NASCEU CAMPEÃO

Tu és a glória dos teus fundadores

5 de dez de 2011

É VERDADE! SOMOS CAMPEÕES BRASILEIROS. UM CLUBE RENASCEU!

É CAMPEÃO! É CAMPEÃO! É CAMPEÃO!

Um clube de futebol não se forma só nas conquistas; e um time de futebol não são apenas onze jogadores, que em certo momento, vestem a camisa de um agremiação.
Um clube e um time de futebol é uma história: de vitórias, derrotas, felicidades (algumas), tristezas (muitas, em muito maior número). Um clube é o seu presidente, seus ex-presidentes, o seu time atual, o primeiro time, lá nos idos de 76. É o torcedor modinha, mas é o torcedor do Olímpico, do Ernestão, da Arena. É o torcedor das sociais, do alambrado e dos poleiros do Ernestão, do concreto maltratado da Arena, daquele que sequer tem dinheiro para ir aos jogos, mas fica em casa, no seu radinho, ouvindo o jogo de seu time.
Um clube é a derrota para o Brusque, para o Novo Hamburgo, é também a vitória contra o Inter de Lages, numa noite fria de quarta-feira na Serra de um ano remoto, e de outras muitas em que vencemos e erguemos um dos 12 canecos do Estadual.
Um clube é a seca de 10 anos sem títulos de expressão, e mesmo assim, com sua torcida ali, firme.
E para o NOSSO CLUBE, bastam três letras, que resumem tudo isso: JEC!

E o jogo: ah, o jogo foi 4 a 0. Mas foi um detalhe. A festa foi o prinicipal. O Joinville cozinhou o "galo maluco", ficou amorcegando o jogo, até que Gilton cruzou e Lima abriu o placar no finalzinho da primeira etapa. No segundo tempo, mais uma vez o JEC veio para controlar o jogo, porque a vantagem era muito grande, e não faria muito mais lá no ataque se não houvesse um jogador expulso do lado de lá. Aí o que já era dificílimo, ficou impossível para o CRB, e ao desanimarem um pouco, deram a chance para o JEC matar a partida. Eduardo foi pela direita, ninguém marcou, ele chegou na cara do gol, e fuzilou. Ramon deu passe para Pedro Paulo que, como atacante, fez o terceiro, e Gilton fechou a conta.
O resumo do jogo é isso. Mas como afirmara, o jogo foi apenas um capítulo dessa conquista nacional, apenas um capítulo da história Tricolor.
Como eu disse no início, um clube não se forma só nas conquistas, mas que esta conquista de sábado foi maravilhosa e pode fazer esse clube ainda maior, disso não há a mínima dúvida. SOMOS CAMPEÕES BRASILEIROS. Parabéns pra todos nós, que já fomos muito felizes, já sofremos muito, e hoje temos mais uma dessas alegrias que ficarão para sempre na memória. JEC CAMPEÃO! AVANTE, JEC!

Ficha técnica: Joinville 4 x 0 CRB, Arena Joinville, 03.12.2011
JEC: Ivan; Linno, Fabiano Silva e Pedro Paulo; Eduardo, Mateus (João Henrique), Ricardinho, Jaílton (Ramon) e Gilton; Lima e Ronaldo Capixaba (Bruno Rangel). T: Arturzinho.
CRB: Anderson; Pio, Ednei, Rodrigão e Rafinha; Roberto Lopes, Marco Antônio, André (Paraíba) e Ewerton Maradona (David); Aloísio (Cadu) e Geovani. T: Paulo Comelli.

Gols: Lima, aos 44 do 1ºT; Eduardo, aos 30’, Pedro Paulo 33’ e Gilton, aos 41 do 2º T.

30 comentários:

  1. Sandrão - JOINVILLE5 de dezembro de 2011 11:55

    Que feito !!! Coisa de gente grande!!! Uma participação histórica na série C com um aproveitamento fantástico. Vai demorar um bocado para que outro clube tenha uma campanha tão brilhante!

    E a festa na CBF com a presenção do Fontan, uma homenagem muito merecida.

    #FICAARTHURZINHO

    Se o homem ficar, com apenas 4 bons reforços teremos um time capaz de uma boa campanha na B, com certeza!!!!

    ResponderExcluir
  2. Meus nobres colegas do blog dos blogs! Como já disse o Jequeano, a festa foi linda. Parabéns para todos nós, que voibramos,colorimos e lotamos a Arena,não invadimos o campo, empurramos e festejamos a conquista como tem de ser, da arquibancada. A volta olímpica foi de arrepiar, a alegria estampada em cada rosto tricolor foi contagiante. 2012 está chegando, que nossa diretoria seja iluminada para tomar as melhores decisões, as melhores escolhas e que tenhamos todos um ano,acima de tudo, de saúde e paz. E claro, com muito show do nosso jEC, que possamos sentir logo logo essa sensação maravilhosa que é comemorar um título. Um enorme abraço aos amigos de Joinville. Wanderlei Fodi, de Curitiba.

    ResponderExcluir
  3. Amigos, o Arturzinho acabou de falar na RBS que não fica no JEC na próxima temporada. Merece todo o nosso respeito afinal, foi o treinador nos últimos 10 anos que teve a maior identificação com o torcedor e o clube, e conseguiu algo que em 35 anos de existência não havíamos conquistado: um título nacional. Foi uma decisão é precisa ser respeitada por todos. OBRIGADO ARTURZINHO!

    Mas, olhando o outro lado, acho que ele fez um péssimo negócio. 90 mil por mês é um salário que ele só vai ganhar fora do país ou em um clube de Série A. Porque na Série B só tem 3 clubes que vão pagar isso: Atlético/PR, Goias e Vitória, e só. Pra mim ele não tem mercado na Série A e dos 3 clubes que podem pagar isso a ele só tem um que ele tem portas abertas: O Vitória. Só!
    Acho que forçou um pouquinho a barra. Se pra sair, só daqui a alguns dias vamos saber.
    mais uma vez agradeço ao Arturzinho por tudo que ele fez por esse clube que amamos tanto. Esse é o meu lado emotivo falando. Agora, olhando pelo lado racional da coisa, ele está fazendo a pior merda da vida dele. Aqui ele é ídolo, ele manda, ele tem moral. Vamos aguardar. To triste mesmo!

    ResponderExcluir
  4. Só uma coisa a comentar muito feliz!!!!
    Sem palavras para descrever a emoção de um Joinvilense que ama futebol e ama o JEC!!!

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  5. Márcio Vogelsanger disse que as portas estão abertas para o Arturzinho, talvez até para a série B 2012. Quem sabe?

    ResponderExcluir
  6. Concordo, Douglas. Difícil ele conseguir algo parecido em outro clube.

    Por outro lado, vamos supor que o JEC contrate outro técnico por R$ 60 mil por mês. Sim, porque por menos que isso, voltam Ramires, Leandro Machado e outros do tipo. Vai estar economizando R$ 360 o ano todo. Se a história de antes do Arturzinho se reptir, voltamos para a série C em 2013. Vai custar muito mais caro do que isso.

    Acho que a análise está sendo muito superficial. O clube deveria pensar mais no que vai estar perdendo com a saída do grande responsável pelo acesso e pelo título e menos do que se estabeleceu como o "teto". Que vá do teto ao telhado.

    Com o mesmo time, o técnico anterior perdeu o turno da copa SC. E perderia o returno também. Time melhor, que joagava com medo.

    Outra coisa: um dos segredos do Arturzinho foi a união do grupo, em que ele também se incorporou. Até onde sei, o Artur Neto (mais cotado?) não é extamente o melhor cara para se encaixar nesse clima...

    Queira Deus que eu esteja errado. Mas acho que a economia que está sendo feita não é das mais proveitosas.

    ResponderExcluir
  7. LUIZ GONZAGA MILIOLI, é o que estão dizendo. Solução caseira.

    ResponderExcluir
  8. Arturzinho será assunto amanhã. Já tá adiantado o post, mas só vou terminá-lo à noite. É uma pena que ele vá, mas é direito dele. Espero que não tenhamos de lamentar no ano que vem.

    Putz, o Milioli (embora bom) já virou solução caseira no JEC? Assim ele viveu a vida inteira de interinidade no Criciúma. Acho uma solução razoável, mas pegamos o cara pra cuidar da base, e não do profissional. Jà começamos mudando a rota?

    E deixar Artur sair agora pra buscá-lo como solução daqui a cinco meses, se o barco estiver fazendo água? Quanto ele vai querer então?

    Hoje ainda só quero comemorar. Amanhã parece que tem essa reunião da diretoria, e aí as coisas ficarão mais claras.
    Ab, ST.

    ResponderExcluir
  9. Nada de Luiz Milioli ou Nazareno, já que deixamos o Arthurzinho sair ( o barato sai caro ) , temos que buscar outro treinador mas com calma e sem afobação, temos tempo.

    Também entendo o lado da diretoria do JEC, precisamos ter equilibrio financeiro sim, mas talvez assim " Arthur te pagamos x no Catarinense e a partir de Maio reajustamos para x+y " o que - no meu ver - daria tempo para a direção encontrar novos parceiros para ajudar no custeio do seu salário.

    Fica aqui um abraço e nosso muito obrigado ao Arthurzinho, seja feliz em sua nova empreitada - menos se jogar contra o tricolor- tenho certeza que voçê voltará um dia...

    Abraços de um tricolor pra lá de feliz

    Ivan

    ResponderExcluir
  10. Sandrão - JOINVILLE5 de dezembro de 2011 15:55

    Será o Figueirense o destino dele??

    Jorginho já anunciou que está desempregado!

    ResponderExcluir
  11. Hoje é o dia da verdade. Daqui a pouco tem coletiva e sai a relação de quem permanece e quem sai do JEC.

    ResponderExcluir
  12. Renato Santos esta acertado com Avaí e o Capixaba bai pára o interior de Sao Paulo...Palavras do NM
    Abracos RAFAEL

    ResponderExcluir
  13. Luiz Gonzaga Miliolli até Fevereiro como treinador

    ResponderExcluir
  14. Estão fora do Joinville: Max, David, Diego Zanuto e Tarracha. Renato Santos e Capixaba indo pro Avaí. Jailton volta pro Atl-PR

    Informacao de Rodrigo
    Abracos RAFAEL

    ResponderExcluir
  15. É muito assunto (arturzinho e remontagem do time). Olhando assim, não me assustei. Nada do que foi decidido era inesperado, e vejo mais acertos do que erros (exceto, talvez, pela perda do Arturzinho).
    Acho que já temos uma boa base para o ano que vem. E eu mais um post para escrever.
    Ab, ST.

    ResponderExcluir
  16. Luiz Gonzaga Milioli é o novo treinador do JEC, até fevereiro, sei, me engana que eu gosto. Retrocedemos amigos, essa que é a realidade. Retrocedemos. Mente curta e pequena de diretores que acham que já chegamos ao limite. É uma pena mesmo, porque nossos dirigentes acham que a Série B é o Céu. Uma infelicidade tamanha que nem sei o que dizer neste momento. TÃO DE SACANAGEM! SACANAGEM!
    Ao invés de aproveitarem o bom momento da equipe e a empolgação da torcida com boas contratações e um treinador seguro , não, vem com soluções caseiras e blá blá blá.
    É brincadeira!

    ResponderExcluir
  17. Até ontem, ontem mesmo, esta era a melhor diretoria de todos os tempos. A partir desta tarde, é a pior.
    O amor e o ódio vivem lado a lado.

    Todos sabem o que seria melhor. Todos sabem como fazer.
    É só pagar, não é?

    Até o Bill Gates teve de economizar um dia, pois inclusive ele sabe que dinheiro não nasce em árvore. Com dinheiro se faz tudo, sem ele se faz o possível.

    Não quero justificar nenhuma atitude.
    Também gostaria que o Arturzinho ficasse, mas acredito que agora é hora de segurar no freio de mão.
    Grandes coisas se fazem com calma e planejamento, de maneira sólida.
    A tartaruga vive séculos por que primeiro sente onde vai pisar e então dá um passo firme, sem tropeçar nem escorregar. Já o guepardo aproveita toda oportunidade e sai correndo como louco, porém passa mais fome do que come.

    A hora é de ter calma e seguir com muito realismo. Um título muda o moral mas não as contas.

    ResponderExcluir
  18. Calma gente o artur fez um ótimo trabalho aqui, talves um pouco ajudado pela sorte.
    Até parece que ele comandou todos os times que foram campeões esse ano. Existem vários técnicos bons no mercado vamos aguardar pra ver.
    Só to rezando pra não aparecer Vagner Benazi, Ramires, Ovelha, enfim alguns desses retranqueiros.

    ResponderExcluir
  19. Meu Santo, sabado o Weber tava chato, mandando gente descer da mureta, fazendo propaganda para maceió, e nos momentos em que a torcida tava embalando ele interrompia, tava foda.
    O home tava atacado

    ResponderExcluir
  20. Eu concordo com você Bocão, mais tem um porém: eles não deram nenhuma perspectiva para o próximo ano. Só que investimento traz mais investidores. Ou seja, mais sócios, mais público no estádio traz mais visibilidade. Sabe qual é a impressão que dá? Que chegamos ao nosso limite Bocão! E isso não é verdade, não podemos sentar em cima desse acesso e desse título e achar que já está ótimo. Quem conhece o Marcio sabe que ele é um chorão e mão de vaca de primeira, isso não quer dizer que não é um presidente vencedor. A diretoria está de parabéns pelo acesso e pelo título, mas se subiram pra cair no ano seguinte seria melhor continuar na Série C. A impressão que dá é que demos um passo atrás em algo que ja pensávamos estar mais adiante. Mostrou nossa fragilidade e que não estamos com essa bola toda. Infelizmente essa é a minha opinião Bocão. Jogaram um balde de água fria na torcida com relação ao treinador e entrevistas na coletiva de hoje. O Marcio falando na Rádio e eu quase chorando junto com ele ouvindo. Ta loco, ele passou um desanimo que quase me desesperou.

    ResponderExcluir
  21. Estou satisfeito. O Joinville renovou com a maioria dos atletas. Dos titulares perdeu Capixaba e Renato Santos, perfeitamente substituíveis. Perdeu alguns reservas que nunca entravam. E perdeu o Jaílton, que só estava emprestado ao Joinville. O restante renovou. Em relação ao treinador, Milioli é só uma solução até fevereiro. Depois de fevereiro outro treinador assume para fazer a máquina tricolor ganhar o Estadual e ascender à série A. Tá tudo dominado.

    ResponderExcluir
  22. SEI NÃO, MILIOLI HUM.... DESSE JEITO VAMOS NOVAMENTE NOS CONTENTAR COM O ESTADUAL.

    ResponderExcluir
  23. Há alguns posts atrás eu disse que o maior reforço para a série B seria renovar com a maioria dos jogadores. E isto ocorreu,porém perder Rei Arthur foi uma ducha de água fria, nosso time sem ele não ganhava nada, ele veio e com os mesmos jogadores deu um padrão de jogo que há tempos não via no JEC. Sei não, tomara que o time continue com esse padrão com o técnico que chegará. Tomara que o Milioli tenha aprendido com Arthurzinho.

    Agora me dê licença que meu time é campeão da série C!

    ResponderExcluir
  24. O pessoal tá muito desconfiado, pessimista. Agora que o Milioli é o técnico, não nos resta outra solução senão apoiar. Vale lembrar que a maior parte do ELENCO foi mantida, e isso é meio caminho andado. Quando o Arturzinho veio para o Joinville, muitos, incluindo eu, criticaram, disseram que a diretoria era burra, isso e aquilo. Não sei quanto a vocês, mas eu não quero queimar a língua de novo, então vou ficar quietinho e esperar a coisa acontecer. Deixem o trabalho de criticar para os corneteiros profissionais, eles são especialistas nisso.

    Em relação à apresentação do Joinville no Prêmio Craque do Brasiileirão, acho que avacalharam um pouco: apresentaram um escudo errado e travaram o hino na hora que o little Richard, Litlle Artur e Fontan estavam subindo ao palco. Paciência, né, pelo menos o JEC apareceu lá na festa.

    ResponderExcluir
  25. Vou comentar mais um "poucozinho" hehe

    Acho que a estratégia da diretoria é boa... Economiza nos gastos pelos próximos noventa dias, e depois começa a gastar (investir) no que for necessário. Não acho que o JEC deva fazer loucuras por enquanto.

    ResponderExcluir
  26. Vamos apoiar Gonzaga Milioli, se não foi possível renovar com o Rei Arthur, paciência.
    Joinville campeão brasileiro.
    ST,

    ResponderExcluir
  27. Concordo com o Bocão, vamos com passos de tartaruga agora. Isso até me fez lembrar daquela fábula em que o Coelho desafiava a Tartaruga para uma corrida. A prepotência do nosso mascote subestimou a experiência da tartaruga. É hora de aprendermos a lição. Ora, também lamento muito a saída do Arturzinho, mas entendo que nosso orçamento é limitado. Além disso, nem sabemos ao certo quanto vamos ter em caixa no próximo ano. Nossos patrocínios ainda nao foram fechados. O Fronzi falou no twitter que a Eletrosul deve fechar conosco por R$ 125 mil mensais. Isso pq o Cri-cri também pediu uma teta para o Mescoloto. Enquanto isso, Avaí e Figayra, vão ganhando por mês R$ 250 mil cada. Bem, voltando ao assunto inicial, essa conteção de gastos de 90 dias é interessante. Embora queiramos o caneco estadual para sairmos da fila, o importante mesmo é priorizar a série B. Então, economizamos em três meses alguns milhares para poder bancar um novo treinador na metade do estadual focando a segunda divisão. Quem sabe até trazendo o Rei de volta.
    Abraços, saudações tricolores e, É CAMPEÃO PORRA!

    ResponderExcluir
  28. Sandrão - JOINVILLE6 de dezembro de 2011 10:41

    Ontem a noite estava muito legal lá no Meurer. Eu, meus irmãos Ivan e Fernandinho e mais uma galera.
    Final de noite pintou o Bocão por lá ainda...hehe.. mas a carne já tinha acabado.

    Mas gelada... não demos conta de tomar as 20 caixas... acho que somos muito fracos... hehehe

    Sobre as dispensas, eu concordo com tudo o que aconteceu. Inclusive em relação ao Arthurzinho. Se não temos como pagar o que ele pede, não dá pra manter ele no plantel. Uma pena!!!

    Posso estar enganado, mas estou com o sentimento de que ele voltará para a série B. Acho que a Diretoria vai trabalhar quietinha pra buscar uma alternativa que dê para trazê-lo para a disputa nacional em 2012!

    Vamos confiar e deixar "os homi" trabalharem! Aguardar, confiar e torcer! É o que nos resta.

    E pra comemorar... que tal ouvir um RAP ??? O rap do JEC:

    http://www.youtube.com/watch?v=Lg3GVH_rDVY

    Abraços!!!

    ResponderExcluir
  29. Parece que o grande mal do Joinville Esporte Clube ainda não foi tratado: pensar pequeno.

    Não li nada sobre o destino do "Rei Artur", mas algo me diz que o destino dele está a alguns quilômetros ao sul, na parte continental de SC. Lá pensam grande e correm atrás do que é preciso.

    Será que a contratação do Arturzinho não foi só um golpe de sorte? Será que começaremos o estadual vendo tudo acontecer novamente como antes?

    E além do mais, o clube pode estar arriscando o bom trabalho do Miliolli nas categorias de base. Algumas biabas no estadual e poderá ser queimado.

    Pena. A torcida merece mais.

    ResponderExcluir
  30. Essa falta de perspectiva já me faz arrefecer o ânimo pela conquista. Estou muito pessimista em relação ao futuro.

    Espero estar errado, mas só o que me vem à cabeça é um estadual cheio de problemas, com trocas de técnicos e com todo mundo dizendo que o negócio é a série B, esse sim o objetivo do ano. Não concordo. É dar sopa para o azar. Se esse ano o JEC conseguiu atrair o suficiente para subir para a B, nesta o buraco é bem mais em baixo (e os salário bem em cima).

    Imagina um jogador ou técnico que possa fazer a diferença na série B, ao ser contatado. Vai olhar para o desempenho do time no catarinense e pensar o quê? "Hummm... empatou com o Camboriú na estréia, perdeu pro Ibirama, foi goleado pelo Criciúma..."

    Convenhamos que não é muito atrativo...

    O Marcio merece um lugar de destaque na história do JEC. Mas eu passei a ficar com um pouco de medo das decisões que ele toma com muita convicção. Prefiro quando ele não tem certeza se vai dar certo.

    Já escrevi antes e repito: queira Deus que eu esteja errado.

    ResponderExcluir