NASCEU CAMPEÃO

Tu és a glória dos teus fundadores

30 de abr de 2012

MAIS UM ANO NA FILA. MAS A FILA ANDA.

Acabou. Chorare.
Estamos fora do Catarinense, e ninguém duvida que isso se deu, no campeonato, em razão das péssimas primeiras cinco rodadas, e nesse mata-mata, por não termos liquidado a fatura em casa, quando tivemos tudo para fazê-lo, e não fizemos por erros nossos. 
Em Florianópolis, até jogamos bem, mas perdemos - e não merecíamos vencer. 
Deixaram o Fernandes acabar com o jogo. Fez o primeiro gol (pra mim Pedro Paulo deu o bote errado e o Linno deu muito espaço pro Aloísio), e no segundo, recebeu com um trezentos metros quadrados de liberdade - vendo a imagem no FutebolSC dá até vergonha pela falta de marcação - e enfiou a bola pro Aloísio. Caixão pro Billy!
O nosso gol, de pênalti, empatando o jogo aos 25' do 2ºT, até nos deu alguma esperança, bastava fazer mais um gol que poderíamos avançar à final. Mas aos 37' o jogo acabou, com o segundo gol do Figueirense - e é verdade que desde o momento em que empatamos não mais chegamos ao ataque, o time do Estreito não correu risco de tomar o segundo gol. 
A expulsão de Linno, ainda na primeira etapa - esperamos que doravante Maurício seja efetivado na zaga - ao contrário do que pregava a sabedoria de Argel, não nos fez ficar melhores no jogo, não fez mal ao time do Estreito. Lá no Meurer até brincávamos no momento da expulsão: agora vai melhorar!
Fabiano Silva foi recuado pra zaga e, aí, foi um terror - não sendo só sua culpa, mas sim da frouxa marcação que passou a ser feita (ou não ser feita) na meiúca. Ficou olhando o Fernandes no segundo gol, e, no terceiro, levou uma finta de corpo do Aloísio que até agora deve estar com dor nas costas. 


Em resumo, o time do Figueirense foi melhor, tem três homens do meio para a frente que são muito bons, nos tínhamos desfalques importantes (Lima e JH). Qual a razão de Fernandes - o único meia pensante - ter jogado tão livre é para mim um mistério profundo. São três volantes, um meia de ligação, e dois atacantes rápidos. Além disso, os laterais deles sobem bastante. Penamos na marcação, Ivan teve que fazer pelo menos umas três defesas difíceis, Aloísio ainda perdeu um gol no primeiro tempo. 
O campeonato terminou, a fila anda. Podíamos ao menos já ter conquistado uma vaguinha para a Copa do Brasil - que, parece, virá de qualquer jeito, se nos mantivermos na Série B. 


Em tempo (e fugindo um pouco do assunto) , para mim o Bezerra - um amigo meu estudou com ele e diz que o cara é "bvaiano" doente - operou a Chapecoense, que  embora tenha abdicado de jogar no segundo tempo, chamando o adversário pro seu campo, foi efetivamente garfada. Nos minutos que antecederam a virada do avaíbis, o Cleber Santana tinha que ser expulso, não foi; o Bezerra inventou uma falta pro timeco de Carianos, o quase-expulso bateu e deu-se a virada. Em três ou quatro minutos o "filho da vaca" "resolveu" o jogo.


Volto ao JEC: temos agora 20 dias para formatar o elenco e arrumar o time para a Série B - esse será o assunto nos próximos dias sem bola rolando. Precisamos de jogadores. Parece-me que pelo menos mais um zagueiro, um ou dois volantes, dois meias (rápidos, de preferência, porque Ricardinho e Ramon são lentos, e que faça gols). Tenho dúvidas ainda sobre a lateral-esquerda. 
Há jogadores com os contratos vencendo ao final de maio, e portanto alguns jogadores do atual elenco devem ser dispensados. 


E tenho dúvida principalmente sobre nosso técnico, sobre sua capacidade para montar um time. Embora eu acredite que quem vai montar o "novo" time, ou seja, quem vai decidir quais e quantos serão e trazer os reforços será o Nereu - e ponto final - e não o técnico (e é bom que seja assim, pois Natan, a única indicação do Argel é até agora uma nulidade), ainda assim desconfio, e muito, da imaginação, das ideias do Argel, ainda mais para um campeonato longo como é a Série B.
Devemos montar um time que possa ser bom com qualquer treinador, porque se formos jogar a Série B só na base da motivação (principal característica do Argel), vai ser dureza. Ontem, ele até começou com o time certo - é bem verdade que com uma semana de atraso - e não tem culpa de Aldair ter feito partida discretíssima. Mas a minha impressão é que ele não tem uma boa leitura de jogo durante as partidas. Aguardemos as cenas dos próximos capítulos. 
Dos seis primeiros jogos na Segundona, quatro serão em casa (depois virão dois jogos fora em seqüência). E nesses primeiros seis jogos, teremos ABC e Avaí fora, e em casa o principal candidato ao título (Atlético), o atual finalista do Paulistão (Guarani), além de ASA e Ceará. Temos de começar à toda velocidade, para que não tenhamos de fazer correções de rumo - troca de comando, contratações desesperadas, etc. - já no começo do certame. A hora de fazer tudo certo é, portanto, agora. Voltaremos ao assunto.  AVANTE, JEC - AGORA NA SÉRIE B.


PS: A propósito, o Alisson Tovar já poderia mostrar algum serviço nesses vinte dias, não acham? 

49 comentários:

  1. Se o técnico estudasse o adversário com certeza alguém iria marcar o fernandes. Mas a soberba do Argel obaoba não permite esse estudo.
    O time do jec é isso aí, muito limitado, assim como seu técnico Argel obaoba que ontem deu seu show, na hora que o jec menos precisava deu show.
    Vamos ter que contratar e não devemos esperar 3 ou 4 rodadas para trocar de técnico, pois é isso que vai acontecer.

    ResponderExcluir
  2. Estamos com um time de Serie C e não podemos pensar em entrar nesta nova competição sem reforços...o Argel também é limitado....e ontem prejudicou o JEC em no mínimo 5 minutos com o jego paradao, porém novamente fez seu marketinh pessoal....talvez ele possa trabalhar em nosso departamento de marketing, se preferir...

    ResponderExcluir
  3. Mario L. Nascimento30 de abril de 2012 13:33

    Pitacos por etapas:

    Bezerra: só onde a federação faz o que quer se deixa um árbitro declaradamente torcedor apitar jogos importantes do seu time. A falta que o Cléber Santana fez não fica devendo em nada à que custou ao Sousa uma suspensão preventiva. Com duas diferenças: o Sousa foi imprudente, mas acertou a bola e depois travou a perna do adversário. O Cléber Santana foi para pegar a perna do jogador da Chapecoense. Só não houve fratura porque este saltou e não estava com a perna apoiada.

    Mas expulsar o melhor jogador do seu time não está na cartilha do Bezerra.

    E chamar jogador de time da capital para julgamento também não está na cartilha do TJD.

    Estava escrito que a decisão seria entre times da capital.

    ResponderExcluir
  4. Mario L. Nascimento30 de abril de 2012 13:58

    Argel:

    da mesma forma que estragou o Brasiliense no jogo contra o JEC na Arena, armou um barraco desnecessário e fez o melhor que o fi_gay_rense poderia esperar: tirou o ímpeto inicial do que poderia ser a reação do JEC.

    Acho que a diretoria tem elementos suficientes para pensar se é bom que ele continue no time para a série B. Bananeira que já deu cacho...

    ResponderExcluir
  5. Mas teve lances do Guilherme Santos ou do Igor, (ou de ambos em dois lances) que também chegaram em carrinhos desproporcionais no jogo de ontem e nao foram punidos. E o penalti marcado pro Jec que o bandeira não queria dar, o cara foi empurrado ai quando ta caindo a bola bate no braço e na opiniao do bandeira ele que fez a falta kkkk. Aqui a fraca atuação da Chapecoense ofuscou a arbitragem, fiquei em duvidas em dois lances que achei que foram pênaltis(pro Avai seria) num empurrão na área sobre nosso lateral num lance que o Athos ficou caído e no ultimo lance quando teve um chute e o zagueiro do Avai abriu os braços e a bola pegou na mão, mas não da nada ano que vem tem de novo.
    Uma coisa que queria saber mas acho que nunca vou ficar sabendo é. Qual a audiência que a RBS vai ter no interior do estado com essa decisão?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fabrício, espero que esse ano a Chape suba pra B.

      E vê se vai ajudar nas obras do aeroporto porque a rapaziada da Chape tá só no ônibus po. hehehehe

      Abraço.

      Excluir
  6. Ao mesmo tempo que colocaram um relógio para contagem regressiva do festival de dança no fim da visconde, colocaram um no fim da Inácio Bastos. Hoje ele marca 8. Faltam oito jogos para o Argel ser demitido.
    Na oitava rodada, quando a diretoria já estiver cansada do papinho furado do Argel, virá sua demissão. E aí veremos o que poderá ser feito após mais de 20% do campeonato ter sido disputado.
    Ah, e o Zé Guedé do Argel né, dirá que não teve os reforços que pediu né, daí não teve peças para montar um time competitivo né... blá blá blá.

    Acho que a gente deveria fazer uma festa para entregar o prêmio nhém nhém nhém, os concorrentes seriam Giba e Argel.


    PS I: O figueirense não teve mais dificuldades com um a mais NÉ.

    PS II: O futebol é muito dinâmico NÉ. Numa semana foi pior com um a mais e na seguinte com um a menos NÉ.

    PS III: Quem treina fraco, joga fraco NÉ.

    PS IV: Nossas jogadas ensaiadas (onde?) não funcionaram NÉ.

    PS V: Foi ótimo dar um tempo pro figueirense depois do nosso gol NÉ.

    PS VI: Nossos jogadores tiveram muito ânimo pra jogar depois da confusão NÉ.

    PS VII: Quem treina fraco, joga fraco NÉ. De novo NÉ.

    PS VIII: 3-5-2 não é esquema pra esse time aí que teve sorte de ser campeão ano passado assim NÉ.

    PS IX: Vale a pena ver de novo o jogo Jec x Brasiliense NÉ.

    PS X: Quem não tem capacidade quer ganhar no grito NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ NÉ.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bocão, é algum tipo de mensagem subliminar?...rs

      Excluir
  7. Mario L. Nascimento30 de abril de 2012 14:49

    Audiência no interior, Fabrício? Você deve estar brincando...

    Todo mundo sabe que ninguém no interior vai assistir. O que ocorre é que a RBS NÃO TEM NENHUMA MEDIÇÃO CONFIÁVEL de audiência no interior. Tudo que fazem se baseia nos people meters (que verificam em que canais estão sintonizados os televisores de alguns escolhidos) instalados na capital. Não sei nem se há algum desses equipamentos instalados fora de fpolis.

    Eu não sei, você não sabe e ninguém mais sabe. E não adianta perguntar. Cansei de perguntar e NUNCA obtive NENHUMA resposta.

    Como sempre, a RBS CAGA E ANDA para o que pensam os telespectadores do interior. Que são SÓ 84% da população de Santa Catarina.

    ResponderExcluir
  8. O Argel fez o que pode com o elenco que tem. Todo mundo sabia que o Figuereinse era favorito (afinal ganhou 1º e 2º turno e tem elenco forte). Tenho certeza que o Argel tem capacidade de treinar o JEC na serie B desde que tenha reforços, o cara não é Jesus para fazer milagres.

    Outra. o Lima é que foi responsavel por mais uma eliminação no estadual. PIPOQUEIRO SIM SENHOR.

    No mais o JEC jogou bem, não foi mediocre e cagão, esse é o nivel real dos jogadores que aqui estão. Bola pra frente, bora contratar para o que interessa SERIE B.

    ResponderExcluir
  9. Mario você sempre faz comentarios coerentes aqui e no /meujoinville.net tambem como blogueiro e postador. Não gostaria que pussese a culpa no treinador ele é um cara bom. Comente nosso elenco (LINO, GILTON, LIMA, B.RANGEL, ALEX, TIAGO REAL) esses caras são dignos de campeões estaduais. NÂO. não tem qualidade pra isso, deram o maximo, mas não foi sulficiente. Simples assim.

    ResponderExcluir
  10. Tanto JEC como Chapecoense mereceram ser eliminados. Não adianta a gente chorar pela arbitragem, esses times fizeram por merecer a eliminação. O goleiro da Chapecoense foi caçar borboleta no primeiro gol do Avaí. Eu não queria Figueirense x Avaí na final, mas JEC e Chapecoense tremeram.

    ResponderExcluir
  11. Ai que ta Emerson, eu de nenhuma maneira fiquei triste pela eliminação, gostaria claro que estivessemos na final, mas tanto Chape como o Jec, nao tem time confiavel pra disputar serie C, muito menos uma B, uma classificação pra final creio que colocaria uma mascara nos times, veja bem apanhamos feio la em Minas pro Cruzeiro, que foi eliminado com duas derrotas para o America, adversario de vcs na B. O Criciuma tomou duas surras do Atletico PR. Acho que esses jogos da copa do Brasil servem de termometro pra avaliar que os times de SC esse ano estão devendo em qualidade. Espero estar enganado, mas principalmente espero que os times ja tenham alcançado a cota toda de erros no primeiro semestre.

    ResponderExcluir
  12. Me chamem de viúva, mais como a volta do Arthurzinho cairia bem nesse momento, e não é só da parte técnica (incontestável por sinal) que estou falando, a volta dele significaria uma mobilização de todos tricolores para a série B. Esse time não é ruim, como o baixinho e contratações pontuais não tenho dúvida que fariamos uma grande campanha, lógico que o acesso vejo um pouco distante, mas não impossível, e acredito que talvez nem seja a hora, mas com certeza se acontecer serei eu, um homem feliz.
    Como era bom quando acabava o jogo e o Arthurzinho falava na entrevista exatamente o que nós tinhamos visto em campo, ele fazia a leitura que nós faziamos do jogo, não poupava críticas quando era preciso e elogíos na hora certa.
    O Argel só se promove, será que na diretoria ninguem ve isso? Com a saída do Marcio, acredito que é possível aparar as aresta que ficaram com a tumultuada saída do Arthur,
    seria a volta de um ídolo e assim como o JEC o Arthurzinho também deve estar arrependido (está parado desde então), é preciso conversar, rever valores e tentar um acordo. Se o JEC esperar para fazer isso, pode custar caro para o tricolor e o trabalho de 4 anos desse diretoria se perder, o Argel não é o técnico que presisamos nesse momento, foi importante na retomada no estadual, porém mesmo com os números a seu favor não vejo nele condições para conduzir o JEC na série B.
    A volta do Arturzinho resgataria a auto-estima do torcedor, que anda desconfiado, colocariamos 15000 na estreia e com uma boa arrancada o custo do Rei Arthur seria tranformado em lucro, e para ele seria mais fácil, afinal ele conhece o grupo, e teria todo o respaldo da torcida.
    Aquele time que enfiou 7 no CRB teria indurecido as coisas pro figueira, se analizarmos com frieza, fomos presa fácil, sem dúvidas o brocolis está hoje em outro patamar, mas o cruzeiro também está em relação ao América e no entanto foi vencido e vejo a distância entre Cruzeiro e América muito maior que JEC e brocolis.
    Torço muito para a volta do Arthur, mas acho que não ira acontecer, independente da volta ou não é preciso mudar, sére B não é brincadeira.
    Ontem no final do jogo o Argel falou como muita propriedade do projeto para a série B, isso me faz acreditar que ele seja mantido, e nesse caso torço para eu estar errado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jean, Artur quando saiu daqui, saiu magoado com alguma coisa e chegou a dizer que nunca mais voltaria a trab alhar aqui. De fato ele sempre tinha a leitura ideal do que estava se passando no jogo.
      Com relação a salários, uma pessoa que cobre o dia a dia do JEC me disse esses dias em um treino que a comissão técnica do Argel custa ao JEC 60 mil reais. Acho um valor alto.

      Excluir
  13. Claro que ficou mágoa na saída do Arthur, mas conversando é possível resolver isso, o Marcio tá de saída e o Nereu é consiliador. Quanto a salário acho que dá pra negociar, veja quanto dinheiro o Arthur perdeu nesses 4 meses, claro que ele não contava com esse tempo parado, a meu ver perderam as duas partes, por isso, acho possível uma aproximação. Sem falar que ele precisa estar trabalhando para não ser esquecido, e com uma campanha regular na série B ele volta à mídia, muita coisa aconteceu de bom para ele no JEC, ele chegou a ser capa do globoesporte.com, estava em evidencia e isso pesou na hora de renovar.
    Acho que ele pediu muito, mais talvez tenha faltado ao JEC esforço na tratativa para renovação, segundo ele o JEC não fez contra proposta.

    ResponderExcluir
  14. Talvez com o Nereu à frente do JEC essa volta do Artur possa acontecer. Um Nereu da vida em dezembro teria feito um esforço maior para manter o Arturzinho no comando do JEC. Mas não nos iludamos, série B é muito mais forte do que a série C. Precisamos, além de um comando técnico forte, um time mais competitivo, com jogadores mais "cascudos". Um camisa 10 habilidoso, bons zagueiros, laterais. Esse time do JEC, na série B, faria, em tese, uma campanha de meio de tabela. Guarani, Atlético-PR, América-MG, Ceará e Goiás CERTAMENTE estão à nossa frente em qualidade. O JEC, hoje, está no mesmo patamar de umas outras 6 ou 7 equipes, entre elas o Avaí. Precisamos de reforços para alcançar uma condição de briga pelo acesso.

    ResponderExcluir
  15. Serginho: O Argel pegou nosso time na merda e colocou na semi final isso é fato.
    Mas o time ainda não adquiriu um padrão de jogo principalmente fora de casa, o Argel disse que a classificação vem ganhando dos pequenos, mas esqueceu que o titulo só vem ganhando dos grandes. Argel alem de marrento é vadiu pra mim não serve para a série B.
    Chamar o lima de pipoqueiro! tem certeza que vc ja viu ele jogar? Vai dizer que vc prefere a dupla Rangel e Alex?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também não faça coro às críticas contra o Lima. Aliás, esses últimos jogos apenas reforçam a sua importância. Quantos jogos Rangel e Alex fizeram depois que o Lima saiu por contusão? Nenhum. Com o Lima em campo o adversário já tem um motivo de preocupação a mais.

      Excluir
    2. Ali em "quantos jogos" eu quis dizer "quantos gols".

      Excluir
  16. Vamos por partes:

    Serginho, alguns desses jogadores eu gosto, e todos sabem que do Lima eu sou defensor. Até perguntei no twitter quais jogadores terão seus contratos vencendo no final de maio - não obtive resposta, e se alguém souber, por favor, me conte - , e aí dá pra saber quem tem de dispensar.
    Parece-me que Ênio, Charles, Linno, Badé e Gilton, Natan, Cristiano, Carlos Alberto, Mateus (até porque foi esquecido) e Ramon são jogadores a serem novamente avaliados, para ver se vale a pena mantê-los.
    Mas me parece óbvio que não dá para dispensar 11 jogadores que apontei, sob pena de voltarmos a um tempo de a cada dois meses fazermos um time novo.

    Jean, Douglas: o Arturzinho deveria ser o técnico, mas parece que nem ele quer, nem a Diretoria quer; e já ouvi dizer que os jogadores ficaram cabreiros com a decisão dele no rateio da premiação da Série C. Logo, esqueçamos por ora.

    Vamos nos concentrar em fazer um time forte, como bem lembrou o Fabrício, foi só nossos times saírem de SC pra levar pauladas ali depois das fronteiras. Um toma de 5, outro toma de 4. Não podemos nos enganar com o Catarinense.

    Eu não acho que a arbitragem tenha nos prejudicado, Emerson. Não vi pênalti no Rangel - malgrado ele não merecesse o cartão. Foi lance normal de jogo - choque dentro da área, e não simulação. Pra mim, o Avaí é que foi beneficiado, e só. O JEC não pode culpar a arbitragem, em nenhum dos dois jogos. Como disse o Mário, carrinho, de frente, com os dois pés na canela do jogador da Chape não é nada. O lance do souza foi, segundo a mídia, "tentativa de homicídio".

    Audiência da final, na TV, em Joinville - 0%.

    O Bocão resumiu bem as entrevistas e a postura do Argel. Estamos esperando o prometido post sobre o balanço do JEC, lá no Gestão Jequeana.
    Como disseram, com outras palavras, o Giovani e o Lenzi, é muita pose (o JEC não joga conforme o adversário - o FIG sim, e até por isso ganhou), e resultados duvidosos.
    BAsta ver que contra os outros 4 "grandes" de SC os resultados foram FIG (2E 1D), CRI (1E 1V), CHA (1V, 1D) Ava (1V 1D), ou seja, aproveitamento de 44%, fazendo 12 de 27 pontos.

    Os barracos do Argel são "jogar para a torcida", dizer que deixou o sangue no jogo, e tentar criar um clima de guerra pra quem sabe, no vamoquevamo, fazer o segundo gol. Mas isso é coisa de 1900 e Aracy de Almeida. Tem é de fazer o time jogar. Tivemos falhas gritantes de marcação na meia-cancha, o Fernandes, com 712 anos, deu uma arrancada no primeiro gol e passou por uns 4, na velocidade. Aí não dá.

    Temos que acertar logo o nosso time. Não dá pra patinar na arrancada da série b

    ResponderExcluir
  17. Que não seja o Arthur, mas é preciso trocar, o Bocão está certo, não passa da oitava rodada. Uma coisa é ter que trocar o treinador no meio da competição outra é entrar nela sabendo que teremos que trocar. O próprio Arthurzinho não é garantia de boa campanha, só acho que o risco seria muito menor.

    ResponderExcluir
  18. Mario L. Nascimento30 de abril de 2012 17:18

    Serginho,

    agradeço e fico feliz que você gosta dos meus comentários. E concordo com você em um ponto: é muito fácil trocar o treinador como se todo o problema fosse este e é sempre bom evitar essa solução simplista. E o JEC não tem um elenco muito bom mesmo. Só que o Avaí também não tem e chegou lá. A Chapecoense também não tem e, como o JEC ficou no quase.

    Porém, alguns pontos objetivos precisam ser levados em conta: do time que jogou a série C e arrebentou, perdemos R. Santos, Jaílton e Capixaba. Convenhamos que a mudança não foi assim tão grande. O Argel chegou e, se melhorou em relação ao Milioli, não chegou nem perto do que o Arturzinho conseguiu. Um ponto que acho sério é o fato de não ter voltado para o 3-5-2 que deu certo, colocando Eduardo e Gilton em suas verdadeiras posições, alas. Dizem que foi teimosia para não "copiar" o Artur. Se foi mesmo, já é motivo pra pensar seriamente em mudar.

    A efetividade de um treinador é algo bem mais complexo do que somente os resultados que ele possa ter alcançado. Há o relacionamento com o elenco, o planejamento dos trabalhos, o fator motivacional, relacionamento com a diretoria, outros membros da comissão técnica, entre muitos outros fatores.

    Entre os fatores que precisam ser analisados, está também o histórico do "professor". Argel me parece não ter um histórico dos mais favoráveis em campeonatos longos, como é a série B. Além do mais, chiliques como o que ele teve ontem só prejudicam o time em campo. Já havia feito isso no jogo JEC x Brasiliense.

    O histórico do JEC no que se refere a mudanças de treinador tem coisas curiosas. O Edinho não treinava o time para poder ficar mais tempo com a família no Rio. Foi mantido por algum tempo porque era uma “grife”. O Leandro Machado falou bobagem no fim da série D e foi mantido, até que ficou claro que os jogadores não iriam se empenhar por alguém que os chamou de perdedores. O Arturzinho fez e falou coisas que desagradaram aos jogadores e perdeu a condição de ficar, porque os jogadores não mais o queriam por perto.

    O relacionamento do treinador com o grupo é importante, embora não seja a única coisa que conta. Infelizmente tem horas em que a decisão melhor não é a mais coerente. Em um confronto entre elenco de treinador, raramente este ganhar. O Felipão se deu mal no Chelsea por causa disso. Não sei a quantas anda o relacionamento do Argel com o grupo do JEC, mas os sinais não são bons. E, além disso, vejo outros sinais de que a melhor coisa seria trocar agora, para evitar que tenha que ser feito com o time em situação ruim na série B. O que foi conquistado até agora é muito para ser arriscado com o adiamento de uma decisão tão importante. A culpa não é toda do Argel, evidentemente. A maior parcela cabe à diretoria, por não planejar o ano de 2012 a tempo. Mas acho que o Argel não vai longe na série B e a troca agora faria bem ao time. Os sinais estão aí.

    ResponderExcluir
  19. No site oficial do JEC foi publicado um poste agora a tarde e parece claro a permanencia do Argélico, nele está explanado o planejamento do Fucks para a série B, fala em reforços pontuais e traz também parte da entrevista dele ontem após o jogo.

    ResponderExcluir
  20. Sandrão - JOINVILLE30 de abril de 2012 18:07

    O avaí só está na decisão, porque o JEC colocou ele lá !!!

    E quanto ao treinador, todos sabem minha opinião: Não serviu... e não servirá para o JEC.

    Tem passarinho por aí jurando que no domingo a noite o Arthurzinho recebeu uma ligação de alguém aqui da joinvilândia perguntando "como estava a vida?". Onde há fumaça...

    E ontem fiz como muitos na Arena que sempre critiquei: saí puto aos 38min... rsrs

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahaha Conta direito!

      Tua mulher mandou tu levantar e levar ela pra casa.

      Excluir
    2. Sandrão - JOINVILLE30 de abril de 2012 23:27

      Quem manda sou eu meu chapa...haha

      Tu viu meu carrinho de compras no mercado...kkkkk...só coisa pra macho!!! hahahahaha

      Abraço!

      Excluir
  21. Alexandre B Sgrott30 de abril de 2012 18:07

    Não esqueçam que no começo do ano a ordem foi conter gastos para chegar bem na série B. Aí deu a merda que deu com o Milioli e o Argel nada mais foi do que um improviso. Agora é hora de cobrar 4 ou 5 diferenciados para serem titular (esta cobrança nada mais é do que manter a coerência). Ano passado foi a mesma coisa e no segundo semestre (serie C) a coisa melhorou e muito. Tenho esperança de uma boa campanha, mas o Argel ainda me inspira muita desconfiança...

    ResponderExcluir
  22. Bom Jequeano e Galera em geral, pra quem começou favorito por manter a base do ano passado, começamos mal, pra não dizer péssimos, fruto de uma politica de contencao de despesas meio desmiolada.
    Depois veio o Argélico e com o mesmo time conseguimos chegar a semifinal, gostei mais do time ontem do que no Domingo passado, o unico problema é nossa zaga, Linno é muito pesado e por isso era reserva do Renato Santos.
    O meio de campo é sofrível, Ricardinho parece enceradeira, Ramon tem qualidade mas ta véinho.
    Então, os reforços TEM que vir de qualquer jeito, e bons reforços, acho que vamos perder jogadores para o Figueirense, Eduardo tava muito amiguinho dos brocolinos ontem.
    No mais, que venha a Série B, Sds Tricolores

    ResponderExcluir
  23. Leonardo, muito pelo contrario veja meu comentario novamente e você vai ver que disse que Bruno Rangel e Alex, ambos não servem pra serie B. Quanto ao Lima joga muito mais que estes dois juntos, mas é pipoqueiro, quando o time mais precisa ele não está lá...foi assim na serie C e agora nas finais. E nem quero comentar sobre a tal ida pro Figueira. entendeu?

    Mario, talvez pareça pouco mas 3 jogadores fazem toda diferença, Renato Santos é bem melhor que o Linno e PP. Jaiton dava velocidade no meio, Ricardinho e Ramon são lentos. Assim como o Capixaba deu certo no time jogando pelas alas. 30% é bastante coisa.

    Outra, o Avai tem Cleber Santana, jogador bem acima da média do futebol catarinense;

    Pra finalizar, gostaria muito que o Arturzinho voltasse, mas precisamos mais de jogadores do que de tecnico no momento. Nosso elenco é fraco e limitado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Serginho, tais dizendo que a contusão do Lima é mentira ou foi provocada por um "pipoque"?

      Excluir
    2. Caro, não estou dizendo que é falsa a contusão, Lima é jogador bichado. e não podemos depender dele na serie B senão estamos na m. Não quero que ele saia, gosto do Lima, mas está com excesso de contusão e a serie B é longa não é um estadual e Alex, Bruno Rangel, Cristiano já mostraram que pra serie B não servem entendes.

      Excluir
  24. O segredo do arturzinho era saber tirar o máximo possível do melhor de cada jogador. Porque o gilton foi bem? Ora porque ele sabe atacar bem e não defender bem, Eduardo idem, logo arturzinho jogava com 3 zagueiros para dar liberdade aos laterais usarem o que mais sabiam fazer que era atacar.
    Depois que o ARTURZINHO chegou o lima viu que tinha gente mais importante que ele no time então até se machucar botava a bunda no chão, batalhava muito em prol do time.
    O capichaba tinha uma desconfiança enorme e o Artur achou um lugar que ele pudesse render mais, coisa que não aconteceu no Criciúma anteriormente nem no avai agora.
    Artur montava um time e uma estratégia por jogo, ele não tinha 11 titulares, tinha 13,14 titulares.
    A minha revolta com o Argel obaoba é que ele só quer aparecer pra torcida, mostrar que está trabalhando, que briga pelo time como aconteceu contra o Figueirense. Ele se auto promove.
    Esse é o limite do Argel obaoba, ele está perdido.
    Desde de quando o Tarcísio é lateral? Pois é o que vem acontecendo nos treinamentos. Então o Tiago vinha bem e para o primeiro jogo contra o figueira ele nem entrou e no segundo foi titular.
    Mateus badaloti nunca havia sido relacionado derepente aparece na fogueira do jogo contra o figueira pois segundo o Argel obaoba se tivesse uma falta perto da área ele bateria.
    Isso pra mim é estar perdido ou está escalando conforme a diretoria pede.
    O Fernandes tem quase a idade do ramon e porque ele decidiu domingo? Porque ninguem o marcou. Pois segundo o Argel a escalação e maneira de jogar do adversário não interessa.
    O ramon tem muita qualidade e porque não consegue jogar? Porque os adversários sabem da qualidade do ramon e colocam sempre um dois por perto e não dão espaço ao para ele jogar.
    Os adversários não estudam a escalação do jec? Essa teimosia, ignorância e soberba do Argel obaoba que me irritam.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mario L. Nascimento1 de maio de 2012 00:37

      Comentário perfeito, Giovani. Não faltou nada.

      Excluir
    2. É Giovani, sua palavras foram muito bem colocadas...com certeza muitos torcedores tem este mesmo pensamento....um bom LIDER precisa fazer a leitura de sua equipe e extrair o máximo dela....coisa que o Argel ainda não fez!!!!

      Excluir
  25. Sandrão - JOINVILLE30 de abril de 2012 23:37

    /\
    /\

    Concordo plenamente com tudo o que o Giovane falou acima!

    ResponderExcluir
  26. Senhores, mundando um pouco de assunto, estou com receio quanto a possíveis contratações para a Serie B, pois não vejo jogadores de bom nível que poderiam vir para cá (JLLE)..

    Há comentários de Lenilson, porém o cara já tá com 31 anos...não sei...acho que vamos "pastar" para conseguir bons nomes...os caras preferem,, é claro, o futebol Paulista e Cia...vai ser foda!!!

    ResponderExcluir
  27. Mario L. Nascimento1 de maio de 2012 22:26

    Fernando,

    a melhor hora para contratar era o fim do ano passado, inclusive o técnico. Mas o clube não tinha (e continua não tendo) dinheiro. Mas outros clubes da série B estão se movimentando e contratando.

    Fácil todos sabemos que não é. Mas, vamos dar um crédito ao Nereu. E torcer para que tenha sorte.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É Mario, minha expectativa é (ou era) que poderiámos aprveitar jogadores de times pequenos no Paulistão, pois muitos jogadores vão para lá porque é uma vitrine e depois, como estes times não jogam Serie A e B, poderiam preferir vir para cá...mas não sei se vai sobrar alguma coisa boa para nós....sem $$$$ fica difícil!

      Excluir
  28. Quanto às arbitragens... é claro e nítido q em todo e qualquer lance duvido, os juízes de SC sempre apitam a favor da capital...

    Analisem o primeiro gol do Avaí contra a Chapecoense... o Goleiro sobe disputando a bola com o jogador do Avaí... será q não foi falta? tenho certeza q se fosse contra o Avaí, o juiz apitaria.

    Os dois pênaltis claros, no início dos dois jogos JEC x Figayra nessa semi-final... alguém ainda duvida q se fossem a favor do figayra eles seriam marcados?

    só não vê quem não ker... em todo e qualquer lance q seja duvidoso para o juiz, sempre é apitado em favor dos clubes da capital

    ResponderExcluir
  29. Edson Párana; fpolis (MAIS, MAIS, MAIS, MAIS DO QUE NUNCA vão pro inferno manezada do caralho)2 de maio de 2012 19:43

    Sobre a nossa eliminação (e logo pras gaivotas alvipink's), amigo Jequeano e galera Tricolor, é mt mt foda postar algo. Contando com a vaga (mas aqui ou ali com os 2 pés atraz) fui no famigerado jogo e sai do CHIQUEIRO completamente DESOLADO, até sem saber pra que lado tava o FDP do carro, pra cá ou pra lá, quase sem saber onde moro e se me perguntassem o nome eu ia pedir licença pois ia ter que olhar no RG(não pensem que somente pelo efeito alcoolico, mas sobre tudo pela triteza ). E ainda pra ajuda na saída quase me enrosquei com as gaivotas. ST.

    ResponderExcluir
  30. Com a eliminação do JEC, o JECMANIA está mais parado que obra da copa.

    ResponderExcluir
  31. Mais parado que casamento de crente kkkkkk

    ResponderExcluir
  32. Olha a onda, olha a onda. clap clap

    lá vem ela, se segura malandragem!

    ResponderExcluir
  33. Junilito (Junior)8 de maio de 2012 09:34

    Antigos espíritos do mal transformem essa forma decadente em MUN-RA o de vida eterna!!!!!

    DA-LHE JEC!!!

    ResponderExcluir
  34. Leonardo, Emerson: ainda volto a escrever, hoje se possível. O trabalho tava pegando. Ab, ST.

    ResponderExcluir
  35. O blog ta mais parado que água de poço

    ResponderExcluir
  36. Um link bacana.

    http://wp.clicrbs.com.br/jec/2012/05/08/confira-roteiro-de-turismo-pelo-pais-com-o-jec-na-serie-b/?topo=84,2,18,,,67#respond

    ResponderExcluir