NASCEU CAMPEÃO

Tu és a glória dos teus fundadores

12 de jul de 2012

MÁRCIO - AVALIAÇÃO; NEREU - ACLAMAÇÃO. E AGORA?

Os acontecimentos dos últimos dias deflagraram definitivamente a sucessão no comando do Tricolor. Primeiro, aclamado em assembléia, Nereu Martinelli foi escolhido o novo Presidente do Joinville Esporte Clube - mas a aclamação por si só, não diz muita coisa; até Barrabás foi solto por clamor popular. 
Onde os "alemão" como 
os Hoppe jogaram bola,
 hoje é estacionamento.
Depois, Márcio Vogelsanger inaugurou a ampliação do CT lá no Morro do Meio, findando simbolicamente o seu mandato.
Hoje ou amanhã Nereu assumirá formalmente a presidência, em um jantar no antigo Glória Futebol Clube - clube de legendas como os irmãos Hoppe - mas hoje, infelizmente, transformado em nada mais do que um restaurante bandejão-chic. Joguei muita pelada no Glória Futebol Clube, e onde era o "areião", hoje é estacionamento para a turma que vai fazer um rango no bandejão do Batista. São os sinais dos tempos. Até o letreiro na fachada da frente do clube em que estava grafado "Glória Futebol Clube" hoje estampa Sociedade Glória. É uma pena que eu não tenha tirado foto do antigo letreiro. Mas, divago...

Não há como não reconhecer o êxito estrondoso de Márcio Vogelsanger à frente do JEC. Muitas vezes meti a lenha em decisões por ele tomadas (manutenção do Leandro Machado após a derrota contra o América-AM,  briga com o Sérgio Ramirez,  entre outras), mas é inegável que nestes últimos quatro anos, a situação do Joinville é outra, MUITO MELHOR do que a existente antes do Alemão. 
De 3.600 sócios para 8.500 mil sócios; de um CT com um campo em petição de miséria, para dois campos e mais de mil e duzentos metros quadrados de nova área construída, com ampla infraestrutura para o elenco profissional e para a base; duas "Toca do Coelho", e principalmente, de um time inexistente em um clube falimentar para um time de Série B - e hoje na 5ª colocação - o que, simplificando bastante, nos colocaria como o 25º melhor time do Brasil. 
Pouco antes de MV assumir, lá por meados de 2008, perdemos o patrocínio da Consul, depois o da Universal Leaf, Tebaldi era presidente do Conselho Deliberativo e saiu corrido, chegamos a ter apenas 8 jogadores com vínculo junto ao clube (em 03.06.2008 - confira aqui), tínhamos sido rebaixados no Catarinão 2007, fizemos a malfadada parceria com Luxerley Wanderburgo, tentamos comprar uma vaga na Série C, e chegamos ao cúmulo de ceder nossos jogadores ao Juventus de Jaraguá, pois sequer tínhamos o que disputar. É mole?
O clube esteve muito próximo de fechar as portas. Estávamos falidos, sem série, sem jogadores, sem time, com Adelir, Tebaldo, Irineu, entre outros, batendo cabeça. 
Fundo do poço era pouco pra nós!
O cabra tinha de ser macho pra assumir um foguete desses, lá em outubro de 2008, e, menos de 4 anos depois, entregar a caneta com o time e o clube ressuscitados. Só nos resta agradecer ao Presidente, acho que apenas o segundo em toda a nossa história que realmente tenha feito jus ao cargo. Então, obrigado, Márcio!
E deixo como recado dado por ele - imagino que sirva a quem o sucede - uma frase sua em entrevista no AN de hoje: "Quando você administra algo em que o dinheiro não é seu, tem que cuidar melhor do que se fosse". 


Começaremos a era Nereu Martinelli. Experiência, ele tem. 
Há muitos anos lidando com o futebol, os últimos quatro ao lado do Márcio. Seu irmão João como ex-presidente do Conselho - um homem esclarecidíssimo - e que se aventa, trabalhará com o marketing do JEC (se isso acontecer, veremos grandes melhorias).
Não há dúvida de que o perfil é outro. Nereu é mais maleável do que MV - para o bem ou para o mal - tem fama de "passar a mão" na cabeça dos jogadores; em compensação, estes o adoram. Não tem a mesma fama de pão-duro que acompanhou o quase-ex-presidente.
Antes mesmo de sua posse, daqui a alguns minutos, apresentará já o seu primeiro contratado (já chegou, Willian, ex-Palmeiras). 
Penso eu que seu primeiro desafio, antes de lançar vôos mais altos, será o de manter o Joinville na Série B, avançar na consolidação do CT e das divisões de base (o time júnior, da categoria imediatamente inferior a dos profissionais lidera o catarinense da divisão), incrementar o número de sócios, enfim, continuar estruturando o CLUBE.
Agora é contigo. Não nos desaponte.
Numa segunda direção, entranhar o JEC na sociedade empresarial joinvilense. Empresário de sucesso (como o MV), terá de, por diplomacia ou força, fazer com que o PIB joinvilense olhe pelo Clube. Precisamos do apoio financeiro dessa turma.
E o terceiro objetivo, aí sim, mais audacioso, estabelecer (em definitivo) o JEC como clube, novamente, de primeira divisão do futebol brasileiro. 
Vamos por partes, mas chegaremos lá. 
Repito, como pedido, o conselho do Márcio: o dinheiro não é seu, cuide bem dele; e transmito o meu: o clube não é seu, é nosso, da torcida. Cuide bem deleBoa gestão, Nereu. AVANTE, JEC!

12 comentários:

  1. Sandrão - JOINVILLE12 de julho de 2012 17:41

    Uma pena que o lendário Sr.Arthur Hoppe tenha falecido no último sábado.

    Fui ao velório dele, pois sempre fui amigo de seus filhos Adriano e Luciano.

    Morreu aos 80 anos, depois de uma longa luta contra o diabetes.

    Grande sujeito! O Glória perdeu um dos seus filhos ilustres!

    ResponderExcluir
  2. Belo post sem por nem tirar.
    Força jec, nereu e seus comandados.

    ResponderExcluir
  3. Penso eu que o maior mérito do MV foi formar uma equipe capaz e comprometida com o JEC. Sózinho seria muito dificil alcançar os resultados obtidos. Campinhos virarem estacionamentos, conjuntos habitacionais ou escolas não é de agora. Ao longo dos anos perdemos o campo do Santos e do Estrela na avenida cubas, perdemos o São Luiz, perdemos o campinho da Igreja do Sagrado. Isso para me ater apenas ao Bucarein, onde passei minha infância e juventude. O bonde não para (esta frase é plagio, do Fronzi. Um abraço e da-lhe JEC. Voltar ao tempo de sem série nunca mais.

    ResponderExcluir
  4. Parabéns, Márcio. E obrigado por recuperar a nossa autoestima!

    Boa sorte, Nereu. Você é competente e temos certeza que fará um grande trabalho.

    ResponderExcluir
  5. "O Joinville tem no momento oito jogadores treinando: o goleiro Bruno, o zagueiro William, os volantes Anderson e Serginho, os meias Marcelo Moscatelli, Léo e Vinícius e o atacante Fabiano."
    Olhando a lista de jogadores que possuíamos e a situação do clube na época, podemos nos considerar a reviravolta quase um milagre. Antes de reclamar de empates com o Ceará, certos torcedores precisam olhar para um pouquinho só no passado e pensar melhor.

    Desde Chapadão do Sul-MS, sigo apoiando, não vaiando!

    ResponderExcluir
  6. Fala pessoal, estava meio sumido devido ao grande volume de trabalho...ta foda...
    Comentando sobre a troca na presidência, sou suspeito para falar de NM, gosto muito do seu modelo de gestão, não somente no futebol, mas também como empresário bem sucedido com sua empresa e seu modelo de gestão.
    Acho que o Joinville esta em boas maõs. E ao "Alemão" um forte abraço, por toda a alegria que trouxe a nossa tão sofrida torcida, de uma segunda divisão catarinense para uma série B. Hoje somos "só alegria".
    Esse Willian que chegou é um excelente jogador, cairá como umna luva no nosso meio de campo. Só resta saber quem sairá para sua entrada: Capitão Ricardinho ou Tiago Real?
    Abraço a todos!

    ResponderExcluir
  7. Jequiano, belo post!

    Grande viajem no tempo, das glorias à quase extinção e hoje voltamos mais forte.
    Ao meu ver o grande feito do Marcio foi o resgate da torcida, essa recuperação não seria possível sem ela, sem torcida só seria possível se muito dinheiro fosse investido, e nesse caso teriamos um time recuperado porém com somente interresse econômico como é o caso do São Caetano, Barueri, Boa...
    Prefiro o JEC assim, catando as migalhas dos "320 patrocinadores" porém, com o coração da torcida fervendo de otimismo e paixão.
    Cornetar, isso é da torcida, como disse o Diego a torcida não aceita empatar com o Ceará, bom era o tempo em que o Brusque ganhava títulos aqui na arena... mas é óbvio que o orgulho de ser tricolor esta de volta.
    Quanto ao Nereu desejo sorte e acredito muito que ele quer o melhor para o JEC.

    ResponderExcluir
  8. Sílvio, ali no Glória, de onde eu sou, sumiu o campo do Glória, o campo do Esmeralda, o "terrão" ou "areião" da Expoville, não se pode mais jogar futsal na igreja da rua Jaú, a quadra do Centro XV está impraticável. O futebol, pra essa gurizada de hoje, é só no playstation ou em escolinhas. Que merda. Ninguém mais brinca na rua, ninguém mais tem amigos no beco.

    Diego, espero que estejas vendo nossos jogos, aí do MS, pela TV. E veja só que progresso, nos últimos anos, nem por milagre conseguirias ver o JEC na TV a cabo, porque não tínhamos campeonatos televisionados.

    Cristiano, não consigo me lembrar desse Willian. Já rodou bastante, ele disse que seus pontos fortes são velocidade e chute de fora da área. Se realmente for fato, pode ser uma ótima (e nova) opção - o chute de fora.

    Jean, sobre a torcida, eu fico no dilema "tostines": a torcida cresceu porque o JEC melhorou, ou o JEC melhorou porque a torcida cresceu? Então eu não credito tanto assim ao MV o crescimento de nossa torcida, até porque as ações para que isso acontecessem sempre foram meio tímidas.

    Ab, ST

    ResponderExcluir
  9. Ótimo post. Muito bom mesmo.
    Ótima gestão do Alemão. Fiz algumas cornetas no ouvido dele durante a gestão, mas no final, ele me mostrou que eu estava errado.
    Agora as duas proximas frases vão para o Marcio e Nereu (vai que numa dessa eles visitem esse blog)...eheh...
    - Parabens Marcio. Você não será esquecido por nós, torcedores do JEC. E obrigado pelo o que fez ao nosso JEC e a minha auto estima como torcedor. Hoje tenho orgulho em dizer por onde passo nesse Brasil que sou torcedor do JEC. E melhor. Ninguem mais tira sarro....ehehe...
    - Nereu. Estamos de olho. Te respeito muito pelo o que vc entende de futebol e pelo o que você montou na sua carreira esportiva. E força nessa empreitada. A torcida estará sempre ao seu lado se você fizer coisas boas ao nosso glorioso tricolor.

    ResponderExcluir
  10. Jequiano, devo ter me expressado mal.
    A torcida a meu ver sempre existiu o proplema era que ninguém mais tinha coragem de assumir o JEC como time, e o sentimento voltou graças a gestão MV.
    A três anos eu dizia que era JEC e esperava a piada, isso tá mudando...

    ResponderExcluir
  11. Edson Párana; fpolis (vão pro inferno manezada do caralho)15 de julho de 2012 04:42

    Parabéns pela gestão MV e boa sorte NM. Sem mais ST.

    ResponderExcluir
  12. 1/2 do juiz + 1/2 do LC = São Caetano 1 x 0 Jec.

    ResponderExcluir