NASCEU CAMPEÃO

Tu és a glória dos teus fundadores

20 de jun de 2012

NOVAS NOTÍCIAS VELHAS E QUINZE "MILHA".

Eis que Bruno Rangel e Mateus foram dispensados. E até o fim do dia o presente post pode ficar velhíssimo, porque ainda se especula (nas rádios, eis que do Clube nada sai oficialmente mas, em compensação, o que "vaza" de notícia não tá no gibi) que Araruama (quem?), Ângelo, Jocinei e João Henrique podem receber o bilhete azul. A propósito, qual a origem dessa expressão, hein?
Não cabe todo mundo! Mas sempre é
hora de uma cagada. 


Não há nada de muito surpreendente na demissão de Mateus, que não vinha sendo utlilizado há um bom tempo, embora até hoje não eu não tenha uma explicação para o seu sumiço repentino, primeiro do time titular, depois do reserva, depois, do CT; agora, do próprio JEC.
Rangel, pelo contrário, de titular absoluto (embora eu discordasse de sua escalação, não pelo nome, mas pela idéia de que é necessário um atacante de área e um de velocidade) no Campeonato Catarinense e na estréia da própria Série B, passou ao completo olvido, em menos de um mês. Fez nove gols no Catarinense e, assim, de repente, não serve mais! Cabuloso, para dizer o mínimo.
Estamos todos (nos blogs, tuíter, etc, etc) repetindo o óbvio - JC, RESERVA da Chapecoense, veio pra cá, tem oportunidade de entrar em todos os jogos, e nunca faz porra nenhuma. 
Rangel (e olha que eu não morro de amores por ele, acho "grosso") 9 gols no Catarinense, titular até cinco jogos atrás, importante na Série C, é dispensado; Aldair, jovem patrimônio do clube, que tem um histórico de entrar bem nos jogos (não faz tanta coisa quando joga desde o início), mais veloz que JC, tá escanteado, e pedindo pra ir embora (eu faria o mesmo).
E se o Lima se contundir - como ocorreu na série C? Precisaremos contratar outro latagão para substituí-lo? Ou vamos jogar sem atacante de referência?
Enfim, as "coisas aconteciam, com alguma (ou nenhuma) explicação". 
Se mandarem embora Araruama e Ângelo darão prova concreta de que as contratações para a Série B foram mal feitas, e só por isso acho que eles permanecerão. Vão ficar para não se reconhecer eventuais erros. 
Um dos homens do JEC - que tá lá dentro - falando sobre algo hipotético - ou seja, não menciona especificamente o que está acontecendo no JEC - postou no twitter: "Tô muito chateado em como as coisas estão andando, estou vendo que em breve voltaremos a sofrer e lastimar, as velhas condutas voltaram". Tenho a impressão que ele se refere às recentes decisões tomadas no Clube. 
Um elenco unido, sem farristas, jogadores de nível razoável pra bom e querendo jogar bola, além de identificados com o JEC. Esse quadro, construído com dificuldades, foi talvez a maior razão (acho que a segunda, depois da torcida) pela nossa melhora nos últimos tempos. Destruí-lo é fácil. Que não arrisquemos desfazer o quê tem dado certo. Quem tiver saudade dos tempos de zona e souber ler nas entrelinhas - e tem muita coisa ali - do post do França no MEUJOINVILLE.NET (aqui), vai entender do que estou falando.
Se cinco forem embora, só dois ou três, "de qualidade" segundo Nereu, vão chegar. Agora resta saber se não serão de qualidade DUVIDOSA. Só nos resta ter fé. 


RDP - QUINZE MILHA:
Fala-se em 15 mil por mês pra estampar uma marca de uma rede de combustíveis em nossa camisa. Não sei se está correto o valor aventado - mais uma vez tratamos de especulações - ou informações de pé-de-ouvido - da imprensa; se for o que se diz é pouco, mas ainda pouco, é nosso. 
É foda reconhecer, mas todo dia ouvimos que nosso orçamento é modesto, se comparado a outros dos competidores da Série B, e assim, qualquer merreca soma no final do mês. Então, aproveitemos mais "quinze conto". 
Mas faço o contraponto: por ser pouco o "tutu" oferecido, voltamos ao ululante: 15 merréis é o equivalente a uns (grosso modo) 400 sócios, que parece ter sido o incremento de associados nesse primeiro mês de série B. Se continuarmos bem, ainda teremos novas adesões. Por isso a importância do associado, de que tanto temos falado, mas que o clube busca muito timidamente. 
A propósito - mais uma vez por interpretação divinatória de oráculos da imprensa, eis que não há fatos que demonstrem a conclusão - o gerente de marketing Alisson Tovar não continuaria no JEC na gestão a ser iniciada em breve. Como diria Januário de Oliveira: sinistro - o cara foi contratado há dois meses!


Vou concluindo: o título do disco do nosso novo patrocinador, a distribuidora de combustíveis RDP, é sugestivo: temos medo de anarquia. Tem-se medo também de Ditadura. Uma democracia saudável é o desejável. Teremos? AVANTE, JEC!

18 comentários:

  1. Algumas coisas são difíceis de entender, como a dispensa de Rangel e não utilização de Aldair e a fracassada contratação do JC, mas...como dizem, nos bastidores do futebol há "coisas" que estão, mesmo que nebulosas, fora de nosso alcançe e conhecimento!!! só pode!!!

    Outra coisa que me pergunto é: se nós Sócios somos a mais imporntante fonte de receita ao clube,porque não somos tratados com a devida importância...

    Um exemplo: mais de 90 % da torcida (redes sociais) foi contra a dispensa do Rangel e com certeza o mesmo número deverá aparecer contra a contratação do JC..

    Parece que estamos novamente caminhando para uma gestão onde a decisão será tomada sempre por uma pessoa e ponto! E isto me preocupa SIM...

    ResponderExcluir
  2. Não acho que sempre que houver dispensas e contratações seja necessário um plebiscito, a diretoria está cumprindo com o proposto logo que subimos, foi dito que o primeiro objetivo seria se manter na série B e apesar de o campeonato estar apenas no começo, estamos acima da meta.
    Dispensas e contratações acontecerão ao longo da competição e nem todas serão acertadas, no entanto é preciso tomar cuidado com a maneira como isso será feito para que nâo se crie um clima de insegurança no grupo.
    A impressão que eu tenho é que a torcida esperava uma dificuldade maior, que o JEC ficasse o campeonato todo fugindo do rebaixamento, como todos nós torcedores do JEC vimos que o bicho não é tão feio assim, agora queremos mais. Esse é o ônus que se paga para dirigir o JEC, em dois anos saimos do nada para a tão sonhada e aguardada por 8 anos série B, porém, a torcida do JEC nunca estará satisfeita, sempre queremos mais e a sensação que temos (ao menos eu tenho) é que é possível com duas ou três contratações acertadas chegarmos ao acesso.
    O jequiano acertou quando na conclusão do post interrou quanto a desejada democracia, se ela não vier e acho que não virá então que venha os resultados, e como já disse nunca estaremos satisfeitos. Resultado senhor Martinelli!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jean, concordo que dispensas e contratações sempre haverão, e se forem para contribuir para a qualificação de nosso time serão muito bem vindas...é claro que não existe a menor possibilidade de buscar a opiniões externas para tomar decisões em relação ao elenco e outras..

      Apenas me preocupa uma gestão centrada em um único ponto de vista...hoje (atual gestão) temos o Marcio com seu jeito mão de vaca (rs) e o Nereu com atitude mais arrojada e há um certo equilibrio na gestão, pelo menos tenho a impressão..no futuro não sei com será (incerteza), mas espero que sigamos no caminho certo!!!

      Excluir
  3. onde está escrito enterrou, eu quis escrever enterrogou.

    ResponderExcluir
  4. Sandrão - JOINVILLE20 de junho de 2012 17:30

    E errou de novo Jean ... hahaha

    O correto seria interrogou.. rsrs

    Abraço!

    ResponderExcluir
  5. Sinceramente não sei o que pensar com relação ao Nereu. Acredito que todas as deconfianças que existem há tempos com relação à ele serão postas à prova agora que ele tem o maior cargo no clube.

    Só me resta torcer pelo bem dele e do clube.

    ResponderExcluir
  6. Fernando, o Nereu está mais forte do que nunca, oremos!
    O novo estatuto deu a ele esse poder.

    ResponderExcluir
  7. Sandrão, o mais estranho é que escrevi "interrou" e na tentativa de correção eu escrevi "enterrou", a língua pátria realmente não é fácil, principalmente para os jumentos. Heheheh.

    ResponderExcluir
  8. E todos se perguntam: será que ele é?

    Em algumas ocasiões (por exemplo, em um sucesso efêmero de outro clube) houve motivos para grande desconfiança. Em outras, para se afirmar que não. Muita gente jura que ele não é. Mas o fato é que algumas atitudes alimentam as suspeitas.

    Minha pergunta: e se ele for? Raposa cuidando do galinheiro nunca deu certo...

    ResponderExcluir
  9. A kombi sai hoje ou não?

    ResponderExcluir
  10. PARANÁ CLUBE 1 x 3 JEC

    ResponderExcluir
  11. o "bigode" é fraco demais. Sem mais.

    ResponderExcluir
  12. Dá pra dispensar mais um monte de gente, as substituições são sempre as mesmas e só duas a cada jogo.

    ResponderExcluir
  13. Estou preocupado....sempre as mesmsa alterações...não temos nada diferente...e pensar que Aldair está aqui e quer ir embora por falta de oportunidades...é pra acaba!!!

    ResponderExcluir
  14. Pior foi escutar em um programa de TV no domingo o Nereu falar que o LC é infinitamente melhor que o Arthurzinho....tomara que o tempo prove isto e ele esteja certo!!!

    ResponderExcluir
  15. Fala Jequeano, fiz uma edição tosca, caso queira atualizar a imagem ai do lado: http://i.imgur.com/1sMCE.jpg

    ResponderExcluir