NASCEU CAMPEÃO

Tu és a glória dos teus fundadores

18 de fev de 2011

É HORA DE COMEÇAR A FALAR DO JOGO: JEC X FIGUEIRENSE

Acontece tanta coisa extracampo no Joinville, que acabamos perdendo mais tempo falando de contratações, dispensas, decisões da diretoria, sobre a Arena, do que sobre os jogos e o time.
Desde segunda até ontem não se falou em futebol, não se tratou de esquema tático, não se discutiu mais o que vinha dando errado, só se falou no pacote de novas contratações do Tricolor.

Vamos ao jogo: Nosso time deve ir de Max, Daniel, Pedro Paulo, Lino e Eduardo. Júlio, Dias, Marcelo Silva, Ramon; Pantico e Lima.
Júlio Bastos pronto para o jogo!
Giba está confiando muito no seu (ou no dos jogadores - ui!) taco. Promoverá a estréia de três deles, dois de sua confiança, com apenas dois ou três treinos. É uma aposta de risco. Apostará também em Max, que fez uma estréia ruim.

O risco só fica um pouco menor porque o Figueirense já era o favorito e continua sendo, dessa forma, uma derrota - que já era esperada de qualquer forma - não será tão dramática. E se conseguirmos fazer um jogo equilibrado, fatalmente será dito que é visível a evolução do time com esses novos jogadores contratados, o que prova o acerto das mudanças, etc. e blá-blá-blá. Se ganhar do favorito e em tese melhor time do certame, então, ninguém segura o homem (pelo menos até o próximo final de semana).

Esperemos que esse Júlio Bastos seja o "demonho", e sozinho arrume a meia-cancha do JEC, pois segundo os entendidos (eu não sou um grande observador tático) o Dias vem jogando mal - eu até gosto dele -, e com a entrada do Marcelo Silva, teremos um jogador que marca menos do que faziam Jocinei ou Tiago Soler. Assim, em tese, os dois volantes ficarão com maior responsabilidade de marcação do que tinham até então, e os novos zagueiros (e pelas fotos que vi, me parece que Pedro Paulo está um pouco fora de forma - espero estar errado) serão postos à prova.

Há um outro componente que eu considero perigoso, e má notícia para o JEC. Fernandes - bom jogador - está com 99 gols, buscando seu centésimo tento com a camisa do Figueirense (já é o maior artilheiro da história daquele clube). Parece que ficará na reserva - torço para que isso seja verdade.

Então, vamos pra Floripa fazer o crime!
Somos a zebra dessa vez. Se ainda houvesse loteria esportiva, esperaríamos que no Fantástico assim se anunciasse o resultado da peleja lá do Scapelli, nos Estreitos Unidos: Jogo 1, Coluna 2. E a zebrinha riria, contente. AVANTE, JEC!

5 comentários:

  1. Meu amigo Tricolor, o tema de um filme que mais lebra este jogo na capital é "missão impossível", se vecermos será a zebra do ano.
    O favoritismo é todo deles, e ainda mais com o Fernandes prestes a marcar seu 100º gol, espero que isso não aconteça contra nós.
    Mas enfim, vamos acreditar, nossa torcida vive de esperança...esperança de que um dia iremos dar a volta por cima e derrubar os"manézinhos".
    Abraço!

    ResponderExcluir
  2. "I believe in the miracles. I believe in a better world for me and you." Ramones

    ResponderExcluir
  3. "I believe in miracles", ou "Missão impossível", segundo Jonas e Cristiano. Vejo que não sou só eu que estou otimista pra cacete para o jogo de domingo. Ab, SDS Tricolores.

    ResponderExcluir
  4. É, esse favoritismo, esse tal do centésimo gol do F10, tomara que tudo isso se transforme num grande oba-oba e a casa deles desaba. Um eventual oba-oba deles é o nosso maior (ou único) trunfo. Agora, Jequeano, o que você achou da provável escalação com Marcelo Silva?

    ResponderExcluir