NASCEU CAMPEÃO

Tu és a glória dos teus fundadores

27 de fev de 2012

VITÓRIA PROTOCOLAR E ÓBVIA. MAS QUE DIFICULDADE!

O JEC poderia ter optado por um procedimento cirúrgico, pegar a faca e rapidamente degolar o marreco. Mas, não! Nosso time escolheu o método tradicional: torcer o pescoço para matar o bichinho. O problema, todos sabemos, é que por vezes, depois de milhares de contorções no pescoço do bicho, que fariam a menininha do Exorcista parecer uma reles iniciante nas coisas do capeta, é soltar o bicho no chão e, ele sai correndo, ainda vivo.
E assim fomos, torcendo aqui, ali, e soltando o bicho no chão, e ele ainda vivo. Nem dá pra dizer que conseguimos realmente matar a marrecada, embora os tenhamos vencido.
Um jogo ruim, numa rodada que nos foi boa. A vitória do Marcílio roubando importantes pontos do Atl-IB (que terá agora 3 jogos fora nas próximas 4 rodadas), o empate entre Chapecoense e Criciúma, a vitória do Metrô, nos deixam na sexta colocação, a três pontos do quarto colocado, situação que já esteve muito pior há três ou quatro rodadas. Temos agora mais dois jogos contra pequenos, e precisamos ir a 18 pontos, para então encararmos o Figueirense com alguma tranquilidade. 
A partida foi um bumba-meu-boi desgraçado. Saímos na frente num gol de oportunismo do Lima, de biquinho, rente à trave do bom goleiro João Ricardo, em jogada de bola parada. O Brusque perdeu de empatar cara a cara com Ivan, e o marreco chutou por cima, com nosso arqueiro já batido. Passamos sufoco no final da primeira etapa, para, aos 4' do segundo tempo, em pênalti, ampliarmos. Lima - já com 98 gols com a camisa do JEC - teve ainda duas boas chances, uma de cabeça, outra de bicicleta. Mas é de ver que aquele time insinuante, de toques rápidos que jogou contra o Avaí, parece não ter viajado a Brusque. Não fizemos gol em jogadas trabalhadas, com a bola rolando.
Aí, com o jogo praticamente ganho, resolvemos complicar a parada. O Brusque poderia ter descontado em pênalti, muito bem defendido por Ivan, que já ia caindo, ainda assim conseguiu deixar o braço e espalmar a bola a escanteio. Não fosse isso, poderíamos ter cedido o empate, pois aos 45' o Brusque fez o seu gol. 
Lima quase 100. 8 gols em 8 jogos.
Resumindo: tá ruim, mas tá bom. Tem de ser assim mesmo. Mesmo jogando mal, somos obrigados a vencer esse tipo de jogo, pois nosso elenco, nosso time, é muito melhor que Brusque e que tais, e o time que ser quer grande, tem de vencer tais partidas, ainda que jogue mal. Fizemos nosso dever, então, e é o que fica deste final de semana.


Falávamos, a respeito da ótima atuação de João Henrique e Tiago Real na penúltima partida, que aquilo não poderia ser uma exceção, uma jornada brilhante no meio de outras apagadas. Não dava para incensá-los demasiado por causa daquela partida, nem para queimá-los por causa desta, em que realmente pouco fizeram de relevante. Vamos ver o que acontece no meio de semana, em Camboriu (que tomou 5 do Figueira). Temos de recuperar aqueles três pontos que eles nos roubaram na Arena, na primeira rodada.
Estamos com poucos meias, e esse é um problema. Ramon não foi relacionado, aparentemente poupado - deve estar à disposição na quinta-feira. Ricardinho ainda leva uns 20 dias para voltar - e estará fora de ritmo. Essa situação nos deixa com poucas opções de meia-cancha, e teremos que enfrentar pelo menos mais 5 ou 6 rodadas desse jeito. Vai ter que ser na raça, na superação, até encorparmos nosso meio campo com mais nomes.
Tudo somado, foi uma boa rodada. Na verdade, são quatro bons resultados em seqüência, e o que era uma quase impossibilidade, hoje já se afigura como uma boa chance. Teremos 5 jogos em casa, e o Camboriú fora. Já seriam 18 pontos suficientes para chegarmos aos 30, sem considerar Avaí, Figueirense e Chapecoense fora. Vai que dá! AVANTE, JEC!
FICHA TÉCNICA: Brusque 1x2 JEC, Augusto Bauer, 26.02.2012
JEC: Ivan, Eduardo, Pedro Paulo, Linno e Badé; Glaydson, Fabiano Silva, João Henrique e Tiago Real (Carlos Alberto); Rangel (Alex) e Lima. T. Argel.
Brusque: João Ricardo, Cleyton, Pereira e Heverton; Marcelo Guerreiro, Guto, Luiz Henrique, Roger Bastos e Rafinha; Felipe Oliveira (Fagner) e Jonatan. T. Joceli dos Santos.
Gols: Lima, aos 16' do 1ºT e aos 4 do 2ºT.

16 comentários:

  1. Alguem precisa avisar o Linno que ele não sabe jogar futebol!!!
    Vai jogar Basquete, volei, peteca mas futebol não é a dele, e não é por causa do gol contra apenas, ele vem furando o campeonato todo e está enterrando o time.

    Apesar do time não ter jogado bem, Limatador e Ivan salvaram a noite.

    ha (alguem avisa o Ivan, que ele não precisa fazer cera aos 2 minutos de jogo 0 x 0 contra o Brusque, pelo amor de Deus né,. mas está com moral.

    ResponderExcluir
  2. Boa tarde.

    Retorno aos comentários, pois achei algumas coisas relevantes nesse jogo. Primeiro o jogo em si, foi de mediano a ruim, muito bumba meu boi pra ambos os lados, vencemos porque aproveitamos melhor as oportunidades. Mas a melhora é visível ainda com muitas estréias a ocorrerem, o time vai ficar bom. Assim como o Serginho_JEC falou alguém precisa falar pro Ivan parar de fazer cera e reclamar, goleiro ficar suspenso é pra acabar. Mas é um goleirão!

    Ponto importantíssimo: O UNIFORME! Ocorreu algo péssimo no péssimo posicionamento da Red Horse. No primeiro tempo todos os jogadores entraram com a Red Horse envolta de um box branco e apenas o Lima com o box preto (já convencional durante o estadual). No segundo tempo o contrário, todos com box preto e o Lima com box branco. Até acho que a troca tenha sido uma desatenção do Limatador, mas porque dois modelos diferentes? O box preto já é ruim, o branco piorou.

    Com a entrada do BMG e possível estampa da Eletrobrás essa camisa precisa ser muito bem reorganizada. Fiquei com medo quando vi os coletes, onde o BMG está envolto por um box branco enorme. As sugestões na internet são inúmeras, será que não é possível adotar alguma dessas? Com um número alto de patrocínios o uniforme precisa ser bem organizado para não perder a identidade do clube e não prejudicar um ou outro anunciante. Vamos adotar os contornos ou a negativa (o logo apenas em branco como Krona e Andra). Sem box na Red Horse, na Taipa e no BMG. Estamos na série B.

    Rumo ao returno! Abraços.

    ResponderExcluir
  3. Jogar naquele pasto com traves não é fácil também. O campo já é um adversário. O que salva são os 3 pontos. Vitória em Camboriú também é obrigação. É hora de ganhar desses times ruins do Vale, porque o prazo de mediocridade deles parece estar acabando (Brusque dificultou ontem e o Marcílio venceu contra o bom Atlético) e não se pode nem cogitar recuperá-los no campeonato.

    ResponderExcluir
  4. Estamos com poucos meias. E aquele Weligton Bruno do Ipatinga (baita jogador, ui) não viria junto com o acordo da BMG?

    ResponderExcluir
  5. Sandrão - JOINVILLE27 de fevereiro de 2012 16:08

    O Nereu declarou semana passada que o Wellington Bruno é um "sonho distante". Que os contatos com o jogador não evoluíram e que o fato do BMG patrocinar também o Ipatinga ainda dificulta mais as coisas, afinal, o Ipatinga também jogará a série B.

    Mas nesse mesmo dia, o Nereu também informou que até amanhã (terça dia 28), deveria ocorrer a apresentação de um novo meia para o JEC. Vamos aguardar e ver quem estará chegando!

    Quanto ao goleiro Ivan... já deixei "a dica" pra ele no facebook... hehe



    E a eletrobrás hein??? Será que vai rolar o patrocínio mesmo?? Há quem diga que não!! Se não rolar, vai ficar muito feio para o nosso prefeito Carlito, que já havia "garantido" a parceria!! #MEDO.

    ResponderExcluir
  6. Olá,

    recebi esse link de um amigo meu.
    Muito interessante. podemos tirar algumas conclusoes do link:
    http://globoesporte.globo.com/platb/teoria-dos-jogos/2012/02/27/a-pesquisa-da-vez-joinvillesc-exclusivo/

    Segue as minhas conclusões.
    • JEC subiu muito nesse quesito de torcida. Se fizesse essa pesquisa alguns anos atrás, daria só flamengo, curintians e vascu, etc.
    • O publico feminino ou não torce para ninguém ou torce mais para o flamengo. E o 34% de “nenhum” foi puxado justamente pela mulheres.
    • Entre os mais velhos, o JEC é fortíssimo. Entre os mais novos, o flamengo manda. Dá para se notar que o JEC começa a ganhar espaço depois dos 45 anos, que foi justamente a época que quem era mais velho e ia nos estádios na década de 80, via o JEC ganhando tudo. Os mais novos, principalmente a faixa de 20 anos torce para o flamengo, já que não viu o JEC ganhar quase nada.

    e assim vai...podemos tirar algumas conclusões boas dessa pesquisa....

    ResponderExcluir
  7. Sandro, segundo o Fronzi, ontem haveria uma reunião para tratar da FORMA pela qual o patrocínio será feito, o que indica que o patrocínio sai, só não se sabe exatamente como. Tá no "face" hein? Que chique.

    Guesser, como disse o Sandro, o WB tá difícil (Ipatinga tbém joga Série B), e o nome do WB ainda consta lá no site dos mineiros. Vamos ver quem chega hoje.

    Alisson, eu vi só no primeiro tempo que o Lima usava uma camisa diferente dos demais jogadores, achei até engraçado. Mas como disseste, no segundo tempo de novo só ele tava diferente. Houve uma troca de camisas, mero descuido (do roupeiro ou do Lima, ao pegar a camisa de jogo), mas que certamente poderia ser evitado.
    Me parece que no site ND, do Elton, saiu uma foto com uma boa diagramação da camisa. É hora de não improvisar, ver alguém que entende dessa porra pra nossa camisa ficar bonita e valorizar a exposição de nossos patrocinadores.

    Emerson, eu até acredito que os times do VALE(TA)ainda vão piorar. O Brusque, em casa, só perdeu folgado pro Atlético-IB, o resto foi sufoco pra todo mundo. O Atlético é um dos que vai piorar. Seus veteranos vão começar a sentir, agora jogarão fora contra Avaí, Criciúma, aí um em casa, aí o JEC na ARena. Nas próximas 4 rodadas fazem 3 ou 4 pontos, se tanto.

    SErginho, o Linno até que foi mais ou menos. Até comentei, vendo o jogo, que o ARgel deve ter mandado ele parar de palhaçada, e dar bago pra frente, não correr riscos. Ele vinha obedecendo, até tentar dominar uma bola e meter contra. Mas, certamente, precisamos contratar para a Série B, pelo menos 2 zagueiros rápidos e jovens, além dos meias.

    Ab, ST

    ResponderExcluir
  8. Juka, abra o Notícias do Dia de hoje, e lá tem um gráfico bem explicativo sobre a torcida. Pretendo escrever em breve.

    ResponderExcluir
  9. OLha, saiu a seleção do primeiro turno do Catarinão, e por incrível que pareça o Linno esta nela. LInno e Glaydson são os atletas do JEC que apareceram na seleção do Catarinão no primeiro turno. Tem alguma coisa errada ou eu estou vendo outros jogos? O Glaydson foi bem sim, mas o Linno? Hmm

    ResponderExcluir
  10. O Linno tem um ótimo empresário.

    Bom pessoal, querendo desbancar a preferência ao nosso amigo jequeano hehehehe sacanagem... fiz um blog do qual sou autor.

    O blog é voltado estritamente para questões gerenciais que dizem respeito ao Jec.
    O blog não tratará de nenhuma outra questao como jogos ou contratações, por exemplo, afinal já temos este espaço que nos serve muitíssimo bem.

    Escrevi o primeiro texto hoje e conto com seus comentários.
    Pretendo escrever semanalmente.

    Jequeano, coloca meu link aí!

    O endereço é:
    http://www.gestaojequeana.blogspot.com/

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  11. É uma pena que se comemore o fato de o JEC um pouco mais de torcida do que o Flamerda. Falta marketing, falta campanha, falta mostrar pro povo que é pobreza de espírito torcer para times de fora. Joinville deveria ter uns 70%, no mínimo, de torcida local. Fica fácil entender porque não cresce o número de sócios. É desanimador, sério. E tem babaca que se gaba porque o "seu Flamengo" domina Joinville. #desabafo

    ResponderExcluir
  12. Elmo Osni de Oliveira28 de fevereiro de 2012 16:36

    Pessoal,

    Se em três anos, ganharmos titulos, subir pra série A, disputar, Copa do Brasil Sulamericana e quem sabe sonhar um pouco mais com uma libertadores eu quero ver como vai ser essa pesquisa, isso é reflexo do time dentro de campo, atualmente subimos para série B, estamos reconquistando espaço, estamos nos estruturando enfim, não se preocupe com essa pesquisa mequetrefe, vamos apoiar e erguer o nosso tricolor que naturalmente nossa torcida aumenta, não culpo essas pessoas totalmente, os caras querem assistir brasileiro, libertadores, copa do brasil e torcer pra pra alguém o que até então o Jec não aparecia, mas acredito que a maioria considerou o Jec como o ''segundo time'' e se minha profesia se concretizar os outros serao o ''segundo time'' essa é a realidade SC, Avaí e Figueira quem o diga, estão passando por esse processo, mas isso é questão de cultura e conquistas, a partir do momento que nos recolocarmos no cenario Nacional em definitivo esses numeros mudam, concluindo, tenho 37 anos, sou JEC de coração, frequentava Ernestão, vi grandes titulos do TRICOLOR da MANCHESTER, mas adotei o meu ''segundo time'' do eixo Rio-SP, porém nunca deixer ter ser JEC, PRIMEIRO, MAIOR, MELHOR, problema que as pessoas precisam disso, pra se colocar na sociedade....

    Elmothradamus, a professia está próxima

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tbe penso como vc.
      Com o tempo, com um bom time, tendo jogos e o torcedor podendo ir ao estadio, tenho certeza que esse numero irá aumentar.
      Agora sem time, sem jogos, sem campeonato, como pode um pobre torcedor que gosta de futebol, sentar em uma mesa de bar e conversar sobre um time sem série?
      Ele vai querer conversar sobre futebol e com isso, orá falar de outros times, sej aflamengo, vasco, corintians, gremio, inter, etc....

      Excluir
  13. Elmo, acho que é a primeira vez que comentas aqui, seja bem-vindo. Acabei um post sobre a pesquisa divulgada ontem, já tá saindo.
    Emerson, eu não comemoro, como verás no post. Eu digo que pelo menos somos a maior na cidade, porque quase temos que passar vergonha, perdendo de forasteiros.

    Bocão, invejoso. Já, já, coloco o link.
    Ab, ST.

    ResponderExcluir
  14. Complementando o que o Douglas comentou, se o Joinville colocou o Lino, a Chapecoense colocou o Nenem na seleção, se os comentaristas que fazem a seleção do campeonato não estão loucos, temo pelos times de SC no brasileiro, o campeonato ta sendo disputado num nível técnico fraquíssimo, e metade do tempo de preparação pro brasileiro ja se foi.
    Empresario forte quem tem é o Medina que acertou com um concorrente de vcs o Guarani de campinas.
    Ab Fabricio

    ResponderExcluir
  15. Elmo Osni de Oliveira28 de fevereiro de 2012 16:59

    Sim, sim, primeira vez, obrigado!!! Mas sempre leio seus post's e os comentários também...

    Abraço

    ResponderExcluir