NASCEU CAMPEÃO

Tu és a glória dos teus fundadores

26 de ago de 2012

JEC1X0 GOIÁS: GRANDE VITÓRIA PELO PLACAR MÍNIMO.

O JOGO DO SÁBADO:
Nos primeiros quinze ou vinte minutos não nos encontramos em campo, todas as segundas bolas eram do Goiás, errávamos passes bisonhamente. O time parece que sentia a pressão de jogar com um clube que, tradicionalmente, está sempre disputando a Série A. 
Mas, a partir do momento em que, aos 17', Eduardo fez linda jogada pelo lado do campo, para Lima chutar de direita e Harlei operar um milagre digno de Ivan, e no rebote, o mesmo Lima, agora de esquerda, jogar a bola no travessão, nosso time se tranquilizou e passou a dominar a partida.
Aos 26', um golaço, visto agora em reprise, ainda mais bonito. Ricardinho ganhou a jogada pela direita e rolou para o Willian, que vinha chegando na grande área. Ele dominou, deu um corte para a esquerda que enganou, tranquilamente, quatro jogadores esmeraldinos (ui!), e bateu cruzado, agora sem chance pro bom goleiro, que é baixinho, velho, mas ainda pega muito. Nas minhas contas, Harlei fez pelo menos três defesas difíceis, além da impossível acima apontada. 
Ivan teve de fazer uma defesa média e uma difícil (pero no mucho, mas importantíssima porque no último minuto de jogo). Tivemos mais chances, corremos alguns riscos apenas porque o árbitro apitava muitas faltinhas na meia cancha, permitindo várias bolas alçadas em nossa área; contudo, nossa defesa se portou muito bem nesse quesito no jogo de ontem. E também estivemos muito bem nas bolas pelo chão, com Maurício Jussani muito bem, este com uma velocidade de recuperação impressionante a cada jogada.
No resumo da ópera, nosso time foi melhor, o Goiás teve pouca produção ofensiva, pouco nos assustou. Não é demais lembrar que o Goiás é um dos únicos dois times (ao lado do São Paulo) que venceu o Atlético-MG (o melhor time do Brasileirão) neste 2012. Vencemos um adversário muito qualificado. Grande vitória que nos faz virar o turno na terceira colocação. 
Um adjutório para o Goiás.

No fim de jogo, além das desculpas habituais dos perdedores, uma pouco ortodoxa: caganeira. Não duvido da justificativa, mas sim da origem da "ligeirinha": aposto que não foi a comida do hotel, mas o medo de enfrentar o tricolor, medo que Amaral disse não ter, mas que o time demonstrou. 


O FUTURO:
Fechamos o primeiro turno com 36 pontos, acima do que esperávamos todos. Dobrar a pontuação nos levaria a 72 pontos, que significariam acesso certo, e em 2006, 2007 e 2010, por exemplo, suficiente para ser campeão (o Galo venceu com 71, e o Coxa, um ano com 69 e outro também com 71). 
Não espero tanto, não espero o título até pela grande diferença que o Vitória e Criciúma já abriram no certame, mas a esperança de subir existe, sim, e forte. Terça-feira já tem mais. 
Infelizmente Eduardo estará suspenso, e Leandro Carvalho torceu o tornozelo (é o terceiro jogador com problemas de entorse de tornozelo, uma infeliz coincidência). Tarcísio continua no DMCarlos Alberto jogará, não sei se de lateral ou de volante, mas estará bem em qualquer uma das duas. Enfim, teremos duas improvisações, que esperamos LC saiba equacionar. Um empatezinho contra o Atlético será um ótimo resultado. 
Pensando na viagem?
Há ainda a inesperada venda de Tiago Real do Coritiba ao Palmeiras - ao menos anunciada nas redes sociais neste domingo. Parece que Real ainda joga na terça-feira, mas será uma perda sentida para o segundo turno - eis que virou um jogador muito efetivo neste brasileirão. Acredito que Willian poderá substitui-lo a contento, e talvez superá-lo, pois é um jogador que faz mais gols que nosso quase-ex motorzinho. Mas uma contratação se fará necessária para encorpar o elenco. Ramon, que era carta meio fora do baralho deve ser posto de sobreaviso, ao menos para compor o banco de suplentes.
Comemoração pelo que já fizemos, preocupação com o porvir. Mas, confiantes, sempre. AVANTE, JEC!


Ficha técnica: JEC 1 x 0 Goiás, Arena, 25.08.2012 – público 14241
JEC: Ivan; Eduardo, Mauricio, Jussani e Willian (Gilton); Leandro Carvalho (Carlos Alberto), Glaydson, Ricardinho e Tiago Real (Linno); Marcinho e Lima. T. Leandro Campos.
Goiás: Harlei; Vítor, Ernando, Lacerda e Egídio; Amaral, Thiago Mendes, Ramon (Renan Oliveira), Caio (Felipe Amorim) e Ricardo Goulart; Iarley (Walter). T: Enderson Moreira
Gol: Willian, aos 28’ do 1º T.

24 comentários:

  1. Alexandre B Sgrott26 de agosto de 2012 18:46

    Sou naturalmente otimista uma vez que a fase é boa. Esse ano tínhamos o Jumento do Argel e o Figayra veio e resolveu nosso problema. O Tiago Real (já escrevi aqui antes) corre igual um louco e se posiciona bem, mas na hora de fazer o diferenciado ele erra, pra mim ao natural o William seria titular, entretanto com em time que tá ganhando não se mexe o TR10 acabava sempre na titularidade. Essa situação na minha ótica vai melhorar a meia cancha, entretanto vai enfraquecer o elenco. De resto vamos para Paranaguá, é logo ali depois do ferry boat. Vamos torcer para o TR10 ajudar mais uma vez no jogo de despedida...

    ResponderExcluir
  2. PALMEIRAS FDP.....

    ResponderExcluir
  3. Será que jec vai ganhar alguma coisa com a saida do real?

    ResponderExcluir
  4. Sandrão - JOINVILLE26 de agosto de 2012 21:05

    E o que te falei lá na Arena Jequeano... sobre o Tiago Real?

    Ô boca santa... FDP !!!!!!!!!!!

    Vitória importantíssima sem dúvida. E nos acostumemos com esse assédio dos times de série A. Isso vai ser cada vez mais uma constante oxalá (ui!) essa campanha continue do jeito que está!!

    Me preocupo com isso! Espero que a diretoria tricolor saiba blindar o elenco quanto a isso, e principalmente, se esforce para manter todos por aqui até o final da campanha na série B.

    Não quero que o Tiago Real saia! Mas agora só um milagre segura ele por aqui. Não há muito o que fazer!!!

    Abraços a todos!

    ResponderExcluir
  5. O período de inscrição de novos jogadores, tanto pra série A, quanto pra série B, vai até o final de setembro, mais especificamente até a vigésima oitava rodada para cada time, se não me engano. Vamos esperar que ninguém mais saia. E torcer para que os times de série A foquem suas contratações para cima dos jogadores do Vitória, do Cri-cri, São Caetano, AMériga-mg, Avaíbis e etc.

    ResponderExcluir
  6. Se sair mais algum jogador, o Jec ganhará uma boa grana já que a diretoria está renovando com os que estão chamando a atenção. O caso do Thiago era o contrato. Paciência e boa sorte pra ele. Merece.

    ResponderExcluir
  7. Boa sorte pra ele no Palmeiras. Uma pena a sua saída, mas bola pra frente, o JEC vai permanecer forte e vai continuar firme na busca do acesso e título.

    ResponderExcluir
  8. Bocão, o problema é que nosso elenco é enxuto, e mais uma ou duas saídas podem nos complicar. Veja que já estamos com problemas com Romano, Tarcísio, Maurício é dúvida constante, Leandro Carvalho sentiu, Ramon não entra em forma ou se contunde, etc. Não podemos mais perder ninguém, até porque como bem disse o Jonas, a janela de contratações está encerrando. E o único caminho parece ser o de encontrar algum jogador de Série A que não esteja sendo aproveitado.
    No Coxa, mesmo, talvez (quem sabe Nereu não tenha alinhavado alguma coisa...).

    Alexandre, Wilian vai pro meio, mas ficamos sem lateral, ou melhor, ficamos com Gilton, que pena, pena, mas não recupera a boa fase. Mas pelo menos por algumas rodadas vai ser com ele.

    Sandro, realmente profetizasse, eu achei que ele não sairia, mas, beleza. Jogou bem pelo JEC, que jogue bem no Palmeiras. E que faça uma despedida de gala amanhã.

    Ab, ST

    ResponderExcluir
  9. Atleta de muita personalidade....merece esta oportunidade, pena que seja pra já, mas fazer o que né !!!!
    Bom futebol dele e do clube acaba despertando interesse de outros clubes, funciona assim mesmo...bola pra frente e apoio incondicional ao nosso tricolor.

    Abraços tricolores

    ResponderExcluir
  10. Porra, li o comentário de alguém lá no site do globo esporte que fazia todo o sentido, mais ou menos assim: "Por que o Palmeiras veio atrás do Tiago Real se eles tem o Pedro Carmona jogando emprestado no São Caetano". Não que eu ache o Carmona melhor que o Real, mas poh, se o Parmera quer o Real só pra compor o elenco, pq nao vão atrás do jogador do São Caetano que já é deles?!

    ResponderExcluir
  11. Sei que não tem nada a ver com futebol, mas uma coisa que estava me encomodando e muito era aquele muro encardido de nosso CT que aparecia em todas as reportagens de TV...pelo jeito vai ser resolvido...Ótimo!!!

    Palpite amanhã: CAP 1 x 2 JEC

    Antes que eu me esqueça.....PALMEIRAS FDP!!!!

    ResponderExcluir
  12. Para quem ainda não curtiu:

    http://futebolsc.com/torcidometro/

    ResponderExcluir
  13. Mario L. Nascimento28 de agosto de 2012 09:09

    De volta com os pitacos gerais.

    > Um começo de jogo meio claudicante no que diz respeito à saída de bola (ou à tansição defesa-ataque, como diria o menestrel de nome indizível neste espaço). Falta ainda ao JEC uma movimentação melhor dos armadores quando o time tem a bola atrás (ui!). Nesta hora um dos voltante quem que se aproximar dos defensores trazendo mais um marcador e os armadores têm que aparecer nos espaços vazios para receber. Ao mesmo tempo um ala deve se movimentar para frente, abrindo o bloqueio do adversário na meiúca.

    > A defesa foi segura desde o primeiro minuto, quando o Goiás sufocou o JEC em seu campo. Quaisquer dois entre Maurício, PP, Jussani e Lino têm dado conta do recado. A proteção segura de L. Carvalho e Glaydson faz muita diferença. Com a entrada do C. Alberto ficou claro que o banco está preparado.

    > William na lateral foi uma belíssima surpresa. Embora o cacoete de derivar para o centro do campo (onde marcou o gol), ocupou bem os espaços no que se pode chamar de marcação e subiu com propriedade ao ataque, onde está mais à vontade. Mais uma prova de que o banco (não o BMG, nem o outro, que financia outros times menos cotados) é um bom parâmetro da qualidade do grupo.

    > Uma partida de futebol é feita de detalhes. O Goiás tentou surpreender o JEC com um gol no início. Pela marcação e boa ocupação de espaço, quase conseguiu. Depois daquele ataque com 2 investidas do Lima depois do cruzamento do sempre eficiente Eduardo, o JEC entrou no jogo e o Amaral deve ter reconsiderado sua declaração anterior.

    > A arbitragem foi quase correta. Deixou-se levar pelo nome do Goiás, que pressionou o trio desde o início. Qualquer encontrão, seus jogadores caíam e ele apontava falta. O cartão para o Eduardo foi um absurdo. Simulação bisonha. E teve um lance idêntico no 2º tempo, agora com falta a favor do JEC. Como não houve simulação, nada de cartão.

    > Tiago Real se vai. Menino de caráter exemplar, sempre foi um jogador de grupo e soube esperar a sua hora. Aqui em Curitiba sempre foi elogiado como bom jogador e profissional. Mostrou isso no JEC e sua ida para o Palmeiras é fruto desse trabalho sério e dedicado. Uma pena para o JEC. Que seja feliz no Parque Antarctica.

    > Perspectivas no segundo turno: 65 pontos é a meta para subir. Faltam 29. Jogando como vem jogando, 11 pontos fora não serão difíceis. 18 em casa, dos 27 possíveis, também não são coisa do outro mundo. A Série A/2013 é logo ali!

    ResponderExcluir
  14. Concordo, Mário. A série A está logo ali. Será difícil, mas estamos com reais possibilidades, matemáticas e futebolísticas.

    Agora vem a outra metade do campeonato e estamos com um time totalmente diferente. Muito mais confiante, entrosado e com padrão de jogo. Se o time estivesse assim desde o estadual, acredito que nossa campanha estaria muito melhor.

    ResponderExcluir
  15. É, se o time estivesse assim no estadual nossa campanha sem dúvida teria sido melhor, seriamos campeões, provavelmente. Mas a valorização do elenco teria quebrado nossas pernas. A base seria desfeita. Mera suposição, mas plausível. Se subirmos, e temos tudo pra isso, no próximo ano voltamos a pensar em estaduais. Tudo ao seu tempo. Tudo voltando ao normal. O interior sobe, a capital desce.
    O ideal, para fechar o ano com chave de ouro, será termos jec e cri-cri na A, avaíbis e figayra na B, e a cereja no bolo, a chapecoense também na B pra assombrar florianópolis. Serão 12 pontos garantidos pros índios ano que vem. A capital vai surtar, faltará rivotril, prozac e valium nas farmácias da ilha.

    Sobre o acesso, o Mário estipulou que são necessários 65 pontos para subir ao invés dos 64 tão comentados. Talvez ele tenha razão, os dez times da parte de cima da tabela estão num ritmo bem maior que a galera de baixo. As pontuações foram altas nesse primeiro turno. É possível que sejam necessários 65 pontos pra subir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mario L. Nascimento28 de agosto de 2012 11:58

      Tem toda razão, Jonas. Os pontos dos quartos colocados na série B de pontos corridos e 20 clubes, ano a ano a partir de 2006: América-RN 61, Vitória 59, Barueri 63, Atético-GO 65, América-MG 63, Sport 61.

      O maior número de pontos pode estar relacionado à presença de mais times com condições de chegar. Vitória e Criciúma se desgarraram um pouco do grupo (o que não quer dizer que estão garantidos) e fora eles há 8 clubes brigando: JEC, SCaetano, Goiás, os Américas, Atlético, Avaí e Ceará. São muitos times que tendem a fazer mais pontos, elevando a média final.

      A segundona francesa tem a mesma fórmula e também tem 20 clubes. Em 13 edições já houve quartos lugares com 69, 66, 65 (3x), 64, 62 (2x), 61, 59, 58, 57 e 56 pontos. Na marioria das vezes em que a pontuação é mais alta os 4 primeiros se destacaram, livrando 5 ou mais pontos do 5º.

      Outra coisa que pode acontecer é um equilíbrio entre os 10 postulantes às 4 vagas, com todos estes vencendo os que estão abaixo. Neste caso haveria tendência a um maior número de empates e a pontuação pode não ser tão alta.

      Em resumo, cada campeonato é uma história diferente. 65 pontos parece ser um número seguro, quando se olha a série B no Brasil. Agregando números de um campeonato semelhante, vê-se que em 6 entre 19 edições talvez não fosse suficiente. A meta tem que ser 3 pontos a cada jogo. E o jogo mais importante é sempre o próximo. E para isso, Arena cheia vai ajudar sempre.

      Excluir
  16. JEC na série A! ... de público.

    http://rbrito1984.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Marquei o que escreverei:

    Marca aí, porra! :)

    As pontuações se manterão assim nas próximas rodadas e aí, (marca aí, cacete!) o Jec ganhará duas bem quando vitória e cri cri freguês perderem duas seguidas. Será o encosto na liderança!

    ResponderExcluir
  18. Se jec e cri cri subirem para a A. E o Avai e Figueira cairem para a B, a RBS tira o globo esporte do ar

    ResponderExcluir
  19. Tá foda, tão roubando o JEC, vai ser assim até o fim.
    O JEC é o estranho no ninho...

    ResponderExcluir
  20. Quem avisou o quarto arbitro que por sua vez avisou a bandeirinha que por sua vez avisou o arbitro principal que foi fora da area a falta foi.....

    Bandeirinha vaca do caralho....porra, porque correu sinalizando penalti....aí fica foda....será que fomos garfados?

    Vamos ver ser manhã isto vai repercutir....

    ResponderExcluir
  21. Esqueci....foi a Eliza Samudio!

    ResponderExcluir
  22. Ivan, não vai repercutir porra nenhuma. Já li a matéria do jogo no site do Terra e na Globo. Nenhum dos sites diz a putaria que foi esse jogo. E se repercutir algo, quando muito, será mansamente pela imprensa local. Já que da capital a gente sabe que não virá apoio.

    ResponderExcluir
  23. Utilizar imagens de tv ou qualquer informação externa é vedado, exceto no jogo CAP X JEC.
    O penalti contra o JEC não foi. O penalti contra o CAP também não foi. Mas só se voltou atrás no penalti contra o CAP.
    Todos iguais, mas uns mais iguais que os outros.

    ResponderExcluir