da Bahia pra cima!!! Como bom nordestino que és, deveria saber disso, ou ao menos consultar um atlas geográfico antes de escrever tal disparate.

    Sds

    Hahahahahahahaha

    ResponderExcluir
  6. Sandro: "Como bom nordestino que és..." boa, ele é de São Chico, mas me disseram que ele não gosta muito que o lembrem dessa origem.
    Caro anônimo - tenho a mesma impressão que vc (não conheço ninguem de AN, por isso não posso cravar tal fato) - o alagoano não vê os jogos do JEC e comentar pelo que ouviu de terceiros.
    Ab, ST.

    ResponderExcluir
  7. Caro Jequeano, acompanho o blog há algum tempo e não costumo deixar (fazer) comentário, mas vc foi no mínimo brilhante ao se referir ao "jornalista", e que, se fosse comigo faria um curso, nem que seja a distância.
    Parabéns pelo blog
    Abraços

    ResponderExcluir
  8. Sandrão - JOINVILLE19 de janeiro de 2011 08:54

    Porra.. o véio é de São Chico e fica pagando de alagoano.. .hahahaha.. piorou!!!

    Aproveitando caro mestre Pascácio Chifrôncio Neto... o correto é PRESIDENTE ou PRESIDENTA ??? hahahahahaha

    ResponderExcluir
  9. Eduardo, obrigado pelo elogio seja bem-vindo aos comentários; a interação com quem lê é que dá graça ao blog.
    Sandrão, ai tu já quer demais. Manda um email pro Maceió que ele te esclarece.
    Ab, ST.

    ResponderExcluir
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  11. Octa: são tantos os disparates e os elogios inexplicáveis a quem não merece - o time feminino do Kindermann é de lascar mesmo, que se formos apurar, dia-a-dia, o que o homi fala, e refutar, passaremos todo nosso tempo corrigindo o menestrel. Ab, ST.

    ResponderExcluir
  12. Outra coisa q não consigo entender... Por que que o Maceió SEMPRE (já vi em várias publicações dele) insiste em dizer que o JEC conquistou 10 títulos em 13 anos?

    Nos primeiros 12 anos de vida, o JEC foi 10 vezes campeão estadual em 1976: 1978,79,80,81,82,83,84,85,86 e 87 (e ainda tem o Incentivo de 1976 e torneio Osni Fontan de 1979, porém estes de menor importância).

    Acho que além de aulas de português, o Maceió também está precisando de aulas de Matemática!

    ResponderExcluir