NASCEU CAMPEÃO

Tu és a glória dos teus fundadores

23 de ago de 2012

CEM ANOS NESTE DIA - NELSON RODRIGUES. E, LÁ NO FIM, O JEC!

Hoje peço licença aos leitores jequeanos para deixar de falar do Tricolor e prestar uma homenagem a um homem que recebe deste ignorante uma elogiosa crônica que, contudo, nunca estará a altura do homenageado. 
Nelson Rodrigues, se vivo fosse, hoje completaria cem anos de idade. E essa efeméride merece toda a comemoração possível, pois estamos a tratar do maior - sem dúvida alguma, o maior - escritor do mundo sobre o futebol. 
E além disso (o futebol), é também sem questionamentos que se trata do maior autor teatral do Brasil (leiam Vestido de Noiva, arrebatador); e, ainda, o cronista do cotidiano mais brilhante que já li (O Reacionário, Cabra Vadia e o Óbvio Ululante têm de ser lidos). Enfim, um gênio completo e acabado da raça. 
Pensem em alguém com talento. Multipliquem por cem, ou mil, e aí terão o retrato do "anjo pornográfico" - título da sua biografia escrita por Ruy Castro - , do escritor que era achincalhado por idiotas puritanos como um "tarado" - esse era o adjetivo que lhe impingiam cotidianamente lá nos idos dos 50 e 60. 
Em qualquer momento que estiverem de bobeira, comprem um livro de Nelson - qualquer um; procurem na internet textos do homem (recomendo a engraçadíssima crônica "A Vaca Premiada", duas páginas brilhantes para conhecerem as lidas rodrigueanas - pode ser lido aqui), e verão do quê e de quem se trata. Risos incontidos, emoções variadas, pau na igreja, pau nos "progressistas", pau nos conservadores, pau nos novos-ricos, pau na classe média, pau na juventude, humor cáustico, ridicularização dos idiotas, enfim, um retrato perfeito de um mundo imperfeito.

Só para terem mais uma idéia do que falo, Nelson foi o primeiro a chamar Pelé de "rei" quando o negão tinha ainda 17 anos, antes mesmo da Copa de 58; alcunhou Amarildo - da copa de 62 - de "O Possesso" - antes de este entrar em campo após a contusão do Pelé; teve o nome de seu irmão - outro grande jornalista, autor de "O Negro no Futebol Brasileiro" - imortalizado no Maracanã, o estádio Mário [Rodrigues (eis o parentesco)] Filho. Foi autor de frases como "o brasileiro só é solidário no câncer" - de Bonitinha, mas Ordinária; "toda unanimidade é burra", "nem toda mulher gosta de apanhar, só as normais"; "o pior cego é o que só vê a bola", "um conselho para os jovens: - Envelheçam!"; "Sou um reacionário. Minha reação é contra tudo que não presta"; "Subdesenvolvimento não se improvisa; é obra de séculos" entre outras inesquecíveis. O "óbvio ululante" também é criação sua. Até "o alagoano" já o citou - embora em equívoco, como se pode ver aqui


Eu, um completo analfabeto, queira [ele] ou não - certamente que não quereria - sou um discípulo mal-ajambrado de Nelson Falcão Rodrigues. Se tento ser irônico, escrever com alguma graça, embora sem talento algum, tudo isso não passa de uma cópia de quarta divisão do que já fez Nelson Rodrigues. E, mais, todo mundo que escreve, ainda que um ridículo bilhete para a própria mãe, copia o Nelson, em um ou outro momento.
Uma vez perguntaram ao velho o que ele estava lendo. A resposta, curta, foi mais ao menos assim: - Dostoievski. E o que mais, insistiram. - Nada mais. Leio e releio, sempre, Dostoievski. Está tudo ali. 
Se me fizessem essa pergunta, eu diria: - Leio Nelson Rodrigues, e só, e sempre, só Nelson. Está tudo ali. 
É isso. Quem quiser conhecê-lo pelos textos de futebol, deve procurar o livro "À Sombra das Chuteiras Imortais". Há muito mais a conhecer, e se admirar com a prosa e o teatro espetacular do homem que hoje completaria seu centenário.
AVANTE, JEC! Parabéns ao defunto mais vivo - ele mesmo se confessava uma múmia, com os achaques característicos - Nelson Falcão Rodrigues.

O JEC 
1. Ah, ainda tem o jogo de sábado contra o Goiás, mas sobre ele escrevo amanhã. O técnico parece ter algumas dúvidas, os resultados de terça - derrotas de Avaí e América-MG - foram muito bons para nós. Só nos falta vencer.
2. Lembram de que eu falava da necessidade de haver um placar do sócios no site, para que a torcida acompanhasse o crescimento do número de associados? - Ainda não tem, mas em ANotícia há todo dia um coelhinho contando o número de sócios - até ontem, 9056. Idéias simples que esperamos, com a nova gerente de marketing, sejam postas em prática.

7 comentários:

  1. Sandrão - JOINVILLE23 de agosto de 2012 11:27

    O mesmo AN divulgou no jornal de hoje, uma tarja em que anuncia o jogo entre JEC x Goiás... para as 16:20hs.

    Porrraaaaaaaaaaaa... o jogo será as 16hs em ponto!

    ResponderExcluir
  2. Que lindo texto... Também sou fãzoca do Nelson...PARABÉNS!!

    ResponderExcluir
  3. Grande Nelson,

    Se vivo hoje estivesse, não teriamos mais texto dele diante dessa sociedade "Politicamente Correta" (e chata).
    A sociedade já teria mandando prender, matar, bater, esquartejar.

    ResponderExcluir
  4. Por falar em mulher, lembro de uma frase do Nelso (sic):

    "Os homens mentiriam menos se as mulheres fizessem menos perguntas".

    Sempre digo isso pra frau. Imbatível pra começar uma briga! hehehe


    Agora, sério. Bem que a Laurinha podia entrar nessa merda de blog pra dar uma espiada nas ideias já lançadas. Acredito que sai um caldo.
    O foda é a falta de credibilidade. Ninguém dá nada pra gente. Principalmente pro Jequeano que só anda de chinelo de dedo branco em cima e azul embaixo e ainda tem "a cabeleira mais selvagem do que as cerdas bravas do javali."

    ResponderExcluir
  5. Leonardo, a Shirley - que se não me engano comenta aqui pela primeira vez, e portanto é muito bem-vinda - é uma das torcedoras mais fanáticas pelo JEC que eu conheço, sempre nos jogos, sempre nas redondezas da Arena antes e depois dos jogos. Se todos fossem torcedores como ela, nossa torcida seria ainda melhor.

    Juka, certamente Nelson Rodrigues teria muito a dizer sobre essa época chata que vivemos, mas, também, seria muito patrulhado. Mas seria uma voz muito importante nesse tempo de agora.

    Bocão, para o jogo de amanhã cortarei o cabelo e vou de terno e gravata pra falar com Laurinha (que intimidade, hein!).

    Ab, ST.

    ResponderExcluir