NASCEU CAMPEÃO

Tu és a glória dos teus fundadores

1 de ago de 2011

JOINVILLE VENCE, DE VIRADA, JOGO CHAVE: TUDO EM 5 MINUTOS

Essa virada de ontem pode ser a chave para nosso acesso. Foi um resultado importantíssimo, conquistado com base na garra, porque futebol estava difícil de jogar ontem.
Quando a um minuto do segundo tempo a Chapecoense abriu o placar em jogada pela esquerda - num fácil um-dois em cima da marcação - completada pelo ótimo Neilson, apenas confirmando o que já fizera no primeiro tempo, jogando muito melhor do que o JEC (pelo menos dois ou três gols perdidos pelo time do Oeste), eu olhei pro placar e comecei a pensar: Fodeu! Agora vamos precisar ganhar fora, vai ficar muito complicado, estamos na lanterna da chave, já é hora de começar a pensar em não cair.

Daí, meu novo ídolo, Pedro Paulo, após escanteio batido por Little Richard, empatou de cabeça aos 8', e eu já começava a ficar bastante contente, considerando bom um empate num jogo como esse, de campo pesadíssimo, em que nosso time de meias rápidos e pequenos (Ricardinho, Ramon, Jailton, João Henrique, são todos baixos), e com falhas na defesa, jogava mal. Aí, quando aos onze, Ronaldo Capixaba (nosso melhor jogador ontem ao lado de Ivan), virou a peleja após cruzamento de João Henrique, o que se anunciava trágico ficou mágico.  

João Henrique deu uma melhor dinâmica ao time no segundo tempo, substituindo o praticamente nulo Eraldo. Conseguimoes equilibrar o jogo, embora tenhamos corrido riscos bastante grandes, e Ivan, o Terrível fez uma defesa nos pés do atacante da bugrada que selou o empate (que partida fez nosso goleiro! Quando me lembro do último jogo com bastante chuva por aqui e com Maxlei no gol vejo a diferença que um arqueiro de verdade faz). Se formos jogar com um centroavante, Bruno Rangel deve sair jogando contra o Santo André, na minha opinião. Aparentemente não é prudente começar o jogo com um time só de pequeninos, sem um latagão lá na frente pra fazer presença de área.

O jogo foi como o romance de José de Alencar. Tudo se resolveu em cinco minutos. E digo que jogar bem, o JEC só jogou estes cinco ou dez minutos, a Chapecoense foi melhor considerado todo o jogo, e merecia o empate. Mas eu sempre digo, o mais importante não é só ganhar quando o time joga bem, o mais importante é, nesses jogos em que não estamos mal, conseguir o resultado. Esse tipo de jogo faz toda a diferença. Ontem o JEC obteve um resultado que nos habilita - e muito - à briga pelas vagas, estamos bem na classificação, e com um jogo a menos que a Chape. Se vencermos o Santo André, de preferência sem chuva, penso que colocamos a mão em uma das duas vagas à próxima fase. Grande vitória, pena que vista por pouca gente, em razão dessa chuvarada. AVANTE, JEC!

Ficha técnica: Joinville 2 x 1 Chapecoense, Arena, 31.07.2011Joinville: Ivan; Renato Santos, Linno e Pedro Paulo; Eduardo, Mateus, Ricardinho (Fabiano Silva), Jaílton e Badé; Eraldo (João Henrique) e Ronaldo Capixaba (Bruno Rangel). T: Arturzinho.
Chapecoense: Rodolpho; Dema, De Lazzari (Lucca) e Amaral Rosa; Medina (Leandro), Diogo Roque, Everton César, Nenem (Rafael Bittencourt) e Aelson; Jean Carlos e Neílson.
T: Mauro Ovelha.       

Gols: Pedro Paulo, aos 9 e Ronaldo Capixaba, aos 11 do 2T.

12 comentários:

  1. Bocão - André Budal.1 de agosto de 2011 13:07

    Que jogo! Esse estava pra ser mais um daqueles em que jogávamos mal e perderíamos os pontos que nãos nos deixariam subir pra série B. Quantos jogos desses já vimos por aqui?
    Mas não, esse foi o jogo em que jogamos muito mal, o campo não ajudou nada e ganhamos os pontos que, oxalá, farão toda a diferença em nossa classificação.

    Empate fora e vitória em casa. Estamos fazendo tudo direitinho. Tomara que continuemos assim.

    Parabéns à diretoria que conseguiu assinar mais um patrocínio, a Andra. Nossa camisa ficará estilo out-door mas que seja o preço para subirmos. Falta muito para chegarem num padrão de qualidade satisfatório, mas estão acertando.

    ResponderExcluir
  2. Pois é, semana que vem uma vitória nos colocará numa situação bastante interessante. No outro jogo seria muito bom um empatezinho de 0 a 0 entre Brasil e Caxias. O Brasil tropeçaria em casa, ficando dois pontos atrás do JEC, e o Caxias permaneceria em último, vários pontos atrás do G-2. E em seguida o JEC fará dois jogos seguidos fora, seria importantíssimo pelo menos uma vitória em um desses dois jogos, porque ficaríamos com, pelo menos, 10 pontos em 5 jogos, tendo mais dois jogos em casa nas 3 últimas rodadas, ou seja, é fundamental vencer o Santo André e depois ir com muita fome de bola nos dois jogos seguidos fora.

    ResponderExcluir
  3. Sandrão - JOINVILLE1 de agosto de 2011 15:27

    Pois é pessoal...

    Acabou minha mamata... e saí dos 38º da terra do Sampaio Correia diretamente para a chuville.

    Cheguei ontem.. e ontem mesmo corri para a Arena. Encontrei o jequeano por lá... com sua capa de chuvas de manga curta.. .hahahahaha

    Falando do jogo... o jequeano resumiu bem o que foi.
    Fora os 2 gols importantíssimos, gostei muito das atuações de Ivan e da entrada do João Henrique. Se num campo pesado como o de ontem o cara já correu aquilo tudo, me deixou com grandes esperanças para o futebol dele em campo seco.
    A atuação do Jailton é que ficou muito aquém do que sabemos que ele pode render.
    Renato Santos e Eduardo também pareciam perdidos na marcação.

    Domingo estaremos todos na Arena. A tendência é o tempo melhorar durante a semana. O clima tempo fala em muito frio na quinta e sexta, e no domingo pode voltar a chover.

    Portanto, é bem provável que tenhamos mais um jogo de campo muito pesado.

    Até lá jequeano, dá tempo de fazer um remendo na capa de chuva, e ampliar o comprimento das mangas... kkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  4. Ô Jequeano, nao importa a chuva, nós estavamos lá e vimos a raça prevalecer, por mim, podiamos até perder, o que quero é isso, RAÇA, VONTADE, DISPOSIÇÃO, esse é o JEC que conhecemos, Linno ralando as nadegas na grama molhada, Ivan indo no pé do atacante, é SÉRIE C caramba, é guerra, é luta em cada jogo.
    Sai feliz da Arena por causa disso, a cada jogo temos que matar, trucidar, esquartejar um leão (não me refiro ao leão banguela de floripa, taxxx tolo)), com os pés no chao e seriedade, chegamos lá.
    No mais, Domingo na Arena Again, Sds Tricolores.

    ResponderExcluir
  5. Dácio, é isso mesmo, se não dá na técnica, vamos na força. Tenho a impressão que o Arturzinho conseguiu botar isso na cabeça dos caras, que se não for com toda a vontade do mundo, não vai pra frente.

    Sandro, a tua capa de chuva made in China não tava muito melhor, só chegava até o cotovelo. Podes emprestar pra um "jornalista" da cidade. O Jailton não esteve bem, até explicável, pois ele é jogador que conduz a bola, em com aquele brejo que tava o campo... Além do mais, cansou no final. Ainda temos problemas de marcação nas alas.

    Emerson, continuo com a minha campanha o empate dos outros é bom negócio. Se tivesse ficado 0a0 em Santo andré, este só teria um ponto, e o Caxias só 2.
    Se vencermos o SA, chegaremos a 7, com um jogo a menos, e mesmo perdendo fora para o Caxias continuaremos lá em cima. Acho que é possível que cheguemos lá no RS com o CAxias no desespero (um ou dois pontos) - não deve ganhar do Brasil, em Pelotas. Pelo que li no site da série C, o Caxias jogou melhor que o SA e mesmo assim perdeu.

    André, como disse o Sandro ontem, lá no Estádio, nossa camisa pode ser até uma lista telefônica, desde que tenhamos dinheiro e ganhemos os jogos. Não me importo muito com isso. Ademais, pra quem quer uma camisa "limpa" pra usar, tem a retrô.
    Quanto ao patrocínio, tens razão: que a Andra seja bem-vinda, e tão falando em mais uma grana vinda da Celesc. Vamos esperar.

    Ab,ST

    ResponderExcluir
  6. Pois é, pensei nesse lance da camisa também. São oito ou nove patrocinadores. Mas o que importa é o dinheiro. Se a grana causadora da poluição visual em que se encontra a nossa camisa resultar em melhorias para o JEC (e é óbvio que resulta), tá valendo.

    Em relação à capa de chuva, trata-se de uma "proteçãozinha". E é uma proteção bem meia boca.

    ResponderExcluir
  7. Bocão - André Budal.1 de agosto de 2011 18:47

    Não preciso de capa de chuva. Estava protegido pelo manto tricolor.

    hehehe mas de jaca e capuz.

    Tinha um doido perto de mim que tava sem camisa. Esse deve ser daqueles que mora em Campo Alegre e anda de havaianas na geada.

    ResponderExcluir
  8. Tb gostei do JEC de ontem depois de muito tempo o JEC esta com um elenco focado na vitória um grupo fechado disposto a ir para a serie B é bom ver que todos estão dando o sangue pelo JEC. No meu modo de ver o ponto negativo de ontem foi o Jailton que ontem foi abaixo da média tudo bem que o campo estava pesado e etc.. só achei que ele perdeu umas bolas bobas e não dividiu uma bola se quer e quando ia dividir sempre tirava o pé e num desses lances os malas quase fizeram o gol o Ivan é sem comentários foi o grande herói de ontem bem como o Lino que salvou o JEC em alguns lances, mais quem tem o Ivan não precisa ter medo é meio caminho andado Tb que o Artuzinho deveria ter colocado um atacante lá pelos 30 do 2º tempo pois o Capixaba cansou tb não seria nenhuma novidade correr o tempo todo com aquele campo pesado nem o Super Homem mais isso ai VAMOS SUBIR JEC. Um super Abraço a Todos.

    ResponderExcluir
  9. Pessoal, nossa vitória sobre a chape, deve ser dedicada ao "Ivan o Terrível" que fechou o gol. Baita goleiro.
    O ditado é verdadeiro "todo bom time começa com um bom goleiro", sorte nossa que temos esse goleiro.
    Fatam 12 jogos para nosso acesso.
    Saudações Tricolores!

    ResponderExcluir
  10. Mario L. Nascimento2 de agosto de 2011 14:44

    Sobre o jogo, comentei no post anterior. Sobre a camisa "saíra de 7 cores" com patrocinadores por todos os cantos, nada contra, porque são essas cores que trazem o dinheiro necessário.

    Tem duas coisas, iterligadas. Primeira: o número de patrocinadores pequenos mostra que não há os grandes. Isso é consequencia da baixa visibilidade do JEC no momento atual. Mas também falta de credibilidade, fruto da baixa presença de profissionalização no clube. Não se conseguem grandes patrocinadores que acreditem no projeto do clube, se é que se pode mostrar que esse existe.

    A segunda coisa, inteligada, é a falta de comprometimento do meio empresarial de Joinville com o nome da cidade. Uma oportunidade ímpar para elevar o nome da cidade onde essas empresas ganham dinheiro.

    Para dar um exemplo, o JEC surgiu sob as bênçãos do empresariado local e, naturalmente, seu patrocínio. Por isso teve tanto sucesso no seu início. Quando nosso "líderes" decidiram que era hora de abandonar o barco o clube entrou em declínio até a situação em que se encontra hoje (para sermos justos, já esteve pior).

    Dizem que o JEC recusava apoio por não ter mais a oferecer (os espaços "vendáveis" na época não eram tantos quando existem hoje). Um dos motivos foi um levantamento feito pela Fundição Tupy de que quando o JEC ganhava, a produtividade na segunda-feira crescia. Quando perdia, havia um declínio.

    Joinville é uma cidade industrial. Desde sempre as diversões mais populares foram ligadas a esportes. Não é à toa que temos tantas boas recreativas das indústrias. Faz todo sentido vincular o time mais popular da cidade à produtividade dos nossos trabalhadores.

    Só não vê quem não quer. Ou não quer ver ou não quer botar a mão no bolso para investir, mesmo que indiretamente, na produtividade.

    ResponderExcluir
  11. Mario L. Nascimento2 de agosto de 2011 14:48

    Para complementar, é triste ver o nome do nosso adversário mais importante na camisa do JEC porque as grandes empresas locais não dão a mínima para o time que carrega o nome da cidade onde ganham seu dinheiro.

    Se alguém tiver a relação de todos os patrocindadores do JEC com uma estimativa de quanto investem no clube, poderemos saber o quanto as empresas de fora colaboram mais do que as de Joinville.

    ResponderExcluir
  12. Edson Parana (Fpolis)2 de agosto de 2011 20:50

    Grande colocação Sr: Mario.Mudando mas nem tanto d assunto,morei na MANCHESTER TRICOLOR CATARINENSE por 21 anos porém a 2 pintou uma oportunidade d emprego irrecusável na chamada capital então ''abandonei'' ( HAHAHA passei a gostar ainda +) o TRICOLOR e vim. Por mtas e mtas vezes (mt tempo no Ernestão e nem tanto na Arena) eu pregava entre os amigos tricolores o boicote a(s) empresa(s) que patrocinassem outro time q não o JEC (lembram d uma rede d postos d combustiveis q a uns 6 ou 7 anos pretendiam patrocinar o cuxias e quando souberam do tal boicote por parte dos tricolores abandonaran a idéia?). Tremendo empresariado filho de uma puta do caralho q como bem colocado pelo amigo Mario não se comprometem com a city ( JOINVILLE ESPORTE CLUB JEC ) onde ganham dinheiro. Sem duvida UMA VERGONHA. ST .

    ResponderExcluir