NASCEU CAMPEÃO

Tu és a glória dos teus fundadores

27 de jan de 2011

A RESSUREIÇÃO: CONCÓRDIA 3x6 JEC - COMO FOI, PELO QUE OUVI NA RÁDIO

Eu falei que, EM TESE, não poderíamos perder de jeito algum prum timeco do tipo do Concórdia. Pois não é que aos 37' do 1ºT, o "galo do oeste" vencia o Tricolor por 3 a 0. E na rádio só se ouvia que o JEC estava jogando bem. Imaginem se estivesse jogando mal...
FENAL antecipada!
Parece - pois ainda não vi os lances - que Paulo Sérgio falhou novamente. Segundo o Fronzi, nosso arqueiro voltou a campo chorando para a segunda etapa.
Depois do intervalo (na verdade, acho que foi no intervalo, na conversa de vestiário), o JEC mudou. Giba tirou um volante - Dias, e colocou Marcelinho em seu lugar.
Ontem, Giba deu entrevista e disse que não era hora de fazer alterações ousadas, algo como jogar com três atacantes, tirando volantes, pois o time não vinha bem, e era bom ser cauteloso. Mas, perdendo por 3x0, deve ter pensado: "perdido por três, perdido por dez".
Aí, botou o time pra frente, o que, convenhamos, contra times pequenos deveria ser sempre a regra - jogar (em casa ou fora) pra cima, pois se temos mais time, deveríamos nos impor e atacar, jogar pra vencer e não para não perder.
Com essa alteração, e ordenando que Marcelinho caísse pra um lado para ajudar e fazer um-dois com o lateral, e que Pantico (e depois Marcelo Silva) fizesse o mesmo do outro lado, criando a possibilidade de triangulações, o time que segundo a mídia já vinha bem, armou uma virada como nunca se viu.
A um minuto, Fernandinho descontou; aos 8', Pantico; aos 18', Ramon, cobrando pênalti sofrido por Lima; aos 27', Lima fez o que parecia impossível no fim da primeira etapa, virando o placar; um minuto depois, Ramon, novamente, em outro pênalti, agora sobre Fernandinho. Jocinei fechou a conta do jantar com prato principal leitão assado, aos 44', com chute à longa distância, marcando seu primeiro gol como profissional. O placar final está aí acima, na figurinha.
Eu já vi um JEC 7x3 Marcílio Dias, no Ernestão, em 1997. Mas esse resultado é dos mais espetaculares da história Tricolor, transformando um jogo perdido numa ressureição, e espero, o prenúncio de uma nova fase do Tricolor neste estadual. Já ganhamos três posições na tabela, e uma vitória sobre a Indiada - no dia de nosso aniversário de 35 anos - nos colocará entre os 4 primeiros, além de reduzir drasticamente a diferença para o líder.

SEIS, PAPUDO!
Enfim, o JEC venceu como se fosse um jogo de truco. Aquele facãozeiro, sem porra nenhuma nas mãos truca, grita três. O jogador mais experiente e com mais cartas nas mãos, berra SEIS. E mostra as cartas que tem, pra não deixar dúvida da sua força. Engole, papudo.

Mesmo sem assistir à partida, é inegável que raça e vontade não faltaram. Um time que vinha sendo apático hoje não se abateu, mesmo com uma catástrofe nos primeiros 45'.
Grande parte de nossos problemas já foram resolvidos. Os jogadores derrubaram o LM, já mostraram que estão com o Giba. Lima, Ramon, Fernandinho - nossos três melhores jogadores -provaram que, quando querem, sabem o que fazer. Pantico voltou a marcar depois de um milênio. Nosso novo goleiro, o gladiador  Maximus vai estrear, porque infelizmente o Paulo Sérgio não agüentou a responsa. Nosso técnico viu que dá para ser ofensivo, sem desmontar o sistema tático, principalmente contra os times mais fracos do campeonato. Agora acho que vai. Mal posso esperar pra ver o que vai acontecer no sábado.AVANTE, JEC!

Ficha técnica: Concórdia 3 x 6 JEC. Estádio Domingos Machado de Lima, 26/01/2011
JEC: Paulo Sérgio; Eduardo (Daniel), Souza, Fernando e Fernandinho; Tiago Soller, Dias (Marcelinho), Ramon e Jocinei; Pantico (Aldair) e Lima. T: Giba.
Concórdia: Segala; Dedimar, Vagner, Cássio e Tiago Cristian; Machado, João Paulo (Oliveira), Abel (Dinho) e Juninho; Selmir e Mazinho (Wesley). T: Luiz Muller.
Gols: Juninho, aos 10/1T e aos 25/1T, Selmir, aos 37/1T – Concórdia. Fernandinho, a 1/2T, Pantico, aos 7/2T, Ramon, aos 18/2T e aos 28/2T, Lima, aos 27/2T e Jocinei, aos 44/2T - Joinville.

22 comentários:

  1. Gostei muito da entrevista com o técnico Giba, quando a torcida do concórdia começou a gritar Olé ele disse: Que não tavam gritando olé para um time qualquer, aquele era o Joinville Esporte Clube um dos grandes catarinenses isso não ta certo. Acho que é porai os profissionais do jec tem que botar na cabeça que no jec só o peso da camisa já ganha uns 30% do jogo. E o time tem uma história a zelar.
    E sobre os profissionais do rádio, poxa ou a zaga é fraca, ou é mal organizada, ótima, ou o concórdia parou de jogar. Eu ouvi essas 4 suposições e não consegui tirar nenhuma conclusão espero que alguém que tenha visto o jogo nos informe, porque esperar pela imprensa joinvillense ta foda.

    ResponderExcluir
  2. "Giba neles!" "Copa do mundo, amigo!" E para esse jogo especificamente: "Haaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaja coração!"

    ResponderExcluir
  3. Sandrão - JOINVILLE27 de janeiro de 2011 08:36

    Eu dizia ontem que temia o Paulo Sérgio encontrar lá nas terras do agronegócio um Peru ou Frango... e não é que ele achou?!?!...

    Ou melhor... nem viu! Primeiro um Peru, e depois um pombo sem asa no ninho da coruja (é muito galinácio num comentário só, né?!) hahahaha.

    Grande reação do JEC. Também só ouvi o jogo a partir do intervalo (e me dei bem, porque não me estressei a toa.. hehe).

    Só espero que este seja mesmo o momento "da virada" que todos esperam no Joinville E.C.

    Não gostei das palavras do Lima ao final do jogo, quando pediu "respeito de quem tá chegando agora" por parte do Ramon. Disse que já está cobrando penaltis a 2 anos no JEC; e que o Ramon chegou agora e não deixou ele bater.

    Oras... o Ramon é o capitão do time, e chamou a responsabilidade pra si. E resolveu!!! É pra isso que ele ganha 60paus por mês, meu querido Lima! É isso que eu quero de um jogador medalhão... que venha, assuma seu papel e resolva!

    Não tá bom... vai reclamar com o teu queridinho Nereu porra!!!

    Tem que chegar e falar pro Lima: "Pára de levar cartão vermelho idiota, e marca gol durante a partida, porque as cobranças de penalti serão do Ramon".

    Tá na hora do Lima acordar também, e voltar a ser o goleador que sabe ser! Mas ali, durante o jogo!!

    Sábado é a prova dos 9 !!!! Até lá!!!!

    ResponderExcluir
  4. Gostei Sandrão....Ontem pela rádio ouvi que o Lima queria bater o penalti, só que o Ramon botou a baga debaixo do braço e disse "aqui não negão, vaza"....Dizem que ele ficou um pouco puto mais depois abraçou seu golega de trabalho.
    Vai chorar nos braços do "todo poderoso"..rssss..
    Ouvi ontem a entrevista de um dos integrantes na organizada que lá compareceram "vulgo Bolacha" e ele disse que o time na primeira etapa foi uma comédia, já na segunda não deu chance alguma ao galo.
    só que eu acredito que o batismo de fogo do jec será sábado....
    E que venha o "FURACAO DO OESTE" e espero que saia da Arena como uma leve brisa.

    ResponderExcluir
  5. Mario L. Nascimento27 de janeiro de 2011 10:42

    1) Parece que o Giba é "o cara". Essa resposta dele pra torcida do Concórdia foi magistral. Da motivação que deu ao time no intervalo, nem é preciso dizer mais nada. O placar do jogo fala por si.

    2) Cala a boca, Lima!!! Trata de jogar bola. Deixa de fazer bobagem como ser expulso na hora em que o time estava reagindo. Faz os gols de que o time precisa e respeita o capitão do time, jogador mais experiente. Só falta agora o Lima criar caso e desagregar o grupo por uma bobagem dessas. Como já escrevei antes, coloca pra jogar por mais 4 jogos. Se continuar como está, bilhete azul. Tem 4 jogos pra provar que ainda vale o que lhe pagam.

    3) Agora é provar mais uma vez (alguém ainda tem alguma dúvida?) que temos a maior torcida de Santa Catariana e encher a Arena no dia do aniversário. É o jogo ideal para consolidar a reação, depois da virada histórica. O Índio é líder, vem embalado e nada melhor do que tirar-lhe a virgindade nesse campeonato.

    4) Há tempos venho dizendo que o problema do time é de auto-estima, motivação. Enfim, um problema que está na cabeça (nenhum gol de cabeça ontem… hehehe) e não nos pés.

    Ao que parece, o Giba conseguiu mexer com o lado psicológico e a vitória de ontem pode significar a redenção do time. Demorou, mas aconteceu. Esperemos agora que o novo técnico consiga fazer o time manter a pegada do segundo tempo.

    Não tem melhor hora para analisar os erros e trabalhar para corrigí-los. Mesmo com a vitória de ontem (apesar dela ou por causa dela) é necessário analisar bem o que é preciso para que as coisas se mantenham como no segundo tempo de ontem (se o Lima não conseguir estragar tudo com sua cabecinha "deste tamanhozinho"...).

    4) Só me lembro de algo parecido no campeonato de 1973. Final do primeiro tempo: América 3 x 0 Caxias. Final do jogo: América 3 x 3 Caxias. A virada não aconteceu por pouco. Era o clássico do futebol da cidade. Por isso o resultado foi bastante comemorado.

    5) Alguém pode pedir para o Anderson Miranda(o papa da história dos jogos do JEC) levantar as grandes viradas do tricolor nesses 35 anos?

    ResponderExcluir
  6. Sandrão - JOINVILLE27 de janeiro de 2011 10:48

    Mario... vale no histórico a virada no STJD contra o América/AM??? rsrsrs

    ResponderExcluir
  7. Mario L. Nascimento27 de janeiro de 2011 11:17

    Ainda comentando a resposta do Giba para a torcida do time o meio-oeste.

    Não foi exatamente uma virada, mas o troco foi dado no returno.

    Campeonato Paulista de 1964. Primeiro turno, Botafogo (Ribeirão Preto) 2 x 0 Santos, em Ribeirão Preto. Torcida gritando olé e os jogadores do Botafogo empolgados, tocando a bola. Osvaldo Brandão, técnico do Botafogo, desesperados pedindo para não fazerem aquilo.

    Zito, capitão santista, foi expulso. Quando estava saindo, um repórtes pergutou o que tinha havido. "Não houve nada. O que vai haver é que no segundo turno eles vão ter que jogar na Vila".

    E o segundo turno aconteceu. Ao entrar em campo um certo Pelé cumprimentou Osvaldo Brandão dizendo que se sentira bem, que naquele dia estava "leve". Brandão ficou preocupado. No fim do jogo, viu-se que tinha motivo para tanto. Pelé fez 8. Com Coutinho, Toninho e Pepe complementando, foram 11. Um para cada um dos que desrespeitaram o maior time do mundo de todos os tempos. Quem quiser ouvir os gols, tem no site do Milton Neves (http://terceirotempo.ig.com.br/quefimlevou_audio.php?id=4170&sessao=f).

    É claro que não dá pra comparar os jogos, os times, as situações. As palavras do Zito e as preocupações do Brandão mostram que um time tem que saber impor respeito. O Santos (mais uma vez, amigos, sem comparações, por favor!) impôs esse respeito ao Botafogo em 1964 e o JEC fez o mesmo ontem em Concória.

    É preciso que o maior vencedor do futebol catarinense nos últimos 70 anos resgate o respeito dos outros times. O respeito que impunha até aos grandes do futebol brasileiro, que sabiam o quanto era difícil encarar o JEC no Ernestão. Ontem parece ter sido dado o primeiro passo. O segundo será dado no sábado, com a Arena lotada. Vamos mostrar a grandeza do JEC e da maior torcida de Santa Catarina. Sempre fomos grandes. E sempre seremos!!!

    ResponderExcluir
  8. A Torcida do nosso querido JEC é uma coisa impressionante. Foram 135 minutos ( 90 contra o Marcilio e 45 contra o Concordia) de puro sofrimento, todos arrancando os cabelos com tanta decpeção e de repente, em apenas 45 minutos tudo se transforma nós começamos novamente a acreditar no JEC toda aquela empolgação para uma partida na Arena retorna e Sábado o que poderia ser um jogo para 1.000 pessoas, terá novamente perto das 10.000. Isso é a paixão do torcedor o coração vai do puro desespero a mais alta alegria em poucos lances. É isso que os jogadores precisam entender sabemos as dificuldades do nosso JEC mas o que queremos é simplesmente respeito e raça a todos que vestem essa gloriosa camisa.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  9. Esse jogo contra o Marcílio Dias foi sensacional. Na época, tinha o Bingão. E, para a diretoria, o bingão era mais importante que o JEC em campo. Era só comprar uma cartela que entrava de graça no jogo. Aliás, o preço do ingresso era rodículo também. Por R$ 2,00 ou R$ 3,00 você entrava no Ernestão.

    Lembro que assisti o jogo ao lado do jogador da Fellipe, da Abaj, na época o esporte que mais se destacava em Joinville. Hoje não é muito difrente. Porém, a situação do JEC é bem melhor. E antes que alguém me xingue, o Florêncio teve o mérito de construir o CT no Morro do Meio.

    Jequeano, tem os 6 x 2 sobre o Criciúma no Catarinense de 2002. O Ricardinho acabou com o jogo. Lembra dele? Quem fim levou? Jogou no Palmeiras, Coritiba...

    Jequeno, também sou a favor da volta do Selmir como vpcê defendeu emn outro post. Seria uma ótima aposta, já que tem história no jec - bicampeão em 2001. Ele tem 31 anos e joga tranquilamente uns dois ou tres anos no JEC. Se já voltou Emerson Aleixo, Mussamba, Tesser, Marcelo Silva, Lima... Por que não Selmir?

    Mario, realmente essas histórias do Santos são fantásticas e o único que parava o Peixe era o Palmeiras. O resto dá pena! O Corinthians ficou 11 anos sem ganhar do alvinegro praiano.

    ResponderExcluir
  10. Sandrão - JOINVILLE27 de janeiro de 2011 12:33

    Bom... nesse caso... a virada do JEC entra não para a história do futebol catarinense... como também para a história do futebol brasileiro?!!!

    Alguém CONCÓRDIA comigo???? rsrsrs

    ResponderExcluir
  11. Tem um 6x1 contra Avai, na Copinha, há pouco tempo, um bom resultado contra a Cabofriese pela série C, vários outros, mas o de ontem foi diferente, pela forma pela qual o placar foi construído e pela fase em que vínhamos.
    Foi até comovente a felicidade do Pantico ao comemorar o seu gol. Lembremos que nos seus primeiros três ou quatro jogos (até se machucar) vinha sendo o melhor do time, na série D. Não vamos crucificar jogadores do nosso elenco, até porque a Páscoa ainda está distante.
    Se o Lima realmete fez biquinho, está errado. Ramon veio exatamente pra assumir as broncas, pois é o mais experiente. Mas acho que se houve queda de braço, nessa ele vai ficar quieto, pois seu oponente é forte, tem dois anos de contrato, etc. etc.
    Giba começou bem, não só pela mudança ofensiva no intervalo(como alguém aí em cima disse, tirando FIG, AVA, CRI, só de entrar em campo nossa camisa já teria de entrar, por si só, ganhando por um a zero) pois não há lógica em retrancar contra timecos, bem como por suas declarações, lembrando a grandeza do JEC. Nada de pensar só em não perder, porra!
    Ab a todos, SDS TRICOLORES

    ResponderExcluir
  12. Jequeano...
    Pelo que ouvi na rádio ontem, o Lima queria bater o primeiro penalti só que Ramon colocou a bulica debaixo do braço e bateu.
    Após ter convertido a cobrança, Lima também correu para abraço, eu acredito que ele não fez biquinho.
    E parabéns pelo um ano do seu filho, e espero de verdade que ele jogue futebol melhor que o pai...rsss....Abraço RAFAEL
    Em tempo, me chamasse de corneteiro confesso que tinha razão, vamos confiar em nossos atacantes...

    ResponderExcluir
  13. RAFA: deu pra ver nas imagens da TV (podes conferir no ótimo SOUJEC)que o Lima e o Ramon se abraçaram após o gol, Lima foi o segundo jogador a cumprimentar nosso camisa 10. Por isso usei o "SE ele fez biquinho". A imprensa, muitas vezes, tem de INVENTAR algum problema, pra ver se alavanca sua audiência. AB

    ResponderExcluir
  14. É isso ai contra time pequeno tem que ir la ganhar e vir embora, naturalmete

    ResponderExcluir
  15. Só queria dizer para os corneteiros se fu....!!!
    Nos comentarios da radio globo chingavam, quebravam carteirinha de sócio, o time é uma merda, "eu já sabia" etc. Agora cumpram a palavra e sumam!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  16. Enderson:Escutei na Cultura; meu radinho é do Paraguai (na verdade do camelódromo) e não pega a 1590, so a 1250.
    As vaias foram merecidas domingo, mas devem ser guardadas para o final do jogo. Ficar cornetando 90 minutos não aguento. Ab, ST

    ResponderExcluir
  17. Eu ouvi pela 89: chupa, chupa, Concórdia, que o limão é azedo! E o Avaí perdeu mais uma! HAHAHAHA!

    ResponderExcluir
  18. Fora Nereu, que venha Izabella:Ex-coelhinha da Playboy assume presidência de clube polonês

    Izabella Lukomska-Pyzalska se cansou de sua rotina e resolveu mudar de ares. A modelo, de 33 anos e que já posou nua algumas vezes, assumiu a presidência do Warta Poznan, da segunda divisão polonesa.

    A ex-coelhinha da Playboy, porém, terá que mostrar a mesma desenvoltura diante das lentes dos fotógrafos para comandar o clube. O Warta Poznan, duas vezes campeão nacional, terminou o primeiro turno da segunda divisão polonesa em antepenúltimo, e estaria rebaixado se o torneio terminasse hoje.

    Se não der no Jec, bota no Flamengo:

    http://uolesporte.blogosfera.uol.com.br/curiosidades/ex-coelhinha-da-playboy-assume-presidencia-de-clube-polones/

    ResponderExcluir
  19. http://uolesporte.blogosfera.uol.com.br/files/2011/01/polonia4.jpg

    ResponderExcluir
  20. Sandrão - JOINVILLE28 de janeiro de 2011 08:34

    Jequeano... segue sugestão para um post:

    http://www.jec.com.br/home/2011/01/jec-35-anos-programacao-completa/

    ResponderExcluir
  21. Sacanagem por sacanagem, prefiro a coelhinha da playboy. Ab, ST

    ResponderExcluir
  22. Mario L. Nascimento28 de janeiro de 2011 14:24

    Para somar à história das grandes viradas tricolores.

    Joinville E.C. 5 x 3 Dom Bosco: série A de 1977, a primeira participação do JEC no nacional.

    Gols no 1º tempo Gonlçalves-DB (9'), Britinho-JEC (25'), Gonçalves-DB (32' e 33'), Cremílson-JEC (35') e Taquito-JEC (37').

    Depois que o Dom Bosco fez o 3º, em 4 minutos o jogo já estava empatado, resultado final do 1º tempo. No segundo tempo Fontan fez aos 39' e 44'.

    Para lembrar: naquele campeonato vitória por um gol de diferença valia 2 pontos e vitória por 2 ou mais gols de diferença valia 3.

    O JEC se classificou para a segunda fase, onde enfrentou Ponte Preta, Remo, Vasco e Confiança. Em casa perdeu para a Ponte (0-2)e goleou o Confiança (3-0). Fora, perdeu para o Remo(0-1) e empatou com o Vasco (1-1). Ficou com 4 pontos, mesmo número de pontos do Remo, e ficou fora da terceira fase pelos critérios de desempate.

    ResponderExcluir