NASCEU CAMPEÃO

Tu és a glória dos teus fundadores

24 de jan de 2011

INTERVENÇÃO, JEC 0x2 MARCÍLIO E BYE BYE, SO LONG, FAREWELL

Há um programa horroroso no A&E, chamado Intervenção. Nesse programa desonroso, várias pessoas se aproximam de alguém com algum problema sério, e se juntam para chutar cachorro morto, para jogar na cara do intervindo todos os seus problemas. Avacalham com o vivente, chutam, cospem, humilham, enfim, fazem um ser humano sentir-se como o pior dos piores, com o propósito de "ajudá-lo" a superar seu "pobrema".
Eu não me imaginaria no lugar do intervindo. Há um livro (O sonho dos heróis) de Bioy Casares, argentino grande amigo de Jorge Luiz Borges (não confundir com o Borges de Garuva), em que ele diz a frase definitiva. "Se você soubesse como eu gosto de beber, saberia que eu tenho força de vontade e não me trataria que nem um bêbado". Se alguém se intrometesse nos meus assuntos, eu ficaria puto da cara. Qualquer pessoa normal ficaria puta da vida com um idiota qualquer se metendo em sua vida, sem saber o que acontece.

Difícil de tragar!
Mas... o fato é que o Leandro Machado se dispôs - voluntariamente - a esse papel ridículo, pois a intervenção que sofreu na semana passada (por culpa única e exclusivamente sua) foi merecida. Foi achincalhado pela imprensa, por este ridículo blogueiro, por seus próprios jogadores (Eduardo reconheceu ao vivo, na RBS, que o JEC tomou um passeio, um baile do Figueira), enfim, por todo mundo que entende minimamente de futebol.
E vou além... comparado com todas as intervenções da TV, nenhuma foi mais merecida que a de LM, o perdido (e já demitido).

Antes do jogo de ontem, abstive-me de fazer prognóstico, pois não havia previsão possível além da goleada, do massacre - em favor do Tricolor, para ser claro. Qualquer coisa diferente seria vergonhoso (como foi) - tanto que a Torcida berrou "Vergonha, vergonha!".

Olhar 43 - ou cara de manguaça?
O time foi uma piada. Zaga mal, volantes perdidos, meias de ligação inoperantes e lentos, ataque com poucas chances, e  tais, desperdiçadas. Essa partida foi uma das piores e mais chatas a que já assisti. O time me lembrou aquele em que fomos "tecnicamente rebaixados" no Catarinão.

A entrevista do Nereu na apresentação do Max - nosso novo goleiro - foi exatamente aquela intervenção de que tratei acima. Reclamou da escalação, do esquema montado, das substituições, enfim, de tudo que LM fez em Floripa. Não poupou uma única decisão do "seu" treinador - pois foi quem o contratou, após a demissão do Edinho. E, se bem me lembro, foi contratado exatamente pra botar o "time do Nereu" pra jogar - e foi o que fez, no início. Quando passou a pensar por si, LM começou com as cagadas (imagino os "instintos mais primitivos" - copyright Roberto Jefferson - martinelianos: "chega de intermediários; mais dia menos dia eu assumo essa porra!").

Aí, ontem, depois de sermos dominados, em casa, pelo Marcílio Dias (além dos dois gols sofridos, Paulo Sérgio fez pelo menos três ou quatro defesas difíceis), Leandro resolveu, na entrevista, retrucar - e para mim já falou quase como ex-técnico do Tricolor.
Disse que o time teve problemas na contratações, no refazimento da meia-cancha, que os volantes não andam bem, que lhe foi dito no início do ano que deveria apostar na base e fez isso, e agora querem outra coisa; que o importante é a Série C, e novamente parece já terem mudado de opinião. Para mim, pareceu tudo recado pro Nereu (e mandar recadinho pro chefe é a senha para que se abra a porta da rua).

Sem secadeira: LM até falou algumas verdades ontem (lembram do post perguntando se alguém em Joinville estaria preparado para ser coadjuvante no Catarinão?), mas isso não muda a minha opinião: LM não pode ser nosso técnico na Série C. Eu torço pra caralho pro JEC, quero sempre o melhor. Precisamos de um técnico de verdade. LM é um enrolador da porra - os três jogos desse ano foram medonhos. E é dado a trocar os pés pelas mãos em horas importantes - pra mim isso é o mais grave. Se não cair agora, cai logo (atualizado às 9h25 - LEANDRO JÁ ERA!!! - escrevi quase tudo antes de saber da demissão, por isso leiam com moderação o post - nem procurei notícias ontem, tão puto que estava com o time, e acordar cedo não é comigo). AVANTE, JEC! Vamos a Concórdia (e cuidado com o Selmir!).

Ficha técnica: JEC 0 x 2 Marcílio Dias, Arena, 23.01.11.

Público: 4.999 (total), 4.615 (pagantes) - Renda: R$ R$ 55.160,00
JEC: Paulo Sérgio; Eduardo, Souza, Fernando e Fernandinho; Tiago Soller, Dias (Aldair), Ramon e Marcelinho (Daniel); Marcelo Silva (Edinho) e Pantico. T: Leandro Machado (pela última vez).
Marcílio Dias: Márcio Kessler; Ferreira, Dudu e Flávio Luiz; Adans, Gilberto, Teco (Dionei), Maicon e Anderson Planta (William); Leandro e Cristiano (Wilsinho). T: Gelson Silva.
Gols: Leandro Branco, aos 7/2T e Maicon, aos 45/2T.

17 comentários:

  1. Escatológico...o LM light perdeu grande chance no JEC.
    Agora o turno será pra procurar um entrosamento pra essa trupe que está ai.

    ResponderExcluir
  2. muito legal o post, ótimo texto.

    ResponderExcluir
  3. Sérgio - América-AM24 de janeiro de 2011 10:45

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, esse time do jequinho é uma vergonha mesmo,ô time ruim!!! Vai ser a piada Nacional desse ano, vamos rir muuuuuuuuuuuuuuuuuito, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.
    Saudações Manauaras!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  4. Vamos torcer para que sábado que vem o clube Joinville e sua torcida não recebam um presente indigesto dos seus jogadores. Mas esse campeonato não tem jeito, é laboratório mesmo e não adianta ninguém chorar. De repente, é até capaz de o time abocanhar algo no returno, caso consiga se afinar nesses seis jogos restantes do turno - mas ninguém tem que arrancar cabelos se esse time fizer uma campanha apenas medíocre no catarinense, o foco é o segundo semestre (Nesse momento vale a pena usar o exemplo do Criciuma-2010). Ah, Sérgio, olhos atentos no BID!!! hahaha

    ResponderExcluir
  5. LM Menthol foi impagável! Haha
    E o olhar 43 do Max Cola?

    O filme se repete

    Será que o Nereu deixa o Moisés Cândido trabalhar? Será que ele tem carta branca nas contratações? Fica a sugestão para a imprensa.

    O filme se repete II

    O JEC só se mantém de pé por causa da massa Tricolor. Impressionante! 5 mil pessoas na Arena em um domingo à noite com chuva - momentos antes do jogo - e contra o Marcílio Dias. Realmente, é a maior torcida do Estado. Não tem como contestar.

    ResponderExcluir
  6. Vejam só: ainda tenho um leitor do América-AM!!! Caro Sérgio, obrigado pela deferência. A propósito, já arranjaram uma vaguinha para a SÉRIE DDDDD? Pelo jeito ainda não, mas qualquer coisa me avisa, porque não acompanho mais a 4ªdivisão.

    Voltemos aos jequeanos.
    Anônimo, obrigado pelo elogio.
    Olegário: escreves no SOUJEC? Não sei ainda o que o Cândido faz no JEC. Tá mais para "onde está wally?"
    Emerson: além do CRICRI, vale o exemplo do FIG, que ano passado fez figuração no Catarinense e no segundo semestre chegou à série A. E que não tenhamos um presente de grego no dia do aniversário, no sábado.
    Enderson: o JEC é demais pro LM, pra ver como o LM é fraco. A sua contratação já foi equivocada, na Série D, na hora H, fez merda. Esqueçamos dele.
    Ab, ST.

    ResponderExcluir
  7. O meu amigo blogueiro, alguma novidade acerca do novo treinador?
    Eu ouvi a entrevista do LM e confesso que fiquei assustado com aquelas declaraçoes...
    Abraço RAFAEL

    ResponderExcluir
  8. Ai ai, ser figurante é uma coisa, perder pontos em casa e desta forma foi repugnante, e nós da torcida nao aguentamos mais isso, a coisa ta feia, time desordenado, volantes com nenhuma intimidade com a bola, lançamentos diretos pro grande pantico, até minha filhinha ganha de cabeça dele, falta referencia na area, e nao to falando do lima, mais como sempre termino meus comentarios, vamos torcer para que isso mude, Sds Tricolores.

    ResponderExcluir
  9. Rafael, não sei de nada. Só que o Nereu negou tanto Roberval Davino quanto Gilmar Iser, hoje,ao vivo, na rádio.
    Olegário, é que cliquei no teu nome e encaminho para o soujec.
    Ab, ST

    ResponderExcluir
  10. Menos mal que garantimos calendário via STJD. Pensa nesse time brigando por vaga na série D...

    ResponderExcluir
  11. Leandro Axe, grande armador de esquemas de jogo! Sua inteligência é demais para ser compreendida. Hahaha. Mas, tirando da reta dele, falaram que o time tem feito corpo mole. Será? Bem, se fez, esse é outro motivo para mandar o LM pra longe, pois se o grupo não fechou com ele, esquece. Treinador tem que saber motivar. Joel e Muriçoca são motivadores e conseguem por um foco para o seus grupos buscarem. Mas quando o assunto é futebol, não passam de dois retranqueiros. Mesmo assim conquistam títulos e objetivos. E tudo que a gente quer é classificar pra segunda fase da série C e passar dela. Só queremos um vaga na série B! Não é pedir demais. Se o Leandro Fields voltasse... maldito Bolshoi!

    ResponderExcluir
  12. Mas que educação a minha. Esqueci de deixar um 'oi' pro manauara. Kamarada, ainda tá com raivinha é? Não fique assim. Lembre-se. A(o) América não conhece o BID, mas na Rússica o BID conhece vocÊ! Então... porque tu não monta um time lá?

    ResponderExcluir
  13. Opa tem manauara porai ainda?

    A indiarada devia é agradecer o J.E.C pois graças ao J.E.C,é que a fanatica torcida do América descobriu que o time tava disputando a série D.

    ResponderExcluir
  14. Jonas, o grande AXE não aprendeu nada de futebol, nem vai aprender. E há um detalhe (diferença) entre Murici e Joel e nossos técnicos tricolores: Eles tem times melhores. Retranca e põe no meio conca e na frente Frede e Sheik. Agora, retranca o JEC e coloca Aldair/Pantico/MSilva/Eder, etc, etc... Há uma grande diferença.
    Emerson: calendário já temos; só falta time. Grande abraço, parceiro.
    ST.

    ResponderExcluir
  15. Mario L. Nascimento25 de janeiro de 2011 19:52

    1) Torcida: O que é essa torcida do JEC??? Vamos à sequência recente do tricolor: empate desclassificante com o Am(ador)érica-AM; vitória enganosa contra o Brusque, com direito a gol espírita (se não fosse ele, babau, amigo); goleada vergonhosa para o Figueira. Além dessa campanha nada estimulante e de o adversário não ser exatamente uma grande atração, desabou o mundo, muita gente que estava nas praias ficou com o acesso comprometido e certamente muitos não foram ao jogo porque chegaram tarde (muita gente foi, mesmo atrasado). E 5 mil torcedores foram à Arena!!! Como disse o Olegário, não dá pra contestar que o JEC tem a maior torcida de Santa Catarina. Quando o clube vai saber aproveitar esse potencial todo?

    2) A batata do LM estava assando desde a sexta de madrugada. Se não houvesse goleada domingo (a favor do JEC, naturamente) o fim já estava anunciado. Pela pressa do Fontan e pela entrevista do demitido no fim do jogo, já dava pra saber o que iria acontecer. Mas foi justo. Time em que o jogador que recupera a bola tem que ficar olhando e procurando pra quem passar a bola, é porque o técnico é incompetente. Ou os jogadores estão querendo a troca. LM nunca me inspirou confiança. Nunca vi o time arrumado. Tomara que as atitudes inconvenientes (que mostraram sua incompetência, ao menos no que diz respeito a gerência de pessoal, um de seus requisitos) na desclassificação na série D tenham tirado sua sustentação junto ao grupo de jogadores e essas 3 partidas tenham sido reflexo disso. O jogo de Concórdia já vai dar alguma pista.

    ResponderExcluir
  16. Mario L. Nascimento25 de janeiro de 2011 19:53

    3) Leandro Campos, Gelson, Ramirez, Ovelha, Edinho (conta menos, porque não trabalhava) e LM. Desde outubro/2008. Menos de 5 meses de permanência média. Acompanhei quase todos os jogos em Joinville e ainda uns poucos fora. À exceção do início, o time nunca teve um padrão de jogo definido. Sempre foi pouco mais que um amontoado de jogadores, com pouca ou nenhuma coordenação. Ninguém abre para receber a bola, não há corta-luz, não há deslocamento coordenado, não há jogada ensaiada. É um festival de chutões pra frente. Ver a bola ser alçada direto para o Pantico brigar de cabeça com zagueirões só não é de rir porque é trágico. De convincente mesmo, só vi o 3 a 2 no Avaí no 2º turno e o primeiro tempo do 2 a 1 no Figueira no 1º, ambos em 2010. No mais, foi sempre uma caricatura de time de futebol. Outra coisa que sempre questionei: quando joga com times fracos (maior exemplo foi o nosso vizinho Juventus de Jaraguá no ano passado) faz o suficiente para ganhar e não parte para cima. Quais as goleadas que o JEC aplicou? Time sem vontade de ganhar, e os 3 jogos desse ano foram só mais exemplos disso. Que tem se repetido jogo após jogo, campeonato após campeonato, treinador após treinador. Será que o erro sempre foi o técnico? Será que o elenco sempre foi ruim? Um time que coloca o Avaí e o Figueirense na roda (nos jogos em que citei, por que nos outros foi sempre a mesma vergonha), desaprende em outros jogos? Ou será que a motivação do elenco é que está precisando ser analisada? Em resumo: tem mais coisa errada, que está presente pelo menos nesses 28 meses (acho que há muito mais tempo) e não na "gestão" do LM. Alguém conversou com todos os treinadores demitidos para ter alguma pista do que pode estar errado?

    4) Elenco limitado com técnico competente pode não ser campeão (pode ser também, por que não?), mas não passa vergonha. Campeonato Catarinense de 1971. O América (que foi campeão) montando uma máquina com a grana do suadoso Kurt Meinert. O Caxias na pindaíba de sempre, sem ninguém para bancar. Veio o técnico Rubens Freitas. Orçamento (???) limitado, o rival prometendo arrebentar, torcida conformada com um vexame, eis que o seu Rubens traz alguns jogadores de fora (Jurinho, Émerson, Vevé, Campos), ajeita a casa com base em jogadores da casa, como J. Alves, Luizinho, Fontan, Piava e Jairzinho e o Caxias chega ao vice-campeonato, com direito a carimbar a faixa do time da zona norte no returno. Esse é um exemplo caseiro. Para não ficar tão em casa nem tão no passado, o Flamengo de 2007 chegou em 3º no brasileirão, sem grndes estrelas, mas com um time arrumado pelo Joel Santana, a lenda. Então, elenco limitado (o do JEC nem é tanto assim; comparem com o Marcílio, por exemplo) é desculpa para técnico incompetente. Quem é bom trabalha com o que tem e o time pelo menos joga bola.

    ResponderExcluir